domingo, 30 de novembro de 2014

Adegga Winemarket Lisboa 2014

E falta menos de uma semana para mais uma edição do Adegga Winemarket Lisboa. No próximo sábado dia 6 de Dezembro, a partir das 15:00 horas, as portas abrem-se ao público para mais um evento único onde estarão reunidos alguns dos melhores produtores de vinho portugueses após uma selecção cuidada pela equipa do Adegga. Informal, emoção, sorrisos, gargalhadas, amigos, reencontros, comida, experiências, sensações e vinho são apenas algumas das palavras que acompanham cada momento do Adegga Winemarket.
A Premium Room é este ano a sala encantada para muitos enófilos. Uma sala exclusiva dentro do evento com vinhos como Niepoort VV (Base 1863), Kopke 1941, Quinta do Noval Colheita 1976, Kopke 40 Years Old White, Quinta do Noval Vintage 2000, Adega Viúva Gomes 1931, Adega Viúva Gomes 1969, Quinta do Noval 2004, Cortes de Cima Incógnito 2011, Turris 2012 ou Conciso 2012 enrtre outros. Sem dúvida uma oportunidade a não perder.

_______________________________________
ADEGGA WINEMARKET LISBOA 2014
HOTEL FLÓRIDA, Rua Duque de Palmela Nº34 - Lisboa
Sábado, 6 de Dezembro de 2014
15:00 às 22:00 horas
 






 

quinta-feira, 27 de novembro de 2014

Porto & Douro Wine Show | Vinhos do Douro e do Porto Na Cordoaria Nacional, Lisboa

O Porto & Douro Wine Show regressa a Lisboa já neste fim de semana com uma montra de Vinhos do Douro e do Porto. Nos dias 28, 29 e 30 de Novembro, na Cordoaria Nacional, os vinhos da Região Demarcada do Douro vão estar em sintonia com novos valores da música em três dias com muita música new brazilian jazz, folk e pop, provas, workshops de cocktails com vinho do Porto e showcooking com gastronomia portuguesa e brasileira. 
O primeiro dia é dedicado aos cocktails de vinho do Porto, no segundo dia o destaque é para o vinho do Porto e no último dia é a vez dos vinhos do Douro estarem no centro das atividades. Tudo numa ação em que produtores da Região Demarcada do Douro, jovens músicos, reconhecidos chefes de cozinha portugueses e brasileiros, enólogos e especialistas do setor vão estar junto dos consumidores para demonstrar as mais variadas formas de apreciar os vinhos do Douro e Porto.

Deixo o programa para melhor planificarem uma possivel visita.

Dia 28 | Sexta-feira | 16h00 às 23h00
16h00 – 18h00 | Público Profissional
17h30 | Master Class: Cocktails com Vinho do Porto com Paulo Ramos [Cocktail Academy]
19h00 | Harmonização Música e Vinho: Cocktails com Vinho do Porto com Paulo Russell-Pinto [IVDP]
20h00 | Cozinha ao Vivo Com Chefe Nuno Diniz
21h15 | Showcase: Couple Coffee
21h40 | DJ

Dia 29 | Sábado | 15h00 às 23h00
16h00 | Prova Comentada : Reservas e Grandes Reservas 2011 - Vinho do Douro com Bento Amaral [IVDP] e Ricardo Castilho [Direção Revista Prazeres da Mesa, Brasil]
16h45 | Showcase: Margarida Falcão das Golden Slumbers
18h00 | Harmonização Música [Rui David] e Vinho: Vinho do Porto com chefe Hélio Loureiro
19h00 | Cozinha ao Vivo: com Chefe Kátia Barbosa [Convidado Brasil – Aconchego Carioca]
21h00 | Showcase: Fingertips
A partir das 22h DJ

Dia 30 | Domingo | 14h30 às 18h30
15h30 | Prova comentada: Portos Brancos Velhos - Vinho do Porto com Paulo Russell Pinto [IVDP]
16h30 | Showcase: O Martim
17h30 | Harmonização Música [Rui David] e Vinho: Vinho do Douro com César Santos [Convidado Brasil – Oficina do Sabor]

terça-feira, 25 de novembro de 2014

Herdade das Servas Colheita Seleccionada 2013 Branco

HERDADE DAS SERVAS COLHEITA SELECCIONADA 2013 BRANCO | ALENTEJO | 14,5% | PVP  8€
GOUVEIO, ALVARINHO, VIOGNIER, VERDELHO
HERDADE DAS SERVAS - SERRANO MIRA S.A.
90 / 100

Ao provar este vinho percebo a razão pela qual esgota todos os anos e de forma rápida. Produzido em ano de excelência, este é de facto um produto que faz justiça à palavra.
Cor amarelo palha, definido, de aspecto límpido. Nariz aromático, citrino com notas bem ligadas de fruta tropical, melão, pêssego, traço mineral e fresco. Boca com leve untuosidade, cremoso, com acidez equilibrada, citrino fino, com os 14,5% de álcool a serem integrados no conjunto e a passarem despercebidos. Final longo, fresco e persistente.

segunda-feira, 24 de novembro de 2014

Quinta das Carrafouchas 2009 Tinto

QUINTA DAS CARRAFOUCHAS 2009 TINTO | LISBOA | 13,5% | PVP  6,5€
TOURIGA NACIONAL, ARAGONEZ
MARIA VENERANDA DA COSTA CANNAS
90 / 100

Por vezes apetece voltar a beber algo que nos deu muito prazer no passado. Voltar a beber, verificar a evolução e confirmar expectativas. Desde que o conheci que lhe dei mais atenção que às colheitas irmãs. Não sei porquê vi ali pernas para andar mais um pouco que os outros.
Está agora num momento de forma de excelência. No nariz continua cheio de fruta vermelha e preta, madura, cheia e frescura, com notas florais muito bem ligadas, sem exagero e sem perfumes de spray. Na boca encontro-o mais elegante, mais pronto a ser bebido e a pedir comida como esta Chanfana de Vitela do Solar dos Pintor. Agora é beber.

sexta-feira, 21 de novembro de 2014

Dona Maria TN Petit Verdot 2011 Tinto

DONA MARIA TOURIGA NACIONAL / PETIT VERDOT 2011 TINTO | ALENTEJO | 14% | PVP  15€
TOURIGA NACIONAL, PETIT VERDOT
JÚLIO BASTOS
90 / 100

Conhecia o Dona Maria 100% Touriga Nacional e conhecia o 100% Petit Verdot. Este foi novidade. Cor retinta, fechado, concentrado, opaco. Aromas intensos a fruta preta silvestre bem madura, notas de violeta bem definidas e notas de barrica bem encorporadas num perfil fresco. O Petit Verdot dá-lhe aqui um certo terroso fresco e taninos mais rusticos que ligam bem com o floral e frutado da Touriga. Na Bboca ainda um pouco verde e novo. A precisar de mais tempo em garrfa. Noto-lhe um toque sedoso e macio, vegetal e especiaria ainda muito marcantes. Final longo e marcadamente verde, com ligeiro amargo. Se consumir já junte-lhe comida com alguma estrutura e será sucesso garantido.

quinta-feira, 20 de novembro de 2014

Quinta da Bacalhôa 2000 Tinto

QUINTA DA BACALHÔA 2000 TINTO | TERRAS DO SADO | 12,5% | PVP  35€
CABERNET SAUVIGNON, MERLOT
JP VINHOS, SA
90 / 100

O Comendador Joe Berardo adquiriu em 2000 a Quinta da Bacalhôa. Desde então muito se tem falado acerca da qualidade destes vinhos e das inevitáveis comparações entre o antes e o depois da mudança de mãos da Quinta da Bacalhôa.
Este 2000 ainda saiu da JP Vinhos e encontra-se a um nível elevadíssimo de qualidade. Visualmente de cor casca de cebola intenso, de média concentração, aspecto limpo. No aroma temos o pimento em grande, pimento verde, alguma folha de tomateiro, uma pimenta branca fina, muita frescura e complexidade. Um cabernet à séria. Cheio de notas vegetais e com uma frescura notável para a sua idade. Boca cheia de força, vivo, acidez e frescura no ponto, equilibrado, mastigável e com fim de boca longo. Assim era o Bacalhôa da JP Vinhos.

quarta-feira, 19 de novembro de 2014

Chàteau De Fesles 2003 Colheita Tardia Branco

CHÀTEAU DE FESLES 2003 BRANCO | ANJOU-BONNEZEAUX | 13% | PVP  30€
CHENIN BLANC
CHÀTEAU DE FESLES
92 / 100

Um colheita tardia que me caiu no copo quase por acaso. Quem a trouxe à minha mesa passou pelo mesmo. Quase que por acaso a adquiriu. Não sabia o que era. De que se tratava ou como estaria. Comprado numa de arriscar. E que feliz momento. Seduz e encanta. Um vinho que tão cedo não irei esquecer. Um hino. Um colheita tardia com idade e num momento brutal. Cor palha seca, dourado, aspecto límpido e cativante. Aromas a pêssego maduro, fruta passa, fruta seca e algum melaço. Boca com muita fruta doce, maçã de esmofe, crumble de maçã, melaço, untuoso e complexo. Acidez que equilibra o conjunto. Como entrada num acompanhamento a um paté ou foie gras ou numa sobremesa à base de figos e amêndoas.

terça-feira, 18 de novembro de 2014

Dona Maria Viognier 2013 Branco

DONA MARIA VIOGNIER 2013 BRANCO | ALENTEJO | 13,5% | PVP  9,5€
VIOGNIER
JÚLIO BASTOS
88 / 100

Cor amarelo citrino, definido, laivos esverdeados e de aspecto límpido. Aromas com fruta de caroço, algum alperce, lima e fruta mais exótica num conjunto fresco e com notas perfumadas de flores brancas. Na boca aparece seco, acidez acutilante, persistente, muito citrino e final persistente e fresco. O perfil um pouco mais untuoso torna-o perfeito para petiscar algo com mais alguma consistência.

segunda-feira, 17 de novembro de 2014

Restaurante Via Graça | Encontro Atlântico de Sabores | Gastronomia Luso-Brasileira

O Restaurante Via Graça, com o Chef português João Bandeira e  com o Chef brasileiro Pablo Oazen, criaram um Menu de Degustação de oito pratos, resultante do cruzamento dos sabores portugueses com os do Brasil. O resultado é simplesmente fantástico.

Para quem julga que a cozinha brasileira é picanha e maminha em rodizio tem aqui a oportunidade de se deslumbrar com a verdadeira arte da nova cozinha brasileira que o Chef Pablo Oazen e a sua equipa trazem até nós num cruzamento de sabores com a cozinha portuguesa que vão surpreender.

A viagem iniciou-se com a preparação ao vivo de uma interpretação da usual caipirinha brasileira, mas em formato gelado. Sumo de lima, cachaça e... azoto liquido. Resultao: uma Caipi-Nitro fabulosa e viciante.
 
Já na mesa, lugar às entradas. Manteigas, azeitonas e pão torrado não se viram por aqui. Já um delicioso Caviar de Quiabo, Asas de Franguinho, Cubos de Tapioca com queijo da Ilha e o Ketchup Mineiro de Goiaba fizeram a honra da casa de forma exemplar.

Assim como o pão de queijo com o presunto Pata Negra, de comer e chorar por mais. A conversa era colocada em dia, a chuva lá fora caía e sentiamo-nos em casa.

Primeiro prato de peixe. Vieiras Coradas, Ar de Caril e Crumble de Morcela. Portugal. Uma ligação mar-terra que não deixou ninguém indiferente. O macio da vieira e o crocante da morcela, com as algas e a salicórnia a chamarem a brisa e o salino do mar.

De seguida tivemos Brasil. Terrina de Rabada, Espuma de Tubérculos e Castanhas Brasileiras. Que ligação! Um dos meus prato preferidos. Um prato tipico brasileiro feito com rabo de boi enriquecido com a visão moderna do Chef Pablo Oazen.
Passagem ao Peixe do Dia, - Garoupa -, com Puré de Bananas Caramelizadas e Quiabos Tostados. O tostado do quiabo, o caramelizado doce da banana e o fresco da garoupa em perfeito equilibrio.

Voltamos a Portugal com o Bacalhau Confitado em Azeite e Conhaque, Mousseline de Citricos e Verduras. Um prato vencedor. Bacalhau no ponto. A lascar na perfeição. Mousseline perfeita. Um conjunto em perfeita harmonia.

Momento para limpar o palato com o limpa gosto de Abacate com Limão e Cachaça e passagem ao prato seguinte. Um delicioso Pato  com Cuscuz de Canjiquinha e Tucupi. Mais um prato a brilhar. A surpreender pela combinação de sabores novos.

Último prato quente do Menú. Fusão de Caça com a Agressividade dos Picles de Legumes. Picles feitos na casa e para ser comidos sempre antes da garfada seguinte da empada de caça. Começam a faltar palavras para descrever o conjunto de sensações que prato após prato nos são proporcionadas.

Passamos à sobremesa. A primeira delas bem portuguesa. Serpa DOP, com Abóbora e Agrião. Funciona sempre. O agrião cada vez mais a encontrar aqui um lugar nesta ligação. 

 
A terminar um manjar dos céus. Manga, Coalhada e Mel. O aroma da manga inebria e no palato faz com que se faça silencio. Lugar aos sentidos. Os crocantes do favo de mel e a maciez da manga e da coalhada fazem o prato ganhar vida.

A lembrar. Acontece no Restaurante Via Graça até 23 de Novembro. O Menú de 8 pratos a 60€ com um menú de vinhos especialmente para ele concebido a 15€.
Alguns pratos, os portugueses, poderão continuar a ser degustados após 23 de Novembro, os restantes é aproveitar agora.

domingo, 16 de novembro de 2014

Duorum 2012 Tinto

DUORUM 2012 TINTO | DOURO | 13,5% | PVP  7,5€
TOURIGA FRANCA, TOURIGA NACIONAL, TINTA RORIZ
DUORUM VINHOS, SA
89 / 100

Convence desde logo pelo preço. Um vinho que desde a primeira colheita se fixou como uma referência e que ano após ano tem dado garantias de uma escolha acertada nesta gama intermédia. Um must neste patamar.
Apresenta cor rubi, vermelhão, intenso, bonito, cativante e límpido. Aromas a fruta vermelha e preta, muita compota, amoras silvestres, ameixa preta, com tostados leves e especiarias bem ligadas num conjunto fresco. Boca vivaz, corpulento, cheio de fruta madura, guloso e com taninos que se mostram polidos, mas presentes. A puxar ao copo seguinte. Final longo e a pedir a mesa.

sexta-feira, 14 de novembro de 2014

DOURO vs ALENTEJO | Uma Prova Para Colocar ainda Mais Dúvidas?

No passado dia 11 de Outubro de 2014, numa parceira com o Prazer dos Cheirinhos, foi realizada uma prova que se pretende ser a primeira de uma série delas que colocam em confronto directo duas regiões produtoras de vinho do nosso Portugal ou onde haverá um tema base para cada encontro.
Neste Douro vs Alentejo as condições foram simples. Cada participante trouxe para prova um vinho do Douro e outro do Alentejo, Tinto, de anos compreendidos entre 2007 e 2011 e que julgasse ser de qualidade para uma prova onde se procurava um desempate nem que fosse ao meio ponto. Pessoal, independente e à decisão de cada um. A prova foi efectuada às cegas (o mais possível para um momento também ele entre amigos) à qual se seguiu um belo jantar de confraternização.

Estiveram presentes os seguintes participantes:

Arnaud Stevenot 
Carlos Janeiro Blog Comer, Beber e Lazer
Francisco Brito Blog Vinho do Porto Vintage
João Pedro Carvalho Blog Copo de 3
Luís Gradissimo IVinum e WineClubPortugal
Pedro Barata Blog Os Vinhos
Rui Lourenço Pereira Blog Art Meet Bacchus 
Victor Janeiro Prazer dos Cheirinhos
Os vinhos em prova foram os seguintes por ordem alfabética:

BRITES AGUIAR 2011 TINTO
DUAS QUINTAS RESERVA 2009 TINTO
HERDADE DAS SERVAS VINHAS VELHAS 2009 TINTO
HERDADE DO PESO RESERVA 2009 TINTO
HERDADE GRANDE RESERVA 2009 TINTO
JPR QUINTA DA VIÇOSA TC 2011 TINTO
MALHADINHA 2007 TINTO
MOUCHÃO 2007 TINTO
QUINTA DA TOURIGA-CHÃ 2010 TINTO
QUINTA DE LA ROSA RESERVA 2010 TINTO
QUINTA DE LUBAZIM GRANDE RESERVA 2009 TINTO
QUINTA DO JAVALI VV 2010 TINTO
QUINTA NOVA RESERVA 2011 TINTO
TERRA DO ZAMBUJEIRO 2009 TINTO
No final, a grande surpresa foi mesmo para o vinho que ocupou a primeira posição. O HERDADE DO PESO RESERVA 2009 que sendo também o de valor mais baixo, surpreendeu todos os participantes.


Embora a um nível muito alto, em que alguns vinhos ficaram separados por poucos pontos, junto a seguir a classificação final ordenada da prova.

1. HERDADE DO PESO RESERVA 2009 TINTO (ALENTEJO)
2. BRITES AGUIAR 2011 TINTO (DOURO)
3. QUINTA NOVA RESERVA 2011 TINTO (DOURO)
4. QUINTA DO JAVALI VV 2010 TINTO (DOURO)
5. DUAS QUINTAS RESERVA 2009 TINTO (DOURO)
6. HERDADE GRANDE RESERVA 2009 TINTO (ALENTEJO)
7. QUINTA DE LUBAZIM GRANDE RESERVA 2009 TINTO (DOURO)
8. HERDADE DAS SERVAS VINHAS VELHAS 2009 TINTO (ALENTEJO)
9. JPR QUINTA DA VIÇOSA TC 2011 TINTO (ALENTEJO)
10. MOUCHÃO 2007 TINTO (ALENTEJO)
11. QUINTA DE LA ROSA RESERVA 2010 TINTO (DOURO)
12. TERRA DO ZAMBUJEIRO 2009 TINTO (ALENTEJO)
13. MALHADINHA 2007 TINTO (ALENTEJO)
14. QUINTA DA TOURIGA-CHÃ 2010 TINTO (DOURO)

Durante este mês serão publicadas notas de prova referentes a cada um dos vinhos. Acompanhe!

quinta-feira, 13 de novembro de 2014

Cova do Frade 1973 Tinto

COVA DO FRADE 1973 TINTO | DÃO | 12,5% | PVP  12,5€
CASTAS TRADICIONAIS DA REGIÃO
FERREIRA MALAQUIAS, LDA
na / 100

Mais do que um vinho com idade da região do Dão, é um vinho que me deu prazer a beber pela sua carga emocional. Que raios. É do ano em que nasci. Por isso, antes de mais qualquer consideração, soube muito bem.
Um vinho em que a cor aparece um já um pouco desvanecida, mais ainda com intensidade, aromas com alguma fruta passa, ameixa preta, figo seco, bosque, boa frescura. Na boca surpreendeu pela vida que ainda tem e que não esperava. Acidez, muita frescura e bom comprimento de boca. Aguentou o naco de porco assado no forno sem grandes problemas. No pesquisa rápida encontrei o 1980 à venda numa garrafeira por 12,5€. Esta comprei abaixo de um terço disso.

quarta-feira, 12 de novembro de 2014

Restaurante Herdade das Servas - Estremoz

A Herdade das Servas, produtor de vinho do Alentejo, juntou recentemente à sua oferta de Enoturismo, um espaço de restauração aberto ao público que abre todos os dias da semana para almoço e jantar, exceptuando à terça-feira. O local já existia e funcionava apenas por marcação, mas agora com, a concessão do mesmo aos Irmãos Paulo Baía e Maria da Fé fez com que o antigo sonho dos proprietários desta casa se torna-se realidade.
Espaço amplo, de traça típica, com uma frontosa lareira e uma vista sobre o vinhedo da Herdade das Servas que inspira ao sossego, ao aproveitar do tempo e a degustar uma refeição acompanhada pelo vinho aqui produzido.
 A cozinha tradicional Alentejana é aqui bem tratada, por vezes com toques inovadores, todavia mantendo sempre o sabor e a ligação mais primordial à Terra. A Chef Maria da Fé Baía, bem conhecida de outras paragens, entrega aqui toda a sua arte. Uma aposta segura.

A Sopa de Tomate à Alentejana entra pelos olhos antes de a provarmos. Uma verdadeira luxúria para os sentidos. As capelinhas são como pérolas e o sabor é divinal. Poderá ainda escolher entre outras A Sopa de Tomate Com Bacalhau ou a Sopa de Cação. Verdadeiras refeições!

O Cação de Coentrada é um dos pratos de peixe que poderá encontrar. O Bacalhau à Servas, o Salmão Folhado ou a Garoupa de Cebolada com Ameijoas são também opções a ter em conta.

Como prato de carne temos um verdadeiramente obrigatório. O Borrego Assado no Forno que apenas está disponível ao fim de semana e que o fará mudar de opinião acerca deste prato. As Migas Alentejanas com Entrecosto ou a Bochechas de Porco serão também um prato habitual. Ao longo do ano poderá haver semanas temáticas dedicadas à Caça, às Túberas, aos Espargos ou outras delicias sazonais.


Para sobremesa a sugestão das Pêras Bêbedas parece brilhar, mas pode encontrar também alguma doçaria alentejana tradicional como a Encharcada, a Sopa Dourada ou o Pudim das Servas.

Mais fotografias aqui.

Ponto + : O local ideal para juntar a cozinha regional alentejana ao vinho produzido na Herdade das Servas e possibilidade de compra na loja de vinhos mesmo ao lado.

______________________________________________________________
RESTAURANTE DA HERDADE DAS SERVAS
Tipo de Cozinha: Regional
Copos de Vinho Adequados: Sim
Estacionamento: Fácil
Preço Médio Refeição: 25€

Morada: EN 4 - Km 136, Estremoz
Telefone: +351 268 098 080
Na Net: http://www.herdadedasservas.com/com-topo/enoturismo/mc_doc_pt_4856/

domingo, 9 de novembro de 2014

EDIÇÃO COMEMORATIVA DO CENTENÁRIO 94 ANOS DE HISTÓRIA CAVES SÃO JOÃO | AGUARDENTE VINICA 1965

As Caves São João, fundadas em 1920 e produtora de vinhos, espumantes e aguardentes envelhecidas, lançaram hoje mais um marco comemorativo no caminho para os 100 anos de existência. O Encontro Com Vinhos e Sabores deste ano, na Prova Especial "Os Gloriosos Anos 60 das Caves São João", foi o palco eleito para dar a conhecer a Edição Comemorativa do Centenário. Desta vez uma aguardente vínica envelhecida de 1965, a primeira com a Denominação de Origem Bairrada.
EDIÇÃO COMEMORATIVA DO CENTENÁRIO 94 ANOS DE HISTÓRIA CAVES SÃO JOÃO
AGUARDENTE VÍNICA 1965 | BAIRRADA | PVP 250€
Estagiou durante 45 anos em barricas avinhadas com Vinho do Porto e foi obra do Enólogo Martins da Costa. Chega-nos hoje com uma  cor âmbar com esverdeados bem notados, intenso no nariz, rico, com fruta seca, tostados integrados, ligeiro toffee, apetece ficar por ali apenas a desfrutar do momento. Macia no palato, veludo puro. Uma aguardente vínica envelhecida que não deixará ninguém indiferente.


sábado, 8 de novembro de 2014

ECVS 2014 | Os Premiados do Concurso "A Escolha Da Imprensa"

Foram hoje dados a provar os eleitos pela Imprensa como os melhores néctares da edição deste ano do Encontro Com Vinhos e Sabores de Lisboa. No total, entre espumantes, brancos, rosés, tintos e fortificados foram provados cerca de 270 vinhos e atribuídos 47 Prémios e 4 Grandes Prémios “A Escolha da Imprensa”.

LISTA DE VINHOS VENCEDORES

ESPUMANTES

Grande Prémio "A Escolha da Imprensa"
Murganheira Cuvée Távora-Varosa Reserva Especial bruto branco 2003
Sociedade Agrícola e Comercial do Varosa


Prémios "A Escolha da Imprensa" (10)
Aliança Bairrada Vintage bruto branco 2008
Aliança Vinhos de Portugal

Dona Berta Douro Rabigato Reserva bruto branco 2011
Hernâni A. M. Verdelho

Lopo de Freitas Bairrada bruto branco 2009
Caves do Solar de São Domingos

Marquês de Marialva Bairrada Cuvée Extra bruto branco 2010
Adega Cooperativa de Cantanhede

Murganheira Blanc de Noirs Távora-Varosa Touriga Nacional bruto branco 2007
Sociedade Agrícola e Comercial do Varosa

Murganheira Czar Távora-Varosa Grand Cuvée rosé bruto 2006
Sociedade Agrícola e Comercial do Varosa

Murganheira Távora-Varosa Malvasia Fina bruto branco 2009
Sociedade Agrícola e Comercial do Varosa

Murganheira Vintage Távora-Varosa bruto branco 2006
Sociedade Agrícola e Comercial do Varosa

Raposeira Super Reserva bruto rosé 2008
Caves da Raposeira

Raposeira Velha Reserva bruto branco 2005
Caves da Raposeira


BRANCOS
Grande Prémio "A Escolha da Imprensa"
Terra D´Alter Regional Alentejano Reserva branco 2013
Terras de Alter

Prémios "A Escolha da Imprensa" (10)
Anselmo Mendes Curtimenta Vinho Verde Alvarinho branco 2012
Anselmo Mendes

Caladessa Alentejo 2013
BCH

Chocapalha Regional Lisboa Reserva branco 2013
Casa Agrícola das Mimosas

Condessa de Santar Dão branco 2011
Sociedade Agrícola de Santar

Malhadinha Regional Alentejano branco 2013
Herdade da Malhadinha Nova

Marquesa da Alorna DoTejo Reserva branco 2012
Sociedade Agrícola da Alorna

Monte da Ravasqueira Regional Alentejano Viognier branco 2013
Sociedade Agrícola D. Diniz

Paulo Laureano Reserve Alentejo branco 2013
Paulo Laureano Vinus

Quinta do Gradil Regional Lisboa Viosinho branco 2013
Quinta do Gradil

Quinta dos Carvalhais Dão Especial branco
Sogrape Vinhos


ROSÉS
Grande Prémio "A Escolha da Imprensa"
Não atribuído

Prémios "A Escolha da Imprensa" (4)
Adega de Borba Premium Alentejo rosé 2013
Adega Cooperativa de Borba

Bombeira do Guadiana Regional Alentejano Escolha rosé 2013
Bombeira do Guadiana

Covela Regional Minho rosé 2013
Lima & Smith

Terras do Pó Regional Península de Setúbal rosé 2013
Casa Ermelinda Freitas


TINTOS
Grande Prémio "A Escolha da Imprensa"
Palácio da Bacalhôa Regional Península de Setúbal tinto 2009
Bacalhôa Vinhos de Portugal

Prémios "A Escolha da Imprensa" (13)
1836 DoTejo Grande Reserva tinto 2012
Companhia das Lezírias

Antónia Adelaide Ferreira Douro tinto 2011
Sogrape Vinhos

Casa Ermelinda Freitas Regional Península de Setúbal Cabernet Sauvignon tinto 2011
Casa Ermelinda Freitas

Dom Daganel Dão Reserva tinto 2005
Adega Cooperativa de Silgueiros

Dory Regional Lisboa Reserva tinto 2011
Adega Mãe

Furtiva Lágrima Regional Alentejano tinto 2010
Monte da Raposinha

Herdade das Servas Regional Alentejano Reserva tinto 2011
Serrano Mira

Marquês de Marialva Confirmado Bairrada Baga tinto 1991
Adega Cooperativa de Cantanhede

Quinta de Foz de Arouce Vinhas Velhas de Santa Maria Regional Beiras tinto 2009
Conde de Foz de Arouce

Reguengos Garrafeira dos Sócios Alentejo tinto 2008
CARMIM

Siza Regional Alentejano tinto 2009
Adega Mayor

T Quinta da Terrugem Alentejo tinto 2011
Aliança - Vinhos de Portugal

Villa Oliveira Dão Touriga Nacional tinto 2009
O Abrigo da Passarela


FORTIFICADOS
Grande Prémio "A Escolha da Imprensa"
Ferreira Porto Vintage 2011
Sogrape Vinhos

Prémio "A Escolha da Imprensa" (10)
Andresen Porto White 20 Years Old
J.H. Andresen

Bacalhôa Moscatel Roxo Setúbal Superior 2002
Bacalhôa Vinhos de Portugal

Bacalhôa Moscatel Setúbal Superior 2001
Bacalhôa Vinhos de Portugal

Contemporal Porto 20 Anos
Quinta and Vineyard Bottlers Vinhos

Ferreira Porto LBV 2010
Sogrape Vinhos

Niepoort Crusted Porto
Niepoort (Vinhos)

Quinta da Gaivosa Porto Vintage 2012
Domingos Alves de Sousa

Rozès Porto 20 Anos
Rozès

Sandeman Porto Tawny 20 Years Old
Sogrape Vinhos

Sandeman Porto Vintage 2011
Sogrape Vinhos

Quinta dos Currais Síria 2013 Branco

QUINTA DOS CURRAIS SÍRIA 2013 BRANCO | BEIRA INTERIOR | 14% | PVP  6€
SÍRIA
QUINTA DOS CURRAIS - SOCIEDADE AGRÍCOLA LDA
84 /100

Este é um branco que se encontra praticamente esgotado no mercado e que vale a pena comprar caso ainda encontre alguma garrafinha por aí perdida. Longe dos brancos docinhos, formatados a régua e esquadro para caber numa fórmula dourada qualquer, estamos na presença de um Síria com um perfil seco, mineral e pronto a ir à mesa.
Cor citrino, leves esverdeados e aspecto límpido.  Aromas intensos a fruta citrina e grande mineralidade. Directo. Boca com leve untuosidade em perfeito equilíbrio com a fruta citrina e maçã verde, apoiada por um nível de acidez no ponto. Travo seco e final longo.

quarta-feira, 5 de novembro de 2014

PASSATEMPO | VÁ AO ECVS 2014 COM A ADEGA DE BORBA‏

O Blog COMER, BEBER E LAZER, em parceria com a ADEGA DE BORBA, gostariam de contar consigo na próxima edição do Encontro Com os Vinhos e Sabores 2014 em Lisboa, a decorrer de 7 a 9 de Novembro no Centro de Congressos de Lisboa.
Temos dois convites duplos para oferecer,  para ganhar deverá efectuar até ao dia 7 de Novembro às 13:00 horas like na página de facebook do Blog Comer, Beber e Lazer e da Adega de Borba, assim como colocar um comentário na publicação no Blog a indicar “Eu Quero ir!” com o seu nome igual ao utilizado no Facebook..
Cada pessoa só pode participar uma vez sendo o passatempo limitado a residentes em Portugal Continental.
O sorteio do vencedor será encontrado a partir da numeração dos comentários válidos e extraído pela aplicação de sorteios automáticos Sorteio Virtual Mais. Os vencedores serão divulgados a partir das 14:00 horas do dia 7 de Novembro no Blog Comer, Beber e Lazer.
Boa Sorte!

terça-feira, 4 de novembro de 2014

Quinta de Foz de Arouce | Prova Na Empor Spirits & Wine Garrafeira em Lisboa

No passado dia 14 de Outubro teve lugar na  Empor Spirits & Wine Garrafeira em Lisboa, uma prova de vinhos da Quinta de Foz de Arouce com a presença do Engº João Perry Vidal que liderou a apresentação dos seguintes vinhos. Uma vertical única dos vinhos tintos da Quinta de Foz de Arouce,e de um dos produtores mais emblemáticos de Portugal.

QUINTA DE FOZ DE AROUCE 2010 BRANCO | BEIRAS | 13% | PVP 19,90€
CERCEAL
88/100
Cor amarelo palha, ainda com poucas notas de evolução. Aroma complexo com notas citrinas, tangerina, toranja, alguma fruta seca, mel e mineralidade fina. Boa estrutura e acidez equilibrada, suave, com baunilha, melados e notas fumadas. Acidez magnífica. Longo final de boca.

QUINTA DE FOZ DE AROUCE 2012 BRANCO | BEIRAS | 13% | PVP 19,90€
CERCEAL
89/100
Cor citrino, definido e límpido. Aroma complexo com notas de lima e toranja, algum vegetal, mel, ainda escondido e cheio de mineralidade. Boa estrutura e acidez equilibrada, algo picante, com leve untuoso, macio e notas fumadas. Longo final de boca. Pode surpreender com guarda.

QUINTA DE FOZ DE AROUCE 2007 TINTO | BEIRAS | 13% | PVP €
BAGA, TOURIGA NACIONAL
90/100
Cor rubi, laivos granada,  ainda com boa concentração,  mais aberto no bordo do copo. Nariz com muita fruta vermelha, alguns aromas de bosque, madeira bem ligada, notas especiadas leves, balsâmico e muito fresco. Na boca está um portento. Vivaz, cheio de estrutura, pujante, taninos macios mas presentes. Cheio de frescura e um comprimento final longo.

QUINTA DE FOZ DE AROUCE 2008 TINTO | BEIRAS | 13% | PVP €
BAGA, TOURIGA NACIONAL
93/100
Cor um pouco mais concentrado que o anterior. No plano aromático sentimos aqui um salto para melhor em relação ao 2007. Parece que saltamos para um vinho bastante mais novo do que aquilo que está no rótulo. Complexo, com fruta vermelha e preto bem definidos, uma frescura deliciosa. Na boca continuamos no mesmo registo. Com taninos mais marcantes, mais vivos, sentimos um palpitar de vida que não era de esperar. Tem um final de boca longo.

QUINTA DE FOZ DE AROUCE 2009 TINTO | BEIRAS | 14% | PVP €
BAGA, TOURIGA NACIONAL
91/100
Voltamos a um perfil mais parecido com o 2007 no entanto, mais novo. No nariz a fruta vermelha e preta, a frescura do bosque, algum pimento verde, madeira bem ligada, notas especiadas leves, balsâmico e  fresco. Na boca está novo e pujante de vida. Vivaz, corpulento, taninos macios, mas presentes. Cheio de frescura e um comprimento final longo.

QUINTA DE FOZ DE AROUCE 2010 TINTO | BEIRAS | 14% | PVP 11,85€
BAGA, TOURIGA NACIONAL
90/100
Apresenta cor rubi concentrado, opaco no núcleo. Boa concentração aromática com notas de frutos vermelhos e alguma resina. Voltamos a ter algum bosque e algum pimento, muito equilibrado. Taninos macios, harmonioso e com um final persistente. Mais adstringência, mais secura. No caso de querer consumir já só com gastronomia forte. A sugestão é guardar.

QUINTA DE FOZ DE AROUCE 2011 TINTO | BEIRAS | 14% | PVP 11,85€
BAGA, TOURIGA NACIONAL
91/100
Grande vinho, um bocadinho mais bruto, mas mais complexo, mais cheio, com mais coisas. Nariz com vegetal mais notado, pimento verde e alguma folha de tomateiro. Fresco. Grande boca, acidez alta, taninos bem marcantes e sólidos, com um final de boca interminável.  Para guardar e esperar se quiser ainda mais.

VINHAS VELHAS DE SANTA MARIA 2009 TINTO | BEIRAS | 14% | PVP 49,90€
BAGA
91/100
Um vinho com estágio de 14 meses em pipas de carvalho francês. Apresenta aromas de ameixa preta bem madura, frutos vermelhos, com notas de chocolate e tabaco. Poderoso na boca, evidenciando a acidez típica da casta. Final longo e persistente. Um vinho de guarda e sem dúvida para levar à mesa com a bela gastronomia Beirã.

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails