terça-feira, 17 de março de 2015

Endógenos | O Carolo De Milho Pelo Chef Alexis Gregório

O Carolo de Milho foi a estrela da 9ª edição do Projecto Endógenos que decorreu no restaurante Adega Machado em Lisboa. Espaço histórico, entretanto reaberto após obras profundas de remodelação, que para além da gastronomia portuguesa é casa para se ouvir Fado.

Um espaço moderno, um pouco diferente dos habituais restaurantes ou casas dedicadas ao Fado, mas que todo ele respira Fado. Ambiente cuidado, aconchegante, com elegância e onde cada canto faz referência ao mundo do Fado.

Uma pequena curiosidade que me deixou encantado é o facto de haver uma pequena sala de espera, onde os clientes podem aguardar antes de entrar para a sala, que é um verdadeiro mimo. Garrafeira de um lado, fotografias alusivas ao Fado de outro e uns apetecíveis cadeirões que nos chamam a cada olhar. Perfeito.
A estrela da noite não foi o Fado, mas o Carolo de Milho. O desafio apresentado ao Chef Alexis Gregório era aliciante e exigente. Servir uma refeição onde o Carolo de Milho fosse o ingrediente em destaque em cada prato. Desde a mais pequena entrada até à sobremesa. O resultado foi surpreendente.
O meu contacto com o Carolo de Milho apenas existia através de um doce feito pelos meus Pais, que por sua vez já era feito pelos meus Avós e que por sua vez já vinha de seus antepassados. Doce que era e ainda é  presença obrigatória na mesa de Natal e à qual sempre ouvi chamar de "Milhos". Um manjar doce, barato e que faz as delicias de todos nesta festiva quadra.
Pensar no Carolo de Milho como ingrediente para uma série de pratos era, para mim, de inicio um pouco desafiante e difícil de imaginar, mas o Chef Alexis Gregório respondeu com mestria e o resultado foi a todos os níveis surpreendente.
O Projecto Endógenos visa promover e valorizar produtos endógenos portugueses da terra e de mar e suas regiões de origem criando novas interpretações de experiências enogastronómicas. Reavivar produtos de excelência que, por uma razão ou por outra, foram caindo no esquecimento e assim tomam um pouco do lugar que deveriam ter na nossa mesa.

Amuse Bouche: Massa de Sêmola de Milho e Sementes com Recheio de Cogumelos sobre rede de Milho Frita.

Sopa: Olhó Passarinho! Consomé de Codorniz, Carolo de Milho e Poejo

 Entrada: Milho Malhoa. Soufle de Carolo de Milho, Queijo de Nisa e Chouriço.

Prato de Peixe: Fado dos Trópicos. Carabineiro do Algarve, Farofa Com Massa Leveda de Carolo, Funcho e Aipo

Prato de Peixe: Falsa Baiana. Robalo da Costa Portuguesa, Falso Xerém com Ameijoas Desidratadas, Funcho e Laranja.

Prato de Carne: Donde Vens Amália? Cachaço de Porco Preto, Milho Frito, Legumes Glaceados e pipoca doce com mel.

Sobremesa: A Doce Maria de Lourdes. Perfeita harmonização entre o doce e o acido. Gelado de Milho artesanal, com um puré defrutos vermelhos e crumble delicioso.

Ver mais fotografias aqui.

Sem comentários:

Enviar um comentário

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails