terça-feira, 12 de dezembro de 2017

10 Dicas Para Levar o Vinho à Ceia de Natal

Neste momento já existe aquele formigueiro impossível de ignorar que é a aproximação da noite de Natal. O stress começa, pouco a pouco, a instalar-se com alguns pesadelos e suores nocturnos que acabam sempre da mesma forma, isto é, como é que eu faço para não falhar nada na ceia de Natal com os vinhos que estou a escolher?
O que interessam as prendas quando há uma ceia onde tenho de escolher os vinhos a beber, pensar nas harmonizações, no que cada um dos presentes gosta e de toda a quincalharia que é necessária para que nada falhe?
Vamos lá ler com atenção as 10 dicas seguintes, que não sendo as únicas, considero das mais importantes que que tudo corra de feição:

1. Quantidade: calcular cerca de meia garrafa por pessoa, embora seja conveniente ter mais uma ou duas de reserva;

2. Saca-Rolhas: chegar o momento e não ter como abrir a garrafa é um pesadelo. Um bom saca-rolhas bem perto seja ele o tradicional, de laminas ou de ar, o que interessa é poder abrir a garrafa como deve ser;

3. Decanter: sim, sim. pelo sim, pelo não tenha um por perto. Nunca se sabe quando surge aquela garrafa em que alguém diz: -Isto se houvesse um decanter é que era!

4. Cuidado com as Pingas: um noite perfeita e com uma toalha linda cheia de manchas e nódoas de vinho. Drop stops nas garrafas please;

5. De quem é o copo? Com tanta gente às vezes a confusão instala-se. De quem é este copo e onde está o meu? Marcadores de copos é a solução. E até há uns com motivos natalícios;

6. Quando Abrir? Há vinhos que podem e devem ser abertos um pouco antes. Principalmente os tintos. Abra esses com tempo e deixe-os a respirar antes de ir para a mesa. Vai sentir a diferença;

7. Que tipo de vinhos servir: Para mim essencial ter um espumante para abrir ainda quase como pré-refeição, vinho branco e vinho tinto para a refeição em si e um ou dois tipos de vinho fortificado como Vinho do Porto ou Moscatel para a sobremesa e pós-sobremesa. Mas faça a sua escolha. Pode ser tudo tintos;

8. Temperaturas: não se esqueça que neste dia poderão existir imprevistos de última hora, mas não se esqueça de servir cada um dos vinhos à temperatura certa sendo que, provavelmente a sala de jantar estará a um temperatura mais alta que o normal e que por isso os vinhos deverão ir para a mesa um pouco mais frios do que o habitual pois a tendência será que esta suba mais rapidamente;

9. Copos: uma mariquice? não é bem assim. É noite de festa, de descontracção, de momento com a família, mas isso não impede de tirar o máximo prazer de cada vinho que vamos beber. O copo correcto é essencial;

10. Os vinhos: Será com certeza uma noite de descontracção e sem grandes formalidades. Apesar de não concordar que se leve à mesa o vinho habitualmente chamado de para o dia-a-dia, pois esta é sem dúvida uma data especial, também não valerá de muito ter à mesa apenas os chamados topos de gama. Avalie bem que vai estar à mesa consigo nessa noite que o tipo de vinho que fará mais sentido.

Bem.... ainda tem tempo de comprar o que está em falta. Feliz noite de Natal!

Sem comentários:

Enviar um comentário

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails