quarta-feira, 15 de julho de 2015

Lagar de Darei | Um Dão de Familia

Situada na pequena aldeia de Darei, em Mangualde, este pequeno produtor do Dão aposta em vinhos que sejam expressão pura do terroir desta região. Vinhos de família, que não seguem as modas que surgem um pouco por todo o lado, que tentam ser o mais autênticos e genuínos possível e com um cunho e personalidade muito próprios.
Comecei por conhecer este produtor pelos seus brancos. Um Private Selection 2011 (Se não me engano), provado em plena Assembleia da República, que me encantou os sentidos, marcou-me o nome na memória. Ainda com um rótulo estranho, mas também ele muito próprio e que agora deu lugar à actual imagem, mais moderna e principalmente mais perceptível.

As novidades foram agora provadas, na Garrafeira Delidelux, com a presença de Carlos e Inês Ruivo, filhos de José Machado Ruivo que em 1997 decidiu lançar-se no sonho da produção de vinho. 

LAGAR DE DAREI 2013 BRANCO | DÃO | 12,5 % | PVP 5€
ENCRUZADO, MALVASIA FINA, CERCEAL, BICAL, GOUVEIO
VINHOS DE DAREI, LDA
Cor amarelo citrino, aspecto límpido. Aromas citrinos,boa mineralidade e alguma palha seca. Na boca mostra que está pronto a beber e a dar prazer. Equilibrado, perfil frutado e fresco, com boa acidez e bom comprimento final.  

LAGAR DE DAREI PRIVATE SELECTION 2012 BRANCO | DÃO | 13,5 % | PVP 9€
MALVASIA FINA, CERCEAL, BICAL, VERDELHO, ARINTO, ENCRUZADO
VINHOS DE DAREI, LDA
Cor amarelo citrino com esverdeados leves. No nariz destacam-se as notas florais num bouquet onde também aparecem os citrinos e os frutos de caroço envoltos num fundo bem ligado com as notas de estágio em barrica, neste caso grandes balseiros de madeira. Boca com volume e complexidade, traço mineral definido, muita fruta tropical e final e boca persistente. Ainda novo, mas a mostrar ser continuidade dos anteriores.
 
LAGAR DE DAREI 2011 TINTO | DÃO | 12,5 % | PVP 5€
TOURIGA NACIONAL, JAEN, TINTA RORIZ, ALFROCHEIRO
VINHOS DE DAREI, LDA
Cor rubi de média concentração, violetas  definidos e aspecto limpo. No nariz sente-se o floral da Touriga, bem ladeado por algumas notas frescas mais vegetais e traço mineral a carregar na frescura do conjunto. Surge na boca com grande frescura, polido e preparado para o copo. Uma boa escolha para a mesa numa escala de preço até 5€.

LAGAR DE DAREI  SEM ABRIGO RESERVA 2011 TINTO | DÃO | 13,5 % | PVP 9€
TOURIGA NACIONAL, JAEN, TINTA RORIZ, ALFROCHEIRO
VINHOS DE DAREI, LDA
Um Sem Abrigo novidade da Casa de Darei, sem estágio em madeira, com pisa a pé em lagar e com cerca de 18 meses em lagar de cimento/pedra.Um conjunto cheio de frescura, fruta, notas florais e vegetal pimento. Harmonioso e equilibrado, arestas polidas e pronto a beber. Fico curioso com a sua evolução, no manter desta frescura tão mineral. Boa surpresa.

LAGAR DE DAREI  RESERVA 2011 TINTO | DÃO | 12,5 % | PVP 11€
TOURIGA NACIONAL, JAEN, TINTA RORIZ, ALFROCHEIRO
VINHOS DE DAREI, LDA
Cor rubi concentrado, violetas escuros e de aspecto limpo. Nariz complexo, com fruta preta madura, notas frescas do bosque, um certo cacau, tostado leve e frescura. Na boca não desilude. Mostra-se cheio de vida, pronto para ser bebido, acidez em equilíbrio com um frutado denso,  madeira bem ligada e final de boca longo e persistente. Gostei!

JOSÉ 2004 TINTO | DÃO | 14,5 % | PVP 35€
TOURIGA NACIONAL, JAEN, TINTA RORIZ, ALFROCHEIRO
VINHOS DE DAREI, LDA
Um vinho de celebração e de homenagem ao Pai da Casa de Darei e ao 15 anos desde a primeira vindima. Um vinho especial , que apesar de ser uma reedição do Grande Escolha de 2004, não deixa de ser um tributo ao projecto familiar. 
Visualmente mostra um rubi avermelhado, ainda pouco batido pelos anos. Nariz expressivo, continuando com boa fruta vermelha madura, notas de cacau, especiarias e um balsâmico fresco muito interessante. Vão aparecendo já aqueles toques de fumado, caixa de charuto sempre num fundo muito fresco. Na boca comprovo o que até agora se foi antecipando. Um tinto em grande forma apesar do passar dos anos. Vivo  e elegante, a dar verdadeiro prazer a beber e a puxar os nossos sentidos para um prato de comida.

Primazia ao autêntico. Vinhos cheios de frescura, cheios de fruta, com pouca máscara de madeira e muita mineralidade e personalidade. Já seguia, vou continuar a seguir.

Sem comentários:

Enviar um comentário

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails