quinta-feira, 20 de agosto de 2015

Real Companhia Velha | Quinta das Carvalhas e os Vinhos da Quinta dos Aciprestes

A Quinta das Carvalhas marca de forma espectacular a paisagem na encosta da margem esquerda do Rio Douro, no Pinhão, com as manchas de hectares de vinha intercaladas por frondosas florestas, zona de mato e olivais centenários.
 
Junto ao Rio, cá mesmo em baixo, da casa ainda hoje ocupada pela familia, vislumbra-se uma estrada contorcida, encosta acima, quase a pico, por entre vegetação, arvoredo e vinha, até à bem conhecida Casa Redonda onde, a 550 metros de altitude, é possivel dsfrutar de um vista panoramica sem igual sobre a região. Completamente sem plavras o momento do por do sol.

O potencial da Quinta das Carvalhas extende-se para além da simples produção de vinho podendo o visitante fazer passeios pedestres ou experimentar o programa de birdwatching, para além das expectáveis provas de vinho, visitas à vinha ou, simplesmente, à compra de vinho na loja da Quinta.

Este foi o momento para conhecer melhor a Quinta das Carvalhas junto ao Rio Douro com um almoço na casa da família com uma vista deslumbrante sobre o rio e com a oportunidade de provar, ou direi, beber alguns vinhos produzidos pela Real Companhia Velha na Quinta dos Aciprestes.

Com os olhos na paisagem do Douro na nossa frente, junto à piscina, tempo para degustar algumas delicias regionais com um vinho da gama Séries. Nesta linha de vinhos, a Real Companhia Velha representa a paixão pela inovação e pela procura de novos vinhos, explorando diferentes castas, técnicas e abordagens que sejam possíveis de abordar de forma comercial dependendo do resultado da experiência.

SÉRIES ARINTO 2012 BRANCO | DOURO | 12,5% | PVP 14€
ARINTO
REAL COMPANHIA VELHA
Cor amarelo citrino, aspecto jovem e límpido. Limpo no nariz, fruta citrina, mineralidade e frescura. Boca com acidez estabilizada, com ligeiro untuoso, dimensão de boca e com bastante versatilidade para a mesa. Um Arinto diferente, muito interessante e com apenas 1150 garrafas. Uma pena. Na minha opinião a passar para a gama mais comercial.

Depois, já à mesa, tempo para três vinhos da Quinta dos Aciprestes que fora visitada durante a manhã. Com uma imagem mais limpa e recente e com vinhos mais quentes em relação aos até ao momento provados e com um Grande Reserva Sousão que me deixou encantado.

QUINTA DOS ACIPRESTES 2011 TINTO | DOURO | 14%| PVP 8€
REAL COMPANHIA VELHA
Cor rubi, intenso, violetas definidos e de aspecto limpo. Aromas cheios de fruta vermelha e preta silvestre madura, frescura e directo. Boca com taninos macios, sedosos, preparado para beber, cheio de fruta madura, fresco e com um final de boca extenso.

QUINTA DOS ACIPRESTES GRANDE RESERVA 2011 TINTO | DOURO | 14% | PVP 38€
TOURIGA NACIONAL, TOURIGA FRANCA
REAL COMPANHIA VELHA
Cor rubi, intenso, concentrado, com nuances violeta e aspecto limpo. Grande intensidade e complexidade aromática, fruta preta silvestre bem ligada com elegantes notas florais, com a madeira bem incorporada, baunilhados, algum toffee e cheio de frescura. Na boca não desilude. Encorpado e complexo, macio, aveludado, cheio de fruta vermelha e preta madura, com um final de boca poderoso. Um vinho que não é produzido todos os anos, apenas naqueles em que lhe é reconhecida qualidade suficiente para ser um Grande Reserva.

QUINTA DOS ACIPRESTES GRANDE RESERVA SOUSÃO 2011 TINTO | DOURO | 14,5% | PVP 40€
SOUSÃO
REAL COMPANHIA VELHA
O vinho que neste almoço me encantou. De cor retinta, concentrado e opaco, com um violeta carregado, cheio de expressão visual. No nariz é daqueles pelo qual nos apaixonamos e nos apetece perder algum tempo nesta fase. Aromaticamente intenso e complexo, com uma fruta vermelha e preta bem presente e viva, a mostrar-se fresca, caixa de charuto, cacau, tosta levemente baunilhada e com grande frescura. Vai mexendo conforme o tempo passa. Na boca é um vinho que arrebata, cheio, com taninos seguros, marcados, com a fruta ainda cheia de vida, harmonioso com as partes e com um final que parece não terminar. Um portento à mesa.

ROYAL OPORTO 20 YEARS | 20% | PVP  40€
REAL COMPANHIA VELHA
No final, para acompanhar a sobremesa e uns dedos de conversa, não poderia faltar um Porto. Um 20 anos cheio de personalidade. Cheio de estrutura, elegância, com destaque para os aromas a frutos secos, algum cacau, a mostrar já algumas notas mais meladas e de evolução que tanto se gosta. Excelente opção nesta gama.

Sem comentários:

Enviar um comentário

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails