sexta-feira, 11 de janeiro de 2013

Visita à Quinta dos Malvedos

No passado dia 29 de Setembro de 2012, tive o prazer de, numa iniciativa do Quinta Wine Guide, fazer uma visita à famosa propriedade principal da Graham’s, a Quinta dos Malvedos. Neste inicio de ano em que o Douro aparece no Top 10 da WineEnthusiast como um dos destinos vinicos para 2013, a Quinta dos Malvedos, reconhecida como uma das mais belas propriedades do Douro Superior e, detentora da classificação máxima “A” atribuída pela entidade reguladora dos vinhos do Douro também pelos seus vinhedos, surge como excelente cartão de visita a esta magnifica região. 

A Quinta abrange as encostas escarpadas que assinalam a confluência dos rios Tua e Douro. A localização na margem norte das vinhas proporciona aos seus socalcos de vinhas uma orientação a Sul, que garante uma prolongada exposição à luz solar. Esta localização resulta num excelente amadurecimento das uvas durante a época da vindima, essencial para a produção de um Porto de primeira classe. O clima consistente nesta zona do vale reflecte-se na suprema qualidade dos vinhos produzidos. 

Os vinhos da Quinta dos Malvedos constituem a espinha dorsal dos famosos Porto Vintage da Graham’s em anos 'declarados'. Na maioria dos anos intermédios, os melhores vinhos da Quinta são engarrafados e comercializados como Quinta dos Malvedos Porto Vintage.

Neste dia foi possivel visitar a Quinta e confirmar a beleza já tantas vezes lida e ouvida de outros, passar pela adega da Quinta dos Malvedos que foi renovada para a vindima de 2000, com a instalação de três inovadores lagares “robóticos” da Graham’s e também os três lagares de granito originais onde ainda é efectuada a pisa a pé, bem como duas cubas com imersor de manta onde uma pá empurra suavemente a manta na direcção do mosto em fermentação. Os três métodos de vinificação disponíveis fazem desta adega a mais versátil do vale do Douro.

As vinhas cobrem cerca de 70 dos 108 hectares de área total da Quinta. Um importante programa de replantação foi implementado durante os anos 80 e a idade média das vinhas oscila agora entre 20 anos para os socalcos “modernos” e bem acima dos 45 anos para os socalcos murados mais antigos. Em 2005, foram replantados 8 hectares de vinhas velhas com Touriga Nacional, uma das melhores variedades para Vinhos do Porto e especialmente importante para os Vinhos do Porto Vintage.

1 comentário:

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails