terça-feira, 4 de dezembro de 2012

Wine Walk 2.0: A Reportagem

 
No passado 1 de Dezembro, no Adegga Wine Market 2012 que teve lugar no Hotel Florida em Lisboa, tive o prazer de, uma vez mais, realizar um Wine Walk. O desafio do ano transacto continuou a parecer-me bastante válido e, deste modo, avancei para mais uma selecção de vinhos, um tema e um convite a quem se quisesse deixar guiar por mim nesta caminhada.
 
Este ano o tema que serviu de base ao Wine Walk, para além do próprio vinho, foi encontrar o que envolve o vinho, o que pode despoletar sem ser a habitual nota de prova e a ligação vinho - gastronomia. Resolvi deixar de lado o discurso mais técnico e escolher vinhos com nomes diferentes, rótulos fora do habitual e as potencialidades gastronómicas de cada um. Tentei pensar um pouco como o consumidor, que quando escolhe um vinho para uma ocasião, especial ou não, para além de querer um bom vinho, também procura algo mais para além do liquido que está na garrafa. E foi assim que partimos.
A nossa viagem começou pelo Espumante Vadio 2009, da região da Bairrada, e com a mão de Luís Patrão, esse a quem a mãe tanto chamou de vadio por chegar tarde a casa que agora se tornou nome de vinho.Aromas entre o tropical e o citrino, equilibrado. Boca mais citrina e maça verde, fresco e elegante. Ideal para inicio de refeição. Um fatia de melão maduro com fatias finas de presunto ou apenas acompanhado sofregamente por amêndoas piladas torradas em fino azeite e sal. Preço de AWM: 11,90€
De seguida, e praticamente não saindo do lugar, continuamos com o Camaleão 2011, um Sauvignon Blanc do Tejo de João Cabral. Com um rótulo que altera de cor consoante a sua temperatura. Cor azul, fresco e pronto a beber, cor verde aguarde mais um pouco. Um branco fresco, um Sauvignon Blanc diferente, pouco exuberante de nariz, boa acidez e um perfil citrino delicioso. Com vida para nos acompanhar numa entrada à base de cogumelos, Pleurotus à Bolhão Pato, Risoto de cogumelos selvagens ou Rocos Grelhados apenas com flor de sal. Preço de AWM: 6,00€
Continuamos com mais um branco, subimos a norte, em direcção ao Douro, colocamos à prova o Conceito 2009 da Rita Marques, com um rótulo já emblemático, mas completamente fora do habitual, parece que estamos a olhar para uma obra de arte de um qualquer artista contemporâneo. Desponta curiosidade também o nome do vinho, que pela voz da própria Rita ficamos a saber não haver um razão assim muito especial para o mesmo. É um branco onde as notas citrinas da toranja e notas minerais me encantam. Na boca uma certa untuosidade, fruta citrina e o travo mineral fazem com que o escolha para um prato de peixe bem temperado, um peixe do rio sabor assado no forno, bem temperado com erva peixeira. Preço AWM do 2011: 22,00€
Caminhámos finalmente um pouco. Dois ou três passos. Para o primeiro tinto da nossa ementa virtual. Ouviam-se as primeiras queixas. "- tou a ficar com fome"; "Isto de comida virtual não funciona"; "Ouvi dizer que se comeram amêndoas torradas no primeiro vinho. É verdade?".
Parámos no stand da Quinta das Carrafouchas. Sim. Isso mesmo. Carrafouchas. Ainda não conhecem? Não sabem o que perdem. Com o António Maria, o produtor, provamos então o Quinta das Carrafouchas 2009 Tinto. Estamos perante um vinho com vida, em evolução, que nos atira para os braços da Gula. Bebemos só um copinho. Impossível! Juntem-lhe gastronomia e é um prazer. Para este escolhi em tempos umas Bochechas de Porco Preto de Comer à Colher. Que casamento para a vida. Preço AWM: 6,00€
Partimos para o vinho seguinte. Um tinto das Terras do Sado que muito consideram como sendo do Alentejo. Um vinho que nasce do querer do produtor José Mota Capitão. O Cavalo Maluco 2009 Tinto é o escolhido para o último prato de carne. Cavalo Maluco foi o nome de um dos grandes chefes Sioux que se opôs com a própria vida por aquilo que acreditava, pela sua cultura. Este é também um vinho cheio de vida, nasceu da vontade de um homem que foi contra a ideia de que naquele sitio teria de fazer um vinho com a casta Castelão, é uma homenagens ao Cavalo Maluco que existem em cada um de nós. Poderiamos continuar nas Bochechas de Porco Preto, mas que dizer de um prato de caça ou de uma feijoada bem portuguesa? Preço AWM: 22,60€
 
Para finalizar o nosso repasto em beleza, nada melhor do que um prato de sobremesa com um vinho a acompanhar. Caminhamos mais um pouco até à bancada da Quinta do Portal. E escolhemos o Fémina 2011, um branco doce, que muitos julgarão mais indicado para o público feminino e que segundo o Paulo Coutinho deverá ser consumido estupidamente gelado. Discordo com o público alvo e concordo com a temperatura a que deve ser servido. Muito homem de barba rija deixará sair o seu lado feminino para o beber sem vergonha. Como sobremesa fruta laminada. Manga, Papaia e ananás finamente fatiados com um bola de sorbet de tangerina. Preço AWM 7,93€
Quero agradecer ao André Ribeirinho do Adegga Wine Market a disponibilidade para que este Wine Walk voltasse a acontecer, a todos os produtos pela paciência para com um grupo de pessoas que por alguns momentos enchia toda a bancada e por todos os que me acompanharam em mais esta brincadeira em redor do vinho. Eu diverti-me. E vocês?

7 comentários:

  1. Foi um grande Wine Walk. Obrigado pela experiência.

    ResponderEliminar
  2. Algo que nos estimula o apetite, mas que nos preenche a sede de cultura! Foi uma descrição bastante completa.
    Bom trabalho Carlos. Keep rolling!

    ResponderEliminar
  3. Não sei quem são os homens de barba rija femininos, mas que fique registado que não tenho barba, logo, não tenho um lado feminino. Tirando isso, posso dizer que estive no primeiro e no segundo WineWalk do Carlos, e está em crescendo.
    Parabéns!

    ResponderEliminar
  4. Que fique registado que não uso barba; como tal não tenho lado feminino.

    Estive no primeiro WineWalk do Carlos, e este segundo melhorou. Está em crescendo, parabéns.

    ResponderEliminar
  5. Diogo, Espero que depois tenhas saciado a fome resultante desta caminhada. Obrigado pela tua(vossa) presença.

    ResponderEliminar
  6. Paulo, obrigado pelo teu feedback. O Desafio foi lançado por ti o ano passado. Espero que esteja dentro do que esperavas.

    ResponderEliminar
  7. Ricardo, é assim mesmo. Homem que é Homem não tem lado cor-de-rosa. Mas bebe Fémina com o mesmo prazer. :)
    Obrigado pela tua presença.

    ResponderEliminar

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails