terça-feira, 29 de setembro de 2015

Casa da Passarella | A Magia da Vindima das Vinhas Velhas Centenárias

A Casa da Passarella, produtor na região do Dão, é um daqueles nomes cheios de história no Portugal do Vinho, incontornável e inseparável do Dão e que tem mostrado, nos últimos anos ser um dos grandes players do panorama nacional neste momento. Uma marca cheia de vigor, energia e ideias novas que por vezes podiam não encaixar na sua idade já avançada.

Nos seus cerca de 100 hectares de terreno existem hoje cerca de 45 hectares de vinhas, sendo que, as suas Vinhas Velhas ocupam 4,5 hectares, vinhas de onde vem a uva para o Villa Oliveira; e ainda, à parte destas, algumas parcelas de Vinha Centenária que, apesar da baixa produtividade, foram agora aproveitadas para produzir uma nova gama de vinhos desta casa à imagem do que se fazia no passado.

Foram estas Vinhas Centenárias e as Vinhas Velhas que um grupo de amigos do produtor foram ajudar a vindimar.

No primeiro momento, em plena Vinha Centenária, num vinhedo de desenho estranho, por meio de pedras de grandes dimensões e com cachos de diversas cores, foi fácil perceber que se estava a viver um momento especial, cheio de magia. Por entre cachos de uva branca e tinta, a curiosidade marcava posição. Tinha de ir provando cada um que me parecia diferente. Alheava-me de tudo. Observava cada curvatura das videiras e pensava no vinho que dali saíra.

Depois, a uma centena de metros de distância, após passar por entre floresta de pinheiro, a vez das Vinhas Velhas de onde é produzido a gama Villa Oliveira. Já lá estavam os trabalhadores da casa. A vindima era feita com afinco e o Sol queimava já um pouco mais alto no céu. Nada nos impediu de avançar e  tivemos mais um momento especial. Espero pelo vinho daqui a uns tempos.

A vindima foi neste dia um momento que perdurará na lembrança de todos. A história continua a ser escrita com vinho.

Sem comentários:

Enviar um comentário

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails