quinta-feira, 12 de fevereiro de 2015

ECVS 2014 | Os Gloriosos Anos 60 Das Caves São João

Uma das provas especiais no último Encontro Com o Vinho e Sabores de Lisboa organizado pela Revista de Vinhos foi dedicada às Caves São João, aos seus Gloriosos anos 60. Uma verdadeira descoberta de tesouros escondidos das Caves São João, entre brancos, tintos, um abafado e uma aguardente da década de 60 que deslumbra.
A prova foi também o momento para a apresentação de mais uma edição comemorativa do Centenário, agora os 94 Anos de História Caves São João, com a Aguardente Vínica de 1965,

A prova conduzida por Célia Alves, José Carvalheira, Fátima Flores e Manuel José Costa, administradora, enólogo consultor e sócios-gerentes e administradores das Caves São João e contou com a presença do Eng. Pedro Soares. Presidente da Comissão Vitivinicola da Bairrada e ainda  o Designer António Quintas responsável pela desenho e imagem dos rótulos de cada edição comemorativa.

PORTA DOS CAVALEIROS 1964 BRANCO | DÃO | 12% | PVP 113€
MALVASIA, CERCEAL, ENCRUZADO, BORRADO DAS MOSCA/BICAL
Da gama colheita. Um branco de cor amarelo definido com nuances douradas, aspecto límpido. Aromaticamente muito complexo, fruta seca, notas de cera, algum bosque, ligeiro toque melado e fresco. Na boca destaque para a vivacidade deste branco, acidez no ponto, ligeiro untuoso, cremoso, cheio de frescura e um final de boca longo.

FREI JOÃO 1966 BRANCO | BAIRRADA | 11,5% | PVP 74€
MARIA GOMES, BICAL
Cor amarelo de nuances douradas, um pouco mais intenso que o anterior, aspecto limpo e brilhante. No nariz surge com boa intensidade, frescura, notas de fruta seca, fruta passa, alguma tosta com manteiga. Surge na boca fresco, com acidez equilibrada, macio e sedoso, polido e final de boca algo rugoso, rústico e longo.

PORTA DOS CAVALEIROS 1963 TINTO | DÃO | 12,5% | PVP 45€
JAEN, ALFROCHEIRO, BAGA, TOURIGA NACIONAL
Cor tijolo, casca de cebola intenso, média concentração, aspecto limpo. Nariz com notas de evolução, boa evolução, notas de frutos secos, ligeiros tostados, ameixas pretas passa, especiado e fresco. Na boca com estrutura para continuar durante mais uns anos, adstringente, seco, a fazer salivar, com fruta compotada, vivo, com uma duração de boca final longo. Excepcional.

FREI JOÃO RESERVA 1963 TINTO | BAIRRADA | 13,1% | PVP 113€ (MAGNUM)
BAGA, CASTELÃO DA BAIRRADA, OUTRAS
Cor granada, alguma casca de cebola e notas tijoladas leves, bonita tonalidade. Nariz com intensidade média, algumas notas resina, fresco, caruma, pinheiro, muito balsâmico e fresco. Boca ainda cheia de vida, com perfil adstringente, seco, enchendo o palato, quase mastigável, com grande profundidade. Final de boca longo, fresco. O tamanho da garrafa a ter a sua influência.

PORTA DOS CAVALEIROS 1966 TINTO | DÃO | 12,5% | PVP 40€
DAO, TINTA RORIZ, ALFROCHEIRO, JAEN, TOURIGA NACIONAL
Cor com notas de alguma evolução, menos concentração, mais tijolo e casca de cebola, aspecto limpo. Aromas com algum volátil inicial, fruta passa preta, frutos secos, algum bosque, vegetal e fresco. Boca macia, aveludada, com acidez equilibrada, ainda alguma fruta, vegetal fino e com grande final de boca. Lento no final e guloso.

FREI JOÃO 1966 TINTO | BAIRRADA | 12,2% | PVP 40€
Cor granada, média concentração e mais aberto no bordo do copo. Aromas que não enganam quanto à sua idade, mas que deixam a ideia que a ideia não importa. Fresco, notas de bosque, turfa molhada, terroso e vegetal. Boca cheia de força, mastigável, cheio e robusto. Um portento de boca, com um final de boca extenso e fresco.

PORTA DOS CAVALEIROS RESERVA 1966 TINTO | DÃO | 12,6% | PVP 113€ (MAGNUM
Cor mais aberta, nuances de casca de cebola vermelha, limpo. Aromas um pouco diferentes dos anteriores, algumas notas de húmus, folhas de bosque molhadas, fruto seco, balsâmico e de grande frescura. Estrondoso na boca, pujante e com uma acidez top, fruta ainda presente, guloso, untuoso e com uma frescura espectacular. Um final de boca longo. Magnifico.

FREI JOÃO RESERVA 1966 TINTO | BAIRRADA | 12,3% | PVP 113€ (MAGNUM)
Cor granada com nuances tijoladas, mais profundo e intenso que o anterior. Aromas ainda com grande jovialidade para a idade, com notas de fruta preta, bosque, alguma resina e caruma, fundo balsâmico e fresco. Boca robusta, acidez palpitante, seco, vivaz, grande vida e com final extenso, fresco e muito elegante.

CAVES SÃO JOÃO RESERVA PARTICULAR 1967 TINTO | BAIRRADA | 12,4% | PVP 113€
Cor granada, com notas de evolução, casca de cebola, algum tijolo, , mais concentrado no núcleo e bastante mais aberto no bordo do copo. Aromas cheios de frescura, fruta seca, algum bosque e leve resinoso. Grande boca, espesso, mastigável, com uma possibilidade de guarda incrível, cheio de vida e pujança. Final de boca interminável.

ABAFADO 1960
Um estreia de um projecto a ser lançado no futuro e ainda sem data de lançamento anunciada, mas que deixa desde já água na boca, ou melhor... abafado. Cor âmbar definida. Aroma algo metálico, fruta passa, licorice, pêssego passa. Na boca é um docinho, muita fruta passa, melado, gordo e com final com boa acidez e a equilibrar o doce.

EDIÇÃO COMEMORATIVA DO CENTENÁRIO 94 ANOS DE HISTÓRIA CAVES SÃO JOÃO AGUARDENTE VÍNICA 1965 | BAIRRADA | PVP 250€
Estagiou durante 45 anos em barricas avinhadas com Vinho do Porto e foi obra do Enólogo Martins da Costa. Chega-nos hoje com uma cor âmbar com esverdeados bem notados, intenso no nariz, rico, com fruta seca, tostados integrados, ligeiro toffee, apetece ficar por ali apenas a desfrutar do momento. Macia no palato, veludo puro. Uma aguardente vínica envelhecida que não deixará ninguém indiferente.

Sem comentários:

Enviar um comentário

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails