quarta-feira, 26 de outubro de 2016

Restaurante São Rosas - Estremoz

"(...)Dona Isabel olhou o rei como quem torna dum sonho. O rubor voltava-lhe às faces, o sorriso brincava-lhe de novo nos lábios. E na sua voz melodiosa e pausada, respondeu:
— Enganai-vos, Real Senhor.. O que levo no meu regaço... são rosas para enfeitar os altares do mosteiro!
D. Dinis sorriu com ironia.
— Rosas? Como vos atreveis a mentir, Senhora? Rosas em Janeiro?... Pois ficai sabendo: se aqui estou neste momento… se aqui vim, é porque alguém me garantiu que leváveis dinheiro... Compreendeis agora?
O rosto da rainha não se contraiu sequer, humildemente. E, ante o pasmo e a aflição de quantos a rodeavam, insistiu com firmeza:
— Enganai-vos, Senhor! E enganou-se também quem vos informou. São rosas o que levo no regaço!
D. Dinis cerrou os dentes. Os seus olhos brilhavam de cólera e a sua voz tornou-se ainda mais dura:
— Insistis na vossa mentira, Senhora? Então... mostrai-me essas rosas!
Serenamente, ante o olhar atónito do rei e de todos os que ali se encontravam, a rainha Dona Isabel abriu o regaço e deixou ver um ramo de rosas maravilhosas, enquanto murmurava:
— Vede, Senhor.. Vede com os vossos olhos!  (...)"
in Lendas de Portugal, Gentil Marques, Circulo de Leitores, vol.IV, p.294

Alguns anos passaram desde a última vez que aqui tinha comido. Recordo-me de ter sido uma verdadeira experiência sensorial pelo aromas e sabores do Alentejo. Deixou saudades. O regresso estava há muito marcado, mas só agora se concretizou. Valeu a pena voltar.

O Restaurante São Rosas, cujo nome nasce da lenda da Rainha Santa Isabel, fica situado já dentro do Castelo de Estremoz, junto à Pousada de Estremoz e é já uma referência nacional da gastronomia alentejana.
Uma ementa recheada de iguarias da região tais como os enchidos de porco preto, os pézinhos de xara com salada verde, a sopa de tomate alentejana, a truta com chouriço e poejo, as burras no forno, o borrego assado ou as migas de pão com entrecosto. Esqueçam as dietas.

As escolhas deste dia primaram por tentar ser o mais fiel possível à região e à casa, tendo a mesmo sido harmonizada por um Encruzado alentejano do produtor Tiago Cabaço, cuja acidez, mineralidade e frescura proporcionaram uma maridagem perfeita com os pratos escolhidos.
Na mesa o Entretém composto por Pão Alentejano fatiado, Manteiga, Paté de Fígado de Aves e Paté de Chourição Alentejano. Entreteu muito bem até à chegado do primeiro prato. Os patês são deliciosos.
Seguiu-se a Sopa de Tomate Alentejana. Uma sopa que por si só é um prato principal. Aromas e sabores no ponto, tomate fresco na confecçao e as capelinhas todas presentes. O prato deu para dois sem qualquer problema.

As Migas de Pão Com Entrecosto chegaram à mesa  pouco tempo depois. Mais uma vez delicioso. Sabores que ficam. As migas sem estarem pesadonas ou com muita gordura e o entrecosto cozinhado na perfeição e a carne a descolar do osso à primeira sem deixar de estar suculenta. Serviço atento e sem grandes esperas. Nos tempos certos.  

Por fim, a sobremesa. A escolha era variada e de aparência pecaminosa. Depois de conseguir resistir à tentação escolhemos o Leite Creme Quiemado. A imagem fala por si.

O vinho é aqui bem tratado embora as referências sejam praticamente Alentejo e Douro. Copos e serviço adequado, cuidado com as temperaturas, embora a necessidade de manter o copo do cliente sempre cheio às vezes seja prejudicial.
Aconselho a reserva ou aparecer cedo. É um restaurante muito procurado e com um número de lugares disponíveis não muito elevado.

_____________________________________
RESTAURANTE SÃO ROSAS
Tipo de Cozinha: Regional Alentejana
Copos de Vinho Adequados: Sim
Estacionamento: Fácil
Preço Médio Refeição: 30€
Morada: Largo Dom Diniz, Nº11 Estremoz
Telefone: +351 268 333 345
Na Net: Facebook

Sem comentários:

Enviar um comentário

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails