sábado, 25 de setembro de 2010

Vinhos do Alentejo em Lisboa 2010

O objectivo era a viagem pelos grandes vinhos alentejanos. Uma viagem conduzida pelos guias enólogos, produtores e outros especialistas do tema. Era tida como uma oportunidade de maior contacto com os grandes intérpretes desta região e o reunir de muita gente com a mesma paixão que muitas vezes só conhecemos através do ciber-espaço ou só os encontramos nestas ocasiões. Na minha opinião, todos os objectivos atingidos.Em relação ao ano transacto apenas o local mudou. No espaço conhecido como LX Factory foi proporcionado estacionamento grátis para os participantes, e montado um Alentejo vínico de excelência. Um bom copo para a prova, pelo menos o primeiro, a um valor acessível e viagem começava.Como quando cheguei ainda se encontrava pouco público fiz, em primeiro lugar, uma volta de reconhecimento. Depois comecei as minhas provas procurando em primeiro lugar novidades e depois aqueles em particular que a algum tempo ansiava por conhecer. Posso dizer que foi um grande dia. Grandes provas, grandes descobertas, surpresas, o rever de amigos e as conversas, mais do que as provas, o que eu gosto de uma boa conversa com um produtor, enólogo ou como foi o caso com o escanção Manuel Moreira. Depois de ter participado na "Conversas sobre o Vinho: Brancos Que o Vão Deixar Convencido" pelo Manuel Moreira, fomos os dois pela sala. Com a sua experiência e conhecimento deu-me a conhecer algumas coisas que provavelmente me iriam passar ao lado, pormenores deliciosos e principalmente alguns dos verdadeiros protagonistas desta arte. Obrigado Manuel. Tenho de passar pelo GSpot um dia destes.Também não posso deixar passar a disponibilidade de todos os intervenientes neste grande evento. À Herdade das Servas, mais uma vez cinco estrelas e mais uma prova acima da média. Vinhos de qualidade, com paixão, saber e tradição. Na Herdade dos Grous a confirmação de vinhos que mantêm o seu perfil qualitativo inalterável. Na JMF a descoberta do J, mais uma pérola desta casa com história. E o que dizer da Torre de Frade e do seu Branco Viognier? Fabuloso aroma. Os Terra D'Alter com os seus recentemente premiados também estiveram presentes, e ainda bem. Os meus parabéns pelo vosso trabalho. Destaco também o Solar dos Lobos, diferentes, modernos e com um futuro auspicioso. No Monte Novo e Figueirinha o percurso por alguns monocastas, um Pinot Noir de grande qualidade e uma gama onde a relação qualidade/ preço parece ser uma preocupação. A Herdade do Rocim com dois Tintos de expressão. Daqueles pelos quais facilmente nos enamoramos. À Herdade da Mingorra pela disponibilidade para comigo quando por ter chegado já mais tarde à sua mesa já não conseguir provar o seu colheita tardia. No fundo a todos os presentes que visitei e aos poucos que não consegui visitar um grande cumprimento de Parabéns e a certeza que o Vinho Alentejano foi excelentemente representado.

2 comentários:

  1. Fernando Magalhãesdomingo, 26 setembro, 2010

    De facto foi FANTASTICO o dia de ontem!
    Gente nova e diferente num espaço que foi uma optima aposta!

    Parabéns Alentejo!

    ResponderEliminar

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails