sexta-feira, 28 de Maio de 2010

Grand' Arte Alicante Bouschet 2008

Grand' Arte Alicante Bouschet 2008

Características
Tipo:
Tinto
Castas:
Alicante Bouschet

Região: Lisboa
Teor Alcoolico: 13,5 %
Produtor: DFJ Vinhos

Preço: 7,90 € vap

Acerca do Vinho (Rótulo)
A região de vinhos de Lisboa é a mais ocidental da Europa. Aqui as frescas brisas atlânticas e as muitas e prolongadas horas de sol aliam-se para produzir uvas prefeitas. Produzido só com Alicante Bouschet, apresenta-se brilhante, quase negro, muito encorpado, com notas de ameixas e amoras. Rico, intenso e saboroso.

Nota de Prova
Mais um Grand' Arte à mesa e agora um monocasta tinto. A cor deste tinto é de um púrpura bastante escuro, negro mesmo se para ele olharmos com o copo quieto. No nariz é bastante intenso e agradável a frutos negros como a amora ou a ameixa seca. No entanto, foi na boca que eu achei este tinto mais interessante. Um vinho jovem bastante encorpado e guloso. Com a presença da fruta a despontar em cada trago e embora de taninos bem definidos é surpreendente a macieza com que viaja pelo nosso palato. O final é bastante prolongado e suave. Uma boa surpresa de uma casta à qual não costumo dar preferência.

Classificação: 16/20

quinta-feira, 27 de Maio de 2010

Quinta dos Loridos 2008

Quinta dos Loridos 2008

Características
Tipo:
Tinto
Castas:
Castelão e Merlot

Região: Lisboa
Teor Alcoolico: 13,5 %
Produtor: Bacalhoa - Vinhos de Portugal

Preço: 6 € vap

Acerca do Vinho (Rótulo)
Vinho produzido com as castas Castelão e Merlot que na Quinta dos Loridos encontra um "terroir" onde a forte influência atlântica permite uma maturação muito lenta. O mosto fermentou em barricas de carvalho francês. O vinho resultante é muito concentrado, plenos os aromas de fruto do bosque com uma estrutura complexa e uma acidez refrescante. O vinho tem um elevado potencial de envelhecimento. Acompanha bem pratos de caça.

Nota de Prova
Vinho com uma cor rubi limpida com lágrima bastante marcada. Aromas de intensidade média a frutos vermelhos bem maduros, com toques a madeira e alguma baunilha escondida. Na boca revela alguma complexidade, com taninos médios/suaves e os frutos vermelhos a mostrarem bem a presença. Um vinho encorpado e com um final de boca persistente e equilibrado. Um final muito interessante.
Classificação: 15,5/20

quarta-feira, 26 de Maio de 2010

Hotel Eurostars Das Artes - Porto

O Hotel Eurostars Das Artes fica situado no centro da cidade do Porto ocupando um Edificio Histórico e outro Moderno que permite dar a esta unidade hoteleira uma aparência bastante actual sem, no entanto, perder alguma da identidade histórica com local e com a própria cidade.
Em termos de localização esta é perfeita para quem quer visitar a cidade. Como no meu caso, foi óptimo chegar, estacionar a viatura no parque privado do Hotel e partir na visita de toda a cidade sem necessitar de voltar a colocar as mãos no volante.
Por outro lado, o conforto oferecido é acima da média. Os quartos estão muito bem conseguidos quer na decoração, perfeitamente adapada à arquitectura do edificio, quer na dimensão dos vários espaços ou ainda na qualidade que tudo aparenta ter. O único senão, embora apenas em termos práticos, será o espaço de duche que permite a saida de água para onde não devia. De resto, impecável.
O pequeno alomoço é também um pouco diferente do habitual, mas que parece começar a ser habitual. A aposta mais em produtos gourmet, tradição e de linha 0% gordura, todos eles dispostos em buffet de forma cativante que causam hesitação nas nossas escolhas matinais.
Concluindo, mais uma boa opção para uma estadia num Hotel citadino na cidade do Porto, com qualidade, classe e muito cómodo principalmente para o turista acidental.

segunda-feira, 24 de Maio de 2010

Marquês dos Vales - Grace Vineyard 2007

Marquês dos Vales - Grace Vineyard 2007

Características
Tipo:
Tinto
Castas:
Aragonês, Cabernet Sauvignon e Castelão

Região: Algarve
Teor Alcoolico: 13,5 %
Produtor: Quinta dos Vales - Agricultura e Turismo S.A.

Preço: 13,50 € vap

Acerca do Vinho (Rótulo)
O nosso Grace Vineyard teve quase 2 anos de maturação em barricas de carvalho francês. Foi mantido a repousar em garrafa por mais 6 meses, permitindo optimizar este blend de Aragonês, Cabernet Sauvignon e Castelão. Resultando num vinho elegante com um grande número de componentes aromáticos . A cor púrpura intensa conbina bem com o seus aromas florais frescos e frutos vermelhos reminiscentes de amoras e framboesas, notas de baunilha e um final elegante e macio.
Nota de Prova
Tenho tido pouco contacto com os vinhos da região do Algarve e ao poder provar este acedi de imediato. Este apresenta uma cor rubi- purpura bastante limpida e brilhante tendo um aroma bastante intenso, especiado e a frutos vermelhos e pretos bem maduros. Na boca é bastante agradável, de taninos correctos e equilibrados, denotando muita fruta vermelha com um leve toque baunilhado dando a este vinho uma boa complexidade e uma boa corpolência. É vinho para aguentar mais um pouco em garrafa. O final é persistente e algo longo.

Classificação: 16/20

sábado, 22 de Maio de 2010

Grand' Arte Arinto 2009

Grand' Arte Arinto 2009

Características
Tipo:
Branco
Castas:
Arinto

Região: Lisboa
Teor Alcoolico: 12,5 %
Produtor: DFJ Vinhos

Preço: 5,95 € vap

Acerca do Vinho (Rótulo)
A região de vinhos de Lisboa é a mais ocidental da Europa. Aqui as frescas brisas atlânticas e as muitas e prolongadas horas de sol aliam-se para produzir uvas prefeitas. Produzido só de Arinto uma das melhoras castas brancas portiguesas. Sentem-se notas de fruta madura, lima mas também notas minerais, num conjunto cheio de vida, força, intensidade, muito refrescante saboroso.

Nota de Prova
Com este calor apetece mesmo um branco fresquinho. Assim é este Grand' Arte Arinto de 2009. De cor amarela correcta apresenta no nariz toques a fruta madura, aromas citrinos e sendo até mesmo um pouco floral. Na boca sente-se o seu teor citrico, mineral e com muito boa acidez. Equilibrado e com um final algo persistente e frutado.

Classificação: 15/20

quinta-feira, 20 de Maio de 2010

Só Touriga Nacional 2003

Só Touriga Nacional 2003

Características
Tipo:
Tinto
Castas:
Touriga Nacional

Região: Terras do Sado
Teor Alcoolico: 14%
Produtor: Bacalhôa Vinhos de Portugal, S.A.

Preço: 12 € vap

Acerca do Vinho (Rótulo)
O Só Touriga Nacional 2003 é vinificado exclusivamente a partir da casta portuguesa Touriga Nacional proveniente das nossas vinhas de Azeitão. O "terroir" ideal aqui encontrado permite obter baixas produções com elevadissima qualidade. Depois de uma vinificação clássica, o vinho estagia durante dez meses em barricas novas de carvalho de Allier e americano.

Nota de Prova
Este já cá estava na minha garrafeira a algum tempo e o facto de ter lido na Wine deste mês que o Só Touriga Nacional 2006 estava entre os primeiros do TOP Wine 2010 desta revisa aguçou-me o desejo e lá teve de ser.
A cor é de um rubi escuro, limpido, mas bastante carregado. Deixei-o respirar um pouco e depois senti-lhe o aroma intensamente floral e a frutos vermelhos maduros. A madeira também a encontrei presente disfarçada por entre a fruta madura. Na boca é bastante suave mas denotando uma pujança interessante que transmite equilibrio ao vinho. O final esse é prolongado, bastante agradável e continuando a transparecer a fruta vermelha até ao fim.

Classificação: 16/20

terça-feira, 18 de Maio de 2010

Omolete de Vegetais com Rúcula

Este é uma omelete uma pouco diferente. O aspecto final é tipo pizza mas em que a base não é de pão, mas sim de ovo. Muito boa.


Ingredientes:

- 4 Cogumelos frescos
- 4 Tomates Cherry
- Azeitonas Pretas laminadas
- Cenoura
- Feijão Verde
- Rúcula Selvagem
- 1 Ovo
- 1 Dente de Alho
- Azeite, Sal e Pimenta


Preparação:
Corte os cogumelos, tomates, feijão verde e cenouras em pequenos cubos e reserve junto com a azeitona preta já laminada. Numa frigideira grande aloure um dente de alho picado em azeite e quando começar a sentir o aroma delicioso desta mistura junte os legumes anteriormentes cortados temperando a gosto com sal e pimenta. Deixe alourar por alguns minutos.
À parte, bata muito bem o ovo até criar um efeito de espuma e adicione uniformemente pela frigideira. deixe o ovo cozer e formar uma pelicula de base.
Por último, e já com o lume desligado, coloque folhas de rúcula a gosto por cima da omolete.

segunda-feira, 17 de Maio de 2010

Encostas do Enxoé Reserva 2006

Encostas do Enxoé Reserva 2006

Características
Tipo:
Tinto
Castas:
Aragonês e Outras
Região: Alentejo
Teor Alcoolico: 14 %
Produtor: Sociedade Agricola de Pias

Preço: 4,30 € vap

Nota de Prova
Cor aberta, ligeira, rosada. No aroma está um vinho correcto, frutado, a groselha, morangos, tudo limpo e correcto. Na boca, apesar do seu perfil algo doce, prova que é um vinho para boas prestações à mesa. Dificil de não se gostar.
Vê-se pouco nas superficies comerciais; vê-se muito na restauração.

Classificação: 67/100

domingo, 9 de Maio de 2010

Salame de Figo Seco

Tenho cá em casa muitos figos secos que, caso não os coma ou utilize em alguma coisa, concerteza se irão estragar. Assim, começei à procura de ideias e aqui fica uma que não correu muito mal.
Ingredientes:
- 250g de Figo Seco
- 60g de Amendôa sem casca
- 10g de Açúcar em pó
- Raspas de 1 Limão
- 3 colheres de chá de canela em pó
- 50g de Chocolate (mais amargo possivel)
- 4 colheres de licor de Figo
- Açúcar em pó para polvilhar
- Papel de Aluminio

Preparação:
Pique o figo seco e a amendôa o mais fino possivel e junte o açúcar em pó, as raspas de limão e a canela. Mexa tudo muito bem e reserve. De seguida, derreta o chocolate em banho-maria ou no micro-ondas, junte o licor e ainda no estado derretido junte à mistura seca que fez anteriormente. Depois, envolva toda a massa muito bem até ficar com uma consistência pastosa e uniforme. Por fim, extenda uma folha de aluminio, polvilhe com açúcar em pó, coloque a massa na folha e molde tipo salame de chocolate. Vai ao frio durante 2 horas antes de servir.

sábado, 8 de Maio de 2010

Fiuza 3 Castas 2008

Fiuza 3 Castas 2008

Características
Tipo:
Tinto
Castas:
Syrah, Cabernet Sauvignon e Touriga Nacional
Região: Tejo
Teor Alcoolico: 12,5 %
Produtor: AdegaFiuza & Bright Soc. Viti.Lda

Preço: 3,99 € vap

Nota de Prova
Vinho de cor rubi escura e limpida, com um aroma a frutos silvestres vermelhos bem marcados. As especiarias também cá estão, mas o aroma intenso a frutos vermelhos é de facto predominante. Na boca temos a continuidade a frutos vermelhos já sentida no aroma, com taninos bastante suaves e um final de boca bastante agradável e razoávelmente persistente. É um vinho a beber no dia-a-dia sem qualquer complicação.

Classificação: 15/20

quarta-feira, 5 de Maio de 2010

O Vinho e o Copo

Para beber Vinho será que preciso de um copo próprio? Claro que não. Até da garrafa o posso beber. E para apreciar um Vinho em toda a sua plenitude? Aqui sim, o copo deve ser escolhido com atenção. Para os mais desprendidos qualquer recipiente servirá e até acharão mariquice que se prefira um copo diferente mas, se atentármos a outras situações da vida teremos que concordar com está máxima. Posso correr de botas? Posso. E praticar atletismo? Não. Posso jogar à bola com calças de ganga e sapatos de vela? Posso. E jogar Futebol? Não. E podia estar aqui a ditar exemplo atrás de exemplo que chegaria sempre à mesma conclusão.O copo deve permitir apreciar o vinho pelo seu aroma e fazer respirar o vinho convenientemente e isso só é possivel num copo indicado para o efeito. Para se apreciar corretamente o aroma de um vinho, este deve rodar e abrir, numa primeira fase, no copo e a abertura do mesmo deve conseguir concentrar os aromas e não libertá-los de forma rápida. Alguns aromas são maravilhosos e sem a ajuda de um bom copo perdemos esse momento.
Contudo, a escolha de um copo não é assim tão complicada. Com apenas quatro tipos de copos temos o nosso problema resolvido. Consideramos quatro tipos de vinhos,- Tinto, Branco, Espumante e Generoso - e escolhemos o copo maior para o Vinho Tinto, o copo de tamanho imediatamente inferior ao do Tinto para o Vinho Branco, o copo tipo flute para os espumantes e um copo tipo prova para os generosos.
Copo de Vinho Tinto: Corpo arredondado sendo ligeiramente mais estreito no topo.
Copo de Vinho Branco: Corpo arredondado sendo ligeiramente mais estreito no topo mas um pouco mais pequeno que o de vinho tinto pois estes não precisam de respirar tanto como os tintos.
Copo Flute: Corpo estreito, fino e alto que permite uma maior durabilidade do gás espumente.
Copo para Vinho Generoso: Copo arredondado sendo ligeiramente mais estreito no topo mas um pouco mais pequeno que o de vinho Branco. Deve levar poucas quantidades pelo que funciona também como um bom copo de provas.

terça-feira, 4 de Maio de 2010

Marquês de Borba 2009

Marquês de Borba 2009

Características
Tipo:
Branco
Castas:
Arinto, Rabo de Ovelha e Roupeiro

Região: Alentejo
Teor Alcoolico: 12,5 %
Produtor: J. Portugal Ramos Vinhos, SA
Produtor: 5,50 € vap

Acerca do Vinho (Rótulo)
Vinho produzido com as castas Arinto, Rabo de Ovelha e Roupeiro. As uvas sao vindimadas cedo pela manhã de forma a perservar a frescura da fruta. A sua colheita foi feita para pequenas caixas com o objectivo de iniciar todo um processo em que o factor temperatura é determinante.

Nota de Prova
Mais um branco no meu caminho e mais uma boa prova. Como vinho novo que é apresenta uma cor condizente com a sua idade. Um amarelo claro, brilhante e limpido tentador e no nariz aromas minerais frescos e a fruta citrina. Na boca a nota de uma acidez equilibrada que convida e bem a acompanhar na mesa pratos de peixe ou marisco.

Classificação: 15/20

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails