quarta-feira, 29 de agosto de 2012

Pequenos Rebentos | Apresentação das Novas Colheitas

O projecto Pequenos Rebentos conta, ainda, com uma vida de poucos anos. Márcio Lopes, jovem enólogo e produtor que dá vida ao Projecto, começa em 2010 a vinificar em Melgaço, numa adega provisória e com uvas seleccionadas por si de pequenos produtores sem capacidade para vinificação própria, os originais e singulares vinhos Pequenos Rebentos. Será de 2010 a edição limitada do Pequenos Rebentos 2010 Alvarinho, cuja pequena produção não foi obstáculo para que rapidamente se visse a sua qualidade reconhecida.

"(...) Fazer vinhos que expressem a originalidade de diferentes Terroirs através de castas distintas é a minha paixão e a verdade sobre o PEQUENOS REBENTOS.(...)"
Márcio Lopes, Enólogo e Produtor
Ontem, no Restaurante Solar dos Pintor, foram apresentadas as novas colheitas, que prometem continuar a demonstrar o bom trabalho já demonstrado no primeiro Pequenos Rebentos: Pequenos Rebentos Escolha Alvarinho - Trajadura 2011 , Pequenos Rebentos Alvarinho 2011  e Pequenos Rebentos Alvarinho Edição Limitada 2011.

Pequenos Rebentos Escolha Alvarinho - Trajadura 2011: Produzido com 85% de Alvarinho e restantes 15% de Trajadura este é apresentado como sendo o gama de entrada desta linha a um pvp aconselhado de 3,50€. Cor amarelo citrino com nuances esverdeadas, limpido e brilhante. Nariz de perfil citrino, toque mineral saliente e fugaz vegetal. No palato surge com uma acidez vibrante, com boa fruta citrina, toranja, boa mineralidade, seco e final elegante. Um bom gama de entrada, uma boa escolha .

Pequenos Rebentos Alvarinho 2011: A minha escolha para hoje e mesmo para guarda e bebe-lo daqui a um ou dois anos. Mantém o perfil visual do vinho anterior, com as tonalidade esverdeadas a cativar o olhar. Aromaticamente intenso a fruta citrina e tropical e um exuberante toque floral que o torna muito interessante e diferente. Boca com boa estrutura, equilibrado, macio, muito boa acidez e boa fruta fresca citrina e de caroço. O final é persistente, fresco e elegante. Com o pvp de 7,00€ é uma opção a ter em atenção.

Pequenos Rebentos Alvarinho Edição Limitada 2011: Voltamos ao Edição Limitada. Apenas 2.000 garrafas com o engarrafamento em Janeiro deste ano. Na minha opinião uma promessa. A pedir mais algum tempo de garrafa, mas a demonstrar desde já um potencial imenso. Cor amarelo citrino claro, translúcido, límpido e brilhante. Chama a nossa atenção. Aromas inicialmente um pouco mais contidos mas a abrirem em pouco tempo e a revelarem boas notas citrinas e tropicais, com toque mineral e vegetal que me surpreendeu nesta fase. Na boca arrebata-nos pela sua acidez vibrante, onde talvez se note mais a necessidade de descanso em garrafa, e pela sua fruta fresca citrina e salpicos minerais e vegetais que já haviamos tocado no nariz. Final persistente, elegante e com um mineral muito interessante. O pvp é de 9,00€.

Todos os vinhos mostraram uma versatilidade muito interessante na ligação gastronómica. Principalmente o Pequenos Rebentos Alvarinho 2011  e Pequenos Rebentos Alvarinho Edição Limitada 2011 que demonstraram ser mais do que um verde "fresquinho" de verão. A sua estrutura suporta com muita qualidade pratos com mais complexidade. 

Sem comentários:

Enviar um comentário

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails