terça-feira, 31 de outubro de 2017

Julia Harding | 50 Great Portuguese Wines

Ainda na semana passada se apresentava um top escolha de Jancis Robinson e estamos hoje também a conhecer o top 50 de Julia Harding. É caso para dizer que os vinhos portugueses estão cada vez mais nas bocas do mundo e pelas melhores razões. 
Julia Harding, uma das mais reputadas jornalistas e críticas de vinhos, seleccionou 50 vinhos nacionais, que foram dados a conhecer e a provar em Oslo, no dia 30 de Outubro, numa iniciativa promovida pela ViniPortugal. Uma selecção que se compreende mais alargada do que a de Jancis Robinson e que mostra que em Portugal há qualidade de topo nos vinhos produzidos.
A iniciativa, denominada “50 Great Portuguese Wines by Julia Harding”, decorreu no Grand Hotel, em Oslo, e é o culminar de um projeto desenvolvido por esta Master of Wine, que provou um conjunto alargado de vinhos, provenientes das diferentes regiões vitivinícolas portuguesas, durante cinco dias, para chegar à lista final dos vinhos premiados. A revelação dos vencedores na Noruega destina-se a afirmar a abrangência e a qualidade dos vinhos de Portugal num mercado que se caracteriza pelo consumo de vinhos de preço reduzido.
Confira a lista abaixo.

Caves São João Frei João Reserva 2013
Região: Bairrada

Quinta de Baixo Poeirinho Garrafeira 2012
Região: Bairrada

Filipa Pato Post-Quercus Baga 2015
Região: Bairrada

Sidónio de Sousa Garrafeira 2009
Região: Bairrada

Vale da Capucha Fossil 2015
Região: Lisboa

Chocapalha Vinha Mãe 2013
Região: Lisboa

Herdade do Rocim Vale da Mata Reserva 2013
Região: Lisboa

Casa de Mouraz Elfa 2013
Região: Dão

Quinta de Saes Reserva Estágio Prolongado 2013
Região: Dão

Julia Kemper Reserva 2010
Região: Dão 

Poças Júnior Vale de Cavalos 2015
Região: Douro

Olazabal Monte Meão Vinha dos Novos 2013
Região: Douro

Quinta da La Rosa Passagem Reserva 2014
Região: Douro

Quinta da Manoella Vinhas Velhas 2015
Região: Douro

Poeira 44 Barricas 2014
Região: Douro

Quinta do Crasto Reserva Vinhas Velhas 2014
Região: Douro

Lemos & Van Zeller Vale D. Maria 2014
Região: Douro

Niepoort Charme 2014
Região: Douro

Terras de Alter ALF Alfrocheiro 2016
Região: Alentejo

Herdade do Rocim Amphora 2015
Região: Alentejo

Solar dos Lobos Reserva Bronze 2013
Região: Alentejo

Quinta da Lagoalva de Cima Alfrocheiro 2011
Região: Tejo

Aphros Silenius Vinhão 2015
Região: Vinho Verde

Aphros Loureiro 2015
Região: Vinho Verde

Camaleão Alvarinho 2016
Região: Vinho Verde

Anselmo Mendes Alvarinho Contacto 2016
Região: Vinho Verde

Soalheiro Primeiras Vinhas 2015
Região: Vinho Verde

Luís Seabra Granito Cru Alvarinho 2015
Região: Vinho Verde 

Quinta de Chocapalha Arinto 2016
Região: Lisboa

Sovinum Lisbon’s Mustache 2016
Região: Lisboa

Ribafreixo Pato Frio Grande Escolha 2015
Região: Alentejo

Esporão Reserva White 2015
Região: Alentejo

Casa de Mouraz Encruzado 2015
Região: Dão

Quinta da Pellada Primus 2014
Região: Dão

Luís Pato Vinhas Velhas 2016
 Região: Bairrada

Quinta de Baixo Vinhas Velhas Bical/Maria Gomes 2014
Região: Bairrada

Secret Spot Vale da Poupa Moscatel Galego 2016
Região: Douro

Monte Cascas Reserva Douro 2016
Região: Douro

Quinta de La Rosa La Rosa Reserva 2015
Região: Douro

Ramos Pinto Duas Quintas Reserva 2015
Região: Douro

Luís Seabra Xisto Cru 2015
Região: Douro

Wine & Soul Guru 2016
Região: Douro

Barbeito Rainwater Reserva – Medium Fry 5 Years Old Madeira
Região: Madeira

Blandy’s Bual 10 Years Old Madeira
Região: Madeira

Sandeman 2011 Late Bottled Vintage Port 2011
Região: Douro

Ramos Pinto 1997 Vintage Port
Região: Douro

Sandeman 30 Years Old Tawny Port
Região: Douro

Kopke Colheita 1966 Port
Região: Douro

José Maria da Fonseca Alambre 10 Years Moscatel de Setúbal
 Região: Península de Setúbal

Quinta da Gaivosa 10 Years Old White Port
Região: Douro

Muito por onde escolher!

sábado, 28 de outubro de 2017

Tendências | Tem Bolhinhas É Espumante

O tempo do vinho espumante apenas para consumo em dias de festa e particularmente para efeitos de brinde no momento da abertura do bolo de aniversário ou de celebração ao som das 12 badaladas já lá vai e ainda bem. Hoje, apesar de ainda muito a passo, o espumante tem já um lugar reservado em muita mesa deste País e Portugal está cada vez mais bem servido pela qualidade dos espumantes portugueses e da sua versatilidade. Bairrada e Távora-Varosa são porta estandarte deste tipo de vinho por terras lusas, mas todas as outras regiões vitivinícolas do País já têm representantes deste néctar com bolhinhas. Vamos a mais uma publicação no site Enólogo Chef Continente?
"(...)As bolhinhas entraram definitivamente na moda e quando me refiro a bolhinhas não estou a falar de bebidas refrigerantes gaseificadas de fruta, a águas com gás ou mesmo ao tão famoso champanhe. Falo naturalmente das nossas bolhinhas, as bolhinhas dos Espumantes nacionais.(...)" continuar a ler aqui.

Concurso de Vinhos Grandes Escolhas 2017 | A Lista de Vinhos Vencedores

Os vencedores do 1º Concurso de Vinhos Grandes Escolhas foram ontem à noite anunciados. Um painel composto por 48 jurados provou 403 vinhos e chegou a uma selecção que agora se apresenta.


quinta-feira, 26 de outubro de 2017

Grandes Escolhas Vinhos & Sabores | 27 a 30 de Outubro 2017

Confesso! É com grande expectativa que aguardo o dia de amanhã. Este tem tudo para ser o Evento de vinhos. Um equipa experiente que me transmite toda a confiança, o número de produtores e agentes do vinho que se juntaram ao evento e que nele vão participar, algumas alterações no conceito de evento vínico já existente e um local de excelência para o efeito não só em termos de espaço para quem o visita, mas também em termos de transportes, estacionamento e  condições em redor.
A partir de amanhã, todos os caminhos vão dar à FIL no Parque das Nações.
O Grandes Escolhas – Vinhos & Sabores vai ter lugar de 27 a 30 de Outubro de 2017 (sexta a segunda-feira), no Pavilhão 4 da FIL – Feira Internacional de Lisboa, no Parque das Nações, onde o maior interface de transportes é uma mais-valia para profissionais, enófilos e fãs da comida regional que atravessa Portugal de lés-a-lés. É caso para dizer que os mais de 6.000 m2 eleitos vão proporcionar uma experiência de Vinhos & Sabores à Grande(s Escolhas)!
__________________________________________________
GRANDES ESCOLHAS VINHOS & SABORES 2017
Horários: sexta-feira | 18:00H às 22:00H
                sábado e Domingo | 14:00H às 20:00H
                segunda-feira (apenas profissionais) | 11:00H às 18:00H.
Preço: 15€ (inclui o copo). 

quarta-feira, 25 de outubro de 2017

Vencedores | 3 Passes de 3 Dias Para o Grandes Escolhas Vinhos & Sabores

E os premiados são...... (som do rufar dos tambores)....

Luana Santos

Susana Santos

José Magalhães

Devem contactar-nos, via mensagem privada no facebook, hoje dia 25 e amanhã 26 de Outubro. Caso contrário será efectuado um novo sorteio para apurar o números de vencedores em falta.
Os bilhetes deverão ser levantados, durante o evento, no Balcão de Apoio.
Parabéns aos três!

segunda-feira, 23 de outubro de 2017

Jancis Robinson | 10 Anos e os seus 10 Vinhos Portugueses de Eleição

Jancis Robinson esteve hoje em Lisboa para anunciar os dez vinhos portugueses que mais a marcaram em 10 anos por terras lusas. Um verdadeiro Top 10 onde o destaque vai para... o conjunto. Uma lista onde a grande dificuldade será escolher um apenas.

Barca Velha 1999, Casa Ferreirinha, tinto, do Douro Superior;

Barbeito Ribeira Real Tinta Negra, lote 1, 20 anos, Vinhos Barbeito, Vinho Madeira. Produzido nas vinhas do Ribeiro Real, que se espalham pela costa sul da ilha, a uma cota de 200 metros de altitude;

Espaço Rural Bojador Vinho da Talha 2015, Espaço Rural, tinto, Alentejo;

Graham´s Single Harvest Tawny Port 1972, Symington Family Estates, Vinho do Porto;

Luís Pato Vinha Barrosa, 2005, tinto, da região da Bairrada. Proveniente de uma vinha velha com mais de 90 anos, da freguesia de Aguim;

Niepoort Batuta 2007, Niepoort Vinhos, tinto, Douro. produzido a partir da vinha do Carril, com mais de 70 anos;

Poeira 2011, Jorge Moreira, tinto, Douro. Um blend de Vinhas Velhas, com assinatura de Jorge Moreira;

Quinta do Crasto Vinha Maria Teresa 2005, Quinta do Crasto, do Douro. Proveniente em exclusivo da vinha centenária Maria Teresa, cultivada a cotas extremamente baixas;

Quinta dos Roques Encruzado 2007, branco, da região do Dão. Produzido entre Mangualde e Nelas;

Soalheiro Primeiras Vinhas 2016, branco, da região dos Vinhos Verdes. Um Alvarinho elaborado em Melgaço, a partir de uvas colhidas manualmente em vinhas com mais de 40 anos;

Agora resta experimentar um por um e analisar se esta lista é a mesma que a nossa ou se lhe adicionávamos outros.

Provas | A Cor das Vinhas em Setembro

Estamos já em pleno mês de Outubro, mas as vinhas continuam com as cores de Setembro. Lembro-me delas um pouco mais despidas nesta altura, mais cansadas pela chuva e pelo frio. Este ano temos estas cores de por do sol até mais tarde e há que aproveitar a sua beleza. Faça uma visita a um produtor e confirme o que escrevi em mais uma publicação no site Enólogo Chef Continente.
"(...)A cor das vinhas em setembro não é igual à cor das vinhas nos restantes meses do ano. Para além das tonalidades mais final de verão e com o outono a bater à porta, a vinha enche-se de vida com o momento para o qual todos quantos nela trabalham ao longo do ano anseiam. A Vindima é o chegar praticamente ao final de uma longa viagem de comboio, com muitas paragens e apeadeiros, repleta de histórias para contar, de tropelias, de acidentes e de momentos de alegria. É o momento de colher a uva, de lhe ver ao cor, de lhe sentir o cheiro e de provar a sua doçura.(...)" continuar a ler aqui.

quinta-feira, 19 de outubro de 2017

Quinta do Cachão Reserva 2013 Tinto

QUINTA DO CACHÃO RESERVA 2013 TINTO | DOURO | 13,5% | PVP  10€
TOURIGA NACIONAL, TOURIGA FRANCA, TINTA RORIZ, TINTA BARROCA, TINTO CÃO
SOCIEDADE AGRÍCOLA E COMERCIAL DOS VINHOS MESSIAS, SA
15,5

A nova imagem deste vinho dá-lhe, sem dúvida, um valor acrescentado em relação à anterior. Mais moderno, leve e atraente deixando para trás uma roupagem que não traduzia o vinho que encontrávamos dentro da garrafa.
Cor rubi, de média intensidade, aspecto limpo e jovem. Aromaticamente intenso, muita fruta preta silvestre, amora madura e ameixa preta, notas de menta, a fazer respirar, ligeiros fumados, fresco. Na boca revela boa estrutura, cremoso, de tanino polido e pronto a beber, com fruta vermelha fresca, no ponto certo, alguma especiaria a compor e de final de boca longo.

quarta-feira, 18 de outubro de 2017

Passatempo | 3 Passes de 3 Dias Para o Grandes Escolhas Vinhos & Sabores

Faltam já poucos dias para o grande evento de vinhos e gastronomia da Revista Vinho Grandes Escolhas no recinto da FIL no Parque das Nações e a melhor forma de começar a garantir a sua presença é com a participação neste passatempo com regras muito simples.
O Blog Comer, Beber e Lazer vai oferecer 3 passes de 3 dias no valor de 20€ cada a quem seguir os seguintes passos e posteriormente veja o seu nome sorteado no dia 24 de Outubro à noite via random.org.

- Comentar, com o seu nome, directamente a publicação do Passatempo no Blog Comer, Beber e Lazer;
- Ser seguidor da página de facebook do Comer, Beber e Lazer;
- Ser seguidor da página de Facebook, da Revista Vinho Grandes Escolhas;
- Partilhar o link do concurso na seu feed pessoal de facebook em modo público;
- Identificar o nome de três amigos nessa publicação.

No final do dia 24 de Outubro será o sorteio e os vencedores serão anunciados no dia seguinte. Os vencedores devem contactar-nos, via mensagem privada no facebook, nos dias 25 e 26 de Outubro. Caso contrário será efectuado um novo sorteio para apurar o números de vencedores em falta.
Os bilhetes deverão ser levantados, durante o evento, no Balcão de Apoio.
Boa Sorte a todos!

terça-feira, 17 de outubro de 2017

Mercado de Vinhos do Campo Pequeno | 20 a 22 Outubro

Em preparação para mais um fim de semana com vinho no programa? Então o Comer, Beber e Lazer tem mais uma sugestão que de certeza irá aproveitar.
O Mercado de Vinhos do Campo Pequeno está de regresso entre 20 e 22 de Outubro, pela sua 6ª edição e a CVRTejo é a região convidada, beneficiando de um destaque especial naquele que é considerado um dos mais importantes eventos do panorama vitivinícola nacional para apoio de pequenos e médios produtores, onde irá apresentar vinhos empolgantes e estilos diferenciados, oferecendo ao consumidor qualidade a bom preço.
Durante três dias, os visitantes poderão provar e comprar uma vasta selecção dos melhores vinhos portugueses das várias regiões representadas no certame: Açores, Alentejo, Algarve, Bairrada, Beira Interior, Dão, Douro, Lisboa, Península de Setúbal, Tejo, Trás os Montes, Vinho Verde, bem como espumantes.
Os comes também estarão presentes. Queijos de Sousel, perdiz de escabeche, chouriço de veado, os maranhos do Dom Iguarias, o arroz com curcuma e legumes ou a granola de cacau e lima, e ainda…compotas, chutneys, patés, chocolates, alheiras, presuntos e doçaria, numa mostra de verdadeiras delícias. O evento levará a cabo um conjunto de iniciativas ligadas ao vinho.
O BYOB permitirá que o visitante compre o vinho no Mercado e o leve para ser consumido num dos restaurantes do Campo Pequeno, sem qualquer custo.
Por outro lado, Sábado e Domingo, terá lugar um circuito acompanhado com a Wine Educator Teresa Gomes, que fará a visita aos expositores, para partilha de histórias de vinho, acompanhadas por provas comentadas.
______________________________________________
MERCADO DE VINHOS DO CAMPO PEQUENO
20 a 22 Outubro 2017
CAMPO PEQUENO

HORÁRIOS
20 Outubro | 15:00H às 22:00H
21 Outubro | 12:00H às 22:00H
22 Outubro |  12:00H às 22:00H

ENTRADA
3€ sem copo
6€ com copo.

segunda-feira, 16 de outubro de 2017

Soalheiro Terramatter 2016 Branco

SOALHEIRO TERRAMATTER 2016 BRANCO | VINHOS VERDES | 12,5% | PVP  18,5€
ALVARINHO
VINUSOALLEIRUS, LDA
17

Alvarinho de produção biológica que assume a vontade de apresentar um Soalheiro diferente ao mercado. Ainda assim, permanece bastante similar num aspecto. Será um Alvarinho a acompanhar nos próximos anos e com a certeza que o descanso em garrafas durante mais alguns anos só lhe fará bem.
Cor amarelo citrino limão, bem definido e intenso, aspecto limpo.No nariz prima pelo seu perfil muito elegante, equilibrado e fresco. Sem explosões ou gritos, mas com tudo muito bem arrumado e com uma envolvência de frescura assinalável. Continuamos neste registo quando passamos à prova de boca, envolvente, com um certo volume e untuosidade, mas com uma acidez e frescura que o mantém ali na linha, sem fugir... sem querer fugir. Final de boca longo e fino. Daqueles que ficamos com pena de beber já todas as garrafas. O futuro ser-lhe-á risonho.

sábado, 14 de outubro de 2017

O Novo Logótipo do Blog Comer, Beber e Lazer

O Blog Comer, Beber e Lazer tem nova imagem, novo logótipo. A ideia nasceu, foi colocada em papel e depois transmitida a quem eu sabia ter a certeza de o fazer nascer. De (mais) um grande trabalho do Pedro Moreira o novo logótipo ganhou vida e marca um ponto a partir do qual ainda surgirão mais algumas novidades. Acompanhem-me nesta aventura!

sexta-feira, 13 de outubro de 2017

Conventual Reserva 2016 Branco

CONVENTUAL RESERVA 2016 BRANCO | ALENTEJO | 14% | PVP  10€
ROUPEIRO, BICAL, ARINTO, FERNÃO PIRES
ADEGA DE PORTALEGRE WINERY APW, LDA
16

Nova imagem e colheita acaba de sair da Adega de Portalegre agora num novo ciclo. Neste vinho, a consistência da vinha velha com cerca de 60 anos de idade e o beneficio das mesmas estarem localizadas na frescura dos 500/600 metros de altitude da Serra de São Mamede.
Cor amarelo citrino, definido e de aspecto limpo.Nariz onde imperam as notas citrinas, muita lima, tangerina, geleia de limão, alguma cera, algum biscoito, fino, mineral envolvente. Boca com volume, ligeira cremosidade, muito boa acidez, fruta citrina fresca, bem bonita, com perfil fresco, envolvente, a fazer o palato salivar e a pedir comida. Guloso. Não no sentido de doçura, mas porque está sempre a puxar mais um pouco até esvaziar a garrafa. Final longo.
Grande polivalência à mesa sendo escolha acertada para assados de peixe no forno ou mesmo para os mais delicados pratos de cozinha japonesa.

segunda-feira, 9 de outubro de 2017

Vinhos do Alentejo Em Lisboa 2017 | 13 e 14 de Outubro

Esta sexta-feira e sábado quem quer vir comigo até ao Alentejo.... mesmo aqui ao lado em Lisboa?

A Comissão Vitivinícola Regional Alentejana organiza mais uma edição do evento “Vinhos do Alentejo em Lisboa” no CCB - Centro Cultural de Belém, nos próximos dias 13 e 14 de Outubro. 
 A iniciativa visa divulgar e promover os vinhos da região do Alentejo, não só junto dos consumidores habituais, mas também de forma a cativar potenciais novos consumidores num espaço privilegiado e de grande prestígio. 
Para além das provas de vinhos, o evento terá um programa paralelo de acções relacionadas com vinho e gastronomia alentejana e muito entretenimento. No programa estão incluídas as já nossas conhecidas Conversas sobre temas relacionados com os Vinhos do Alentejo, Provas Técnicas dinamizadas por jornalistas, Conversas informais sobre o vinho dinamizadas por um Sommelier e uma montra de empresas com produtos DOP Alentejanos.

Os produtores presentes são:
- Adega Cooperativa de Vidigueira, Cuba e Alvito - Adega de Borba
- Adega de Portalegre Winery
- Adega de Redondo
- Adega do Monte Branco / Quinta do Mouro
- Adega Herdade das Aldeias de Juromenha, Lda
- Adega Mayor
- Amareleza Vinhos
- Anta de Cima
- Argilla Wines
- Aromas do Sul
- Azamor
- Bacalhôa
- CARMIM
- Casa Agrícola HMR
- Vidigueira Winelands
- Casa Santos Lima
- Comenda Grande
- Cooperativa Agrícola de Granja, CRL
- Cortes de Cima
- Divai
- Dona Maria
- Júlio Bastos
- Ervideira
- Esporão
- Fundação Abreu Callado
 - Fundação Eugénio de Almeida
- Hacienda Branca
- Herdade da Calada / Dona Dorinda
- Herdade da Farizôa
- Companhia das Quintas
- Herdade da Madeira Velha, S.A.
- Herdade da Malhadinha Nova
- Herdade da Maroteira
- Herdade da Mingorra
- Herdade da Rocha
- Herdade das Barras
- Herdade das Servas
- Herdade do Arrepiado Velho
- Herdade do Peso
- Herdade do Pombal
- Herdade dos Coteis
- Herdade dos Grous
- Herdade dos Lagos
- Herdade dos Machados
- Herdade Fonte Paredes
- Herdade Grande
- Herdade Paço do Conde
- Herdade Penedo Gordo
- Herdade São Miguel
- J. Costa Vargas Vinhos
- João M. Barbosa Vinhos
- João Portugal Ramos Vinhos
- Lima Mayer & Companhia
- Luís Duarte Vinhos
- Marcolino Sêbo
- Monte da Capela
- Monte da Penha
- Monte da Raposinha
- Monte da Ravasqueira
- Monte dos Perdigões
 - Monte Novo e Figueirinha
- Morais Rocha Wines
- Mouchão
- Nunes Barata Vinhos
- Paço dos Infantes
- Enolea
- Paulo Laureano Vinus
- Quinta da Plansel
- Quinta do Quetzal
- Vidigueira Winelands
- Reynolds Wine Growers
- RG - Rovisco Garcia
- Ribafreixo Wines
- Rocim
- Roquevale
- Solar dos Lobos
- SOVIBOR
- Soc. Vinhos de Borba, S.A.
- Terras de Alter
- Tiago Cabaço Winery
- Torre do Frade e Virgo
- Vicentino
- Vinha das Virtudes
- Vinhos Margaça
- VolteFace

Como é? Marcamos encontro?
________________________________________
VINHOS DO ALENTEJO EM LISBOA 2017
13 e 14 OUTUBRO 2017
CENTRO CULTURALDE BELÉM

HORÁRIOS
13 Outubro | 16:00H às 21:00H
14 Outubro | 15:00H às 21:00H

INSCRIÇÕES - Acesso geral é gratuito. É necessário comprar copo para provar os vinhos. Custo de €3

Inscrições nos eventos e provas especiais são gratuitas e poderão ser feitas online (ainda não disponíveis) ou no local. Lugares limitados. Ver programa completo aqui.

domingo, 8 de outubro de 2017

Quinta do Cardo Vinha Lomedo Síria 2014 Branco

QUINTA DO CARDO VINHA DO LOMEDO SÍRIA 2014 BRANCO | BEIRA INTERIOR | 14% | PVP  19,90€
SÍRIA
AGRICARDO, SA
18

Ouvi dizer ou li por aí em algum lugar do qual agora não me recordo que este vinho é muito bom. E concordo completamente. Apenas acrescento que é mesmo muito bom e que com alguns tempo de descanso em garrafa, alguns aninhos de sono, lhe darão um amplitude magnífica.
As uvas deste vinho vêm da vinha mais antiga da Quinta do Cardo, por sinal feliz ano de 1973, ano do meu nascimento, e esteve a estagiar em barricas de carvalho francês por 22 longos meses.
De cor amarelo citrino, boa intensidade e de aspecto ainda jovem e brilhante. No nariz continua a brilhar a fruta, como se quer, traço citrino, envolto em notas de pedra lascada, mineral, fresco, algumas notas de marmelo e fugaz presença dos 22 meses de barrica. Belo trabalho.
Na boca estamos na presença de um branco com complexidade, com volume e estrutura, com uma acidez bem presente, vibrante e emagrecer um perfil que se poderia pensar mais gordo, com a fruta muito definida e fresca e de um equilíbrio notável. Final de boca longo e venha a comida para cima da mesa.
Nota-se que gostei?

sexta-feira, 6 de outubro de 2017

Maçanita Os Canivéis 2015 Branco

MAÇANITA OS CANIVÉIS 2015 BRANCO | DOURO | 13,5% | PVP  24,5€
VINHAS VELHAS (17 CASTAS BRANCAS)
MAÇANITA VINHOS, LDA
17

Um branco especial. Especial porque nasce da vontade e sonho dos irmãos Joana e António Maçanita fazerem um vinho juntos. Mais especial ainda porque as uvas que lhe deram vida vêm de uma pequena parcela de vinha velha, a cerca de 600 metros de altitude na sub-região duriense do Cima Corgo e que conta com mais de 17 castas brancas.
Bebido este ano mostra grande potencial de bom envelhecimento e é, sem dúvida, um daqueles brancos para a cave.
Cor citrina, leves esverdeados, aspecto limpo e brilhante. No nariz surge pé ante pé, com muita delicadeza e finess, a mostrar um perfil fresco, onde a fruta citrina e de polpa amarela e branca se mostram em bom plano. Na boca sente-se a complexidade do mesmo, com estrutura, densidade, muito limonado, pedra lascada, acutilante e equilibrado. Está a crescer. Final de boca persistente.
À mesa, com a comida, encontrará o seu lugar preferido.

quarta-feira, 4 de outubro de 2017

O Vinho do Mês | Quinta dos Plátanos 2015 Branco

QUINTA DOS PLÁTANOS 2015 BRANCO | LISBOA | 12,5% | PVP  5€
FERNÃO PIRES, ARINTO
CASA AGRÍCOLA VISCONDE DE MERCEANA
16

Praticamente todos os dias se bebe vinho por esta casa. De uma forma ou de outra, um ou outro vinho destacam-se e acabam por marcar um momento seja porque confirma a expectativa ou porque surpreende positivamente, a verdade é que vale apenas destacar esse momento.
O mês de setembro foi longo, muito longo em tudo, o que permitiu que bebe-se este branco em três ocasiões diferentes e em todos elas tenha ficado de sorriso no rosto.
De cor amarelo citrino, leves esverdeados e de aparência jovem, mostra aromas citrinos, alguma lima, ligeiro toque de flor branca e de perfil fresco. Na boca, revela uma acidez bem viva, com a fruta citrina e alguma maça verde, conjunto harmonioso, ligeiro cremoso, leve e fresco. Final de boca longo.
À mesa contém com um branco com boa capacidade de se juntar a pratos de pouca complexidade, mas também conseguimos puxar um pouco mais por ele para outras aventuras. Relação qualidade-preço a merecer o destaque.
PS: O rótulo é capaz de não convencer na prateleira, mas convence no copo.

segunda-feira, 2 de outubro de 2017

Restaurante Comida de Santo - Lisboa

Enquanto esboçava um leve sorriso e nos olhos lhe transparecia a saudade António Pinto Coelho recordava que há 36 anos atrás era normal fazer viagens regulares ao Brasil para comprar produtos hoje tão banais como a lima para a sua Caipirinha.

O restaurante mais antigo de Portugal fica ali mesmo no coração do Príncipe Real, paredes meias com o buliço que hoje faz correr aquelas ruas, num espaço pequeno, mas muito intimista e familiar, acolhedor, onde somos brindados com a cozinha regional brasileira e onde os sorrisos são quentes e as histórias acompanham a comida.

Em 1981 este era um espaço único em Lisboa e mesmo em Portugal. Esses tempos não eram como os de hoje em que, esquina após esquina, encontramos restaurantes com a cozinha dos mais diversos cantos do mundo. Em 2017 continua a ser um cantinho único. Fugindo da atracão aos habituais rodízios de carne, bufets e afins, aqui continuamos a encontrar verdadeiros pratos típicos  de diversas regiões do Brasil como Bahia, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Nordeste e outras.

Sem esquecer a Caipirinha, obrigatória para começar a noite ou refrescar o dia, o Comida de Santo brinda-nos com pratos como a Casquinha de Siri, o Vatapá, as bem conhecidas Moquecas, a Feijoada à Brasileira ou mesmo a Picanha.

Há que esquecer os pratos bonitos, enfeitados ou com "coisas" que nem sequer sabemos o que são. Aqui há a comida de tacho, reconfortante e cheia de sabor que nos prende garfada após garfada e que nos faz pensar que afinal não sabíamos nada acerca da comida brasileira.

Nas sobremesas não esquecer do maravilhoso Quindim, da Bananada, do Pudim de Aipim e um Creme de Papaia com Gelado de Natas e Licor de Cassis verdadeiramente viciante.

_______________________________________
RESTAURANTE COMIDA DE SANTO
Tipo de Cozinha: Regional Brasileira
Copos de Vinho Adequados: Sim
Horário: Das 12:30H às 15:30H e Das 19:30H às 00:00H. Fecha à Terça-Feira
Estacionamento: Complicado, mas com Parques Pagos próximos
Preço Médio Refeição: 25€

Morada: Calçada Engenheiro Miguel Pais, Nº 39 R/C 1200-172 LISBOA
Telefone: +351 213 963 339
Na Net: Facebook e Comida de Santo

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails