domingo, 24 de outubro de 2010

VINIPAX 2010: O Rescaldo

Foi à última da hora que decidir ir à Vinipax 2010. A distância em termos de quilómetros do local onde resido, o custo da deslocação e o aproximar rápido do Encontro com o Vinho 2010 e Encontro com os Sabores 2010 em Lisboa, contribuiram para esta minha tardia decisão, todavia, e em virtude do âmbito deste evento ser um pouco mais restrito lá acabei por a visitar.
Após duas horas de caminho e tendo acabado de estacionar a minha viatura no parque destinado aos visitantes da VINIPAX tive tempo para pensar na primeira sugestão à organização para o próximo ano: Promoção e Divulgação. Incrivel como nem sequer um sinal, uma placa a indicar o local do evento. Alguns locais nem sequer sabiam do que se tratava e teve de ser um agente da PSP a indicar o caminho para a "Coisa do vinho" como ele o chamou e que ficava num sitio onde tinha muito espaço para estacionar... Mais promoção que o nosso Vinho merece.
Depois a Vinipax em si. Espaço acolhedor, com boa iluminação e temperatura. Não havia muitos visitantes nas primeiras horas em que estive em provas e o número destes também não aumentou excessivamente ao longo do tempo, por isso era possivel para além das provas ter um pouco mais de atenção particular, um pouco de conversa e aprender mais umas coisinhas. Foi rever algumas pessoas ligadas ao meio já minhas conhecidas, provar alguns vinhos novamente, levar o meu parceiro de visita a conhecer algumas coisas que já previra que lhe agradassem e dar de car com algumas novidades. Em termos das regiões que estavam presentes penso ter sido uma boa preparação para 5 de Novembro. Tudo muito certinho da parte dos produtores/expositores. E a loja no local praticava preços realmente convidativos embora com limitação de garrafas por produtor presente.
Visitei ainda a OLIVIPAX num pavilão à parte e, sinceramente, por mais que possa pensar que é uma ideia diferente ter uma exposição para o Azeite à parte, continuo a gostar mais de ter as duas no mesmo local. Na minha opinião indissociáveis. Muito interessante o método de prova de azeites. O meu Pai é produtor, mas nunca tinha visto uma prova desta forma. Da parte olfativa à gustativa. Interessante. Vou tomar mais atenção.
Quanto ao Beja Gourmet, não tive grande hipótese de a poder avaliar. Quer ao almoço, quer ao jantar, não estava presente no local e no intermeio desse tempo parecia um pavilhão um pouco abandonado. Mesas vazias e de quando em vez havia apresentação de um produto/marc mas sem a devido atenção que lhe deveria ser dada. Sem dúvida a remodelar numa próxima edição.

Sem comentários:

Enviar um comentário

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails