quarta-feira, 31 de outubro de 2018

Azeite | Provar No Restaurante: Primeira Parte

O Azeite tem recebido, ultimamente, muito mais atenção por parte da restauração do que outrora. Lembro-me bem do lugar do azeite nesses tempos. Lado a lado com o vinagre num galheteiro gorduroso, onde por vezes também havia lugar ao saleiro e pimenteiro. Vinha para a mesa quando o prato pedia um tempero final com o seu fio ou para temperar uma salada a gosto.
Hoje, para o bem ou para o mal, a grande moda está em colocar um recipiente branco com azeite para que em conjunto com o couvert se "provar" o mesmo com uns pedaços de pão. Tanto assim é que nos últimos cinco restaurantes onde estive todos estavam certinhos nesta moda.
No entanto, não querendo daqui retirar todo o bem que está a ser feito ao Azeite com esta promoção, irrita-me que estes primeiros passos estejam a ser dados, mais uma vez, com base na chico espertiçe que alguns resolvem aplicar no momento de servir o Azeite.
Ora vejamos. Dos cinco restaurante só um serviu o Azeite no momento em que trouxe todo o couvert para a mesa, apresentando o Azeite que ia servir e indicando a sua região, grau de acidez e perfil. Nos restantes, já estavam servidos na mesa e tive que questionar qual era o Azeite servido. Apesar de surpresos pela questão dois deles trouxeram a garrafa à mesa, ambos virgem extra, mas sem mais explicações. Os restantes dois disseram que era o Azeite da casa, muito bom, mas que serviam tudo no inicio e que no momento não conseguiam trazer a garrafa. Ainda assim, perguntei de que região eram e em ambos (curioso) obtive a resposta: de um produtor amigo.
O que eu gostava mesmo era de ser sempre servido como no exemplo que indiquei em primeiro lugar ou então que tivesse a garrafa na mesa e o recipiente vazio. Se quisesse Azeite colocava-o eu, senão quisesse ao menos estava lá.
Vamos lá a tratar melhor o Azeite!

terça-feira, 30 de outubro de 2018

Aveleda Alvarinho Colheita Selecionada 2017 Branco

AVELEDA ALVARINHO COLHEITA SELECIONADA 2017 BRANCO | VINHOS VERDES | 12% | PVP  4,75€
ALVARINHO
AVELEDA, SA
16

Vamos fugir ao estigma de que este tipo de vinho é só e apenas para o verão, para os dias quentes. Um Alvarinho que nasce fora do seu berço de embalo natural e que mostra, a cada ano que passa, a sua qualidade também fora dele.
Cor amarelo citrino, aberto, esverdeados presentes, aspecto limpo e brilhante. Intenso aromaticamente, fruta tropical, maracujá, abacaxi, citrino e fruta de caroço, ligeiro perfumado floral, perfil fresco. Boca com acidez acutilante, sumarenta, com ligeira untuosidade e volume, harmonioso, final de boca persistente.
Naturalmente os pratos de marisco lhe farão boa companhia, mas também os de peixe com alguma gordura como o salmão ou o atum serão felizes ao seu lado. 

MR Ravasqueira Premium Alicante Bouschet 2014 Tinto

MR RAVASQUEIRA PREMIUM ALICANTE BOUSCHET 2014 TINTO | ALENTEJO | 14% | PVP  54,5€
ALICANTE BOUSCHET
SOCIEDADE AGRÍCOLA D. DINIZ, SA
18

O mais recente membro da família de vinhos Ravasqueira Premium é um 100% Alicante Bouschet em homenagem a José Manuel de Mello pelo seu percurso de empresário e pela sua paixão por vinhos, mas também à casta Alicante Bouschet, que se tornou um símbolo da região.
O ano de 2014 foi de excelência para esta casta no terroir do Monte da Ravasqueira, fazendo com que essa colheita desse origem ao primeiro 100% Alicante Bouschet do produtor.
Cor vermelho intenso, concentrado e opaco, aspecto denso, jovem e límpido. Intenso de aromas, fruto silvestre preto maduro, fruto preto e azul do bosque, notas de cacau, profundo, algum tapenade de azeitona preta, complexo, com notas frescas de pinhal, alguma caruma verde, notas balsâmicas envolventes. Poderoso de boca, com grande volume e estrutura, tanino presente, a mostrar-se presente, em equilíbrio com a fruta, carnuda, com as notas de estágio em barrica incorporadas, grande complexidade e com final de boca longo.
Grande potencial e guarda, por muitos e bons anos, mas se for para beber já junte-lhe a carne, os assados no forno. Aproveite que os dias mais frios já cá estão.

sexta-feira, 26 de outubro de 2018

Concurso de Vinhos Escolha da Imprensa | A Lista dos Premiados

E já foram revelados os vencedores do Concurso de Vinhos Escolha da Imprensa, competição que é organizada, ano após ano, no âmbito do maior evento vínico do País, o Grandes Escolhas Vinhos & Sabores, a decorrer até segunda-feira, no Pavilhão 1 da FIL, em Lisboa.
Apurados os resultados são uma mão cheia os que levam o título de Grande Prémio Escolha da Imprensa 2018: um espumante, um branco, um rosé, um tinto e um vinho generoso.
No total, foram 101 os vinhos premiados, tendo cinco recebido o galardão de Grande Prémio Escolha da Imprensa 2018 e os restantes 88 o de Prémio Escolha da Imprensa 2018.
A selecção dos vinhos premiados foi feita no passado dia 18, também na FIL, por um painel de jurados de quase sessenta elementos, 59 para sermos mais precisos. Foram cerca de 350 os vinhos a concurso. O júri foi composto por representantes dos media – imprensa escrita, rádio e televisão e social media –, proprietários de lojas de vinho, entre outros especialistas, como críticos profissionais de vinhos e líderes de opinião, além de enófilos. A heterogeneidade deste grupo deve ser considerada uma virtude, uma vez que também é importante aproximar a avaliação dos vinhos ao patamar do consumidor mais comum.
Outra vertente do Concurso prende-se com o objectivo de aprimorar os seus dotes de avaliação e, com isso, enaltecer a função pedagógica. A própria escolha da composição das mesas de prova leva isso em consideração, misturando todas estas vertentes.

CONCURSO DE VINHOS ESCOLHA DA IMPRENSA 2018 LISTA DE VENCEDORES
GRANDE PRÉMIO ESCOLHA DA IMPRENSA 2018 
ESPUMANTES 
Murganheira Vintage Távora-Varosa Espumante branco 2009 (Sociedade Agrícola e Comercial do Varosa) 

VINHOS BRANCOS 
Villa Oliveira Dão Encruzado branco 2015 (O Abrigo da Passarela) 

VINHOS ROSADOS 
Mar de Rosas Regional Lisboa rosé 2017 (Adraga Explorações Vitivinícolas) 

VINHOS TINTOS 
Duorum Old Vines Douro Reserva tinto 2015 (Duorum Vinhos) 

VINHOS GENEROSOS 
Alambre Moscatel de Setúbal 20 anos (José Maria da Fonseca Vinhos) 


PRÉMIO ESCOLHA DA IMPRENSA 2018 
ESPUMANTES 
A. Henriques Bairrada Espumante Super Reserva branco (Caves da Montanha - A. Henriques) 
Cartuxa Alentejo Espumante branco 2012 (Fundação Eugénio de Almeida) 
Freixenet Cava Reserva Real Cuvée de Prestige branco (Freixenet) 
Kompassus Bairrada Espumante rosé 2012 (Kompassus Vinhos) 
Luiz Costa Bairrada Espumante Pinot Noir Chardonnay Bruto Natural branco 2015 (Caves São João Sociedade dos Vinhos Irmãos Unidos) 
M&M Gold Edition Beira Atlântico Espumante branco (Cave Central da Bairrada) 
Marquês de Marialva Bairrada Espumante Bical & Arinto Reserva branco 2014 (Adega Cooperativa de Cantanhede) 
Murganheira Assemblage Távora-Varosa Espumante Grande Reserva branco 2002 (Sociedade Agrícola e Comercial do Varosa) 
Murganheira Millésime Távora-Varosa Espumante branco 2009 (Sociedade Agrícola e Comercial do Varosa) 
Pousio Espumante Bruto Natural (Casa Agrícola HMR) 
Primavera Blanc de Blancs Bairrada Espumante Bical Reserva branco 2015 (Caves Primavera) 
Raposeira Peerless Espumante Super Reserva branco 2013 (Caves da Raposeira) 


VINHOS BRANCOS 
Adega de Palmela Palmela Reserva branco 2015 (Adega Cooperativa de Palmela) 
Bacalhôa Regional Península de Setúbal Chardonnay branco 2017 (Bacalhôa Vinhos de Portugal) 
Casa Ermelinda Freitas Regional Península de Setúbal Sauvignon Blanc & Verdelho branco 2017 (Casa Ermelinda Freitas Vinhos) 
Deu-La-Deu Premium Vinho Verde Monção e Melgaço Alvarinho branco 2015 (Adega Cooperativa Regional de Monção) 
Dois Ponto Cinco Beira Interior Fonte Cal Colheita Especial branco 2017 (2.5 Vinhos de Belmonte) 
Expressões Vinho Verde Monção e Melgaço branco 2016 (Anselmo Mendes Vinhos) 
Guru Douro branco 2017 (Wine & Soul) 
Herdade Paço do Conde Regional Alentejano Reserva branco 2016 (Sociedade Agrícola Encosta do Guadiana) 
M Morvalley Douro Grande Reserva branco 2016 (WDV Wine Douro Valley) 
Malhadinha Regional Alentejano branco 2017 (Herdade da Malhadinha Nova) 
Meruge Douro branco 2016 (Lavradores de Feitoria, Vinhos de Quinta) 
Mula Velha Signature Regional Lisboa branco 2016 (Quinta do Gradil) 
Palácio dos Távoras Trás-os-Montes Vinhas Velhas branco 2016 (Costa Boal Family Estates) 
Pulo do Lobo Reg. Alentejano branco 2017 (Sociedade Agrícola de Pias) 
Quinta da Pedra Escrita Regional Duriense branco 2017 (Rui Roboredo Madeira)
Quinta da Pedra Escrita Regional Duriense Reserva branco 2017 (Rui Roboredo Madeira)
Quinta das Cerejeiras Óbidos Grande Reserva branco 2016 (Companhia Agrícola do Sanguinhal) 
Quinta de Santiago Vinho Verde Monção e Melgaço Alvarinho Reserva branco 2017 (Nenufar Real Sociedade Agrícola) 
Quinta do Regueiro Barricas Vinho Verde Monção e Melgaço Alvarinho branco 2016 (Quinta do Regueiro) 
Soalheiro Vinho Verde Monção e Melgaço Alvarinho Reserva branco 2016 (VinuSoalleirus) 
Vinha Antiga Vinho Verde Monção e Melgaço Alvarinho Escolha branco 2016 (Provam) 


VINHOS ROSADOS 
Bacalhôa Regional Península de Setúbal Roxo rosé 2017 (Bacalhôa Vinhos de Portugal) 
Casa do Lago Regional Lisboa rosé 2017 (DFJ Vinhos) 
Pousio Selection Reg. Alentejano rosé 2017 (Casa Agrícola HMR) 
Quinta Nova de Nossa Senhora do Carmo Douro Reserva rosé 2017 (Quinta Nova de Nossa Senhora do Carmo) 
Serras de Azeitão Reg. Península de Setúbal Syrah rosé 2017 (Bacalhôa Vinhos de Portugal) 


VINHOS TINTOS 
Adega Mayor Reg. Alentejano Touriga Nacional tinto 2016 (Adega Mayor) 
Alento Reg. Alentejano Reserva tinto 2015 (Luís Louro) 
Aliança Baga Clássico By Quinta da Dôna Bairrada tinto 2011 (Aliança - Vinhos de Portugal) 
Batuta Douro tinto 2016 (Niepoort Vinhos) 
Bombeira do Guadiana Reg. Alentejano Reserva tinto 2014 (Bombeira do Guadiana) 
Cadão Vinhas Velhas Douro tinto 2011 (Mateus & Sequeira Vinhos) 
Dory Lisboa Reserva tinto 2015 (AdegaMãe Sociedade Agrícola) 
Fonte do Ouro Dão Reserva Especial Touriga Nacional tinto 2015 (Sociedade Agrícola Boas Quintas) 
Herdade das Servas Regional Alentejano Reserva tinto 2015 (Serrano Mira) 
Herdade de São Miguel Pé de Mãe Reg. Alentejano tinto 2016 (Casa Agrícola Alexandre Relvas) 
Incógnito Regional Alentejano tinto 2014 (Cortes de Cima) 
José de Sousa Mayor Reg. Alentejano tinto 2015 (José Maria da Fonseca Vinhos) 
Julia Kemper Dão Reserva tinto 2011 (Julia Kemper Wines) 
M Marquês de Marialva Bairrada Grande Reserva tinto 2011 (Adega Cooperativa de Cantanhede) 
Malhadinha Regional Alentejano tinto 2015 (Herdade da Malhadinha Nova) 
Malo Platinum Vinhas Velhas Reg. Península de Setúbal Grande Reserva tinto 2015 (Malo Wines) 
Marquês de Borba Vinhas Velhas Alentejo tinto 2016 (João Portugal Ramos Vinhos) 
Olho de Mocho Single Vineyard Reg. Alentejano Reserva tinto 2016 (Rocim) 
Outeiro Regional Alentejano tinto 2013 (Terras de Alter) 
Passadouro Douro Touriga Nacional tinto 2016 (Quinta do Passadouro) 
Pousio Regional Alentejano Alicante Bouschet tinto 2016 (Casa Agrícola HMR) 
Procura Vinhas Velhas Regioanl Alentejano tinto 2014 (Susana Esteban) 
Quid Pro Quo Regional Alentejano Reserva tinto 2016 (Casa Santos Lima) 
Quinta da Extrema Edição I Douro tinto 2015 (Colinas do Douro Sociedade Agrícola) 
Quinta da Leda Douro tinto 2015 (Sogrape Vinhos) 
Quinta da Romaneira Vinhas Velhas Douro Touriga Franca tinto 2016 (Sociedade Agrícola da Romaneira) 
Quinta de S. José Douro Reserva tinto 2016 (João Brito e Cunha) 
Quinta do Côtto Douro Grande Escolha tinto 2015 (Montez Champalimaud) 
Quinta do Gradil Regional Lisboa Cabernet Sauvignon & Tinta Roriz tinto 2015 (Quinta do Gradil) 
Quinta do Vallado Douro Field Blend Reserva tinto 2015 (Quinta do Vallado) 
Quinta dos Avidagos Lenuma Douro tinto 2015 (Quinta dos Avidagos) 
Quinta dos Carvalhais Dão Reserva tinto 2015 (Sogrape Vinhos) 
Quinta dos Termos Vinha das Colmeias Beira Interior Reserva tinto 2015 (Quinta dos Termos) 
Quinta S. João Batista Do Tejo Grande Reserva tinto 2012 (Enoport - Produção de Bebidas) 
Ravasqueira Vinha das Romãs Reg. Alentejano tinto 2015 (Sociedade Agrícola D. Diniz) 
Santos da Casa Reg. Alentejano Grande Reserva tinto 2015 (Santos & Seixo) 
Terras de Sto António Dão Alfrocheiro tinto 2015 (Sociedade Agricola da Quinta de Santo António) 
Vale da Judia Regional Península de Setúbal Reserva tinto 2015 (Cooperativa Agrícola de Santo Isidro de Pegões) 
Vale de Pios ’As Tourigas Douro tinto 2007 (Quinta de Vale de Pios) 
Valle Pradinhos Regional Transmontano Grande Reserva tinto 2015 (Maria Antónia Pinto de Azevedo Mascarenhas) 
Vidigueira 1498 Alentejo Grande Reserva tinto 2014 (Adega Cooperativa de Vidigueira, Cuba e Alvito) 
Villa Oliveira Dão Touriga Nacional tinto 2014 (O Abrigo da Passarela) 


VINHOS GENEROSOS 
Adega de Borba Premium Alentejo Licoroso tinto (Adega Cooperativa de Borba) 
Barros Porto Colheita 1998 (Sogevinus Fine Wines) 
Burmester Porto Tawny 20 Year Old (Sogevinus Fine Wines) 
Cabriz Ímpar Vinho Licoroso tinto (Global Wines) 
Henriques & Henriques Madeira Verdelho 15 Years Old (Henriques &Henriques - Vinhos) 
Justino’s Madeira Malvasia 1997 (Justino’s Madeira Wines) 
Quinta do Grifo Porto Vintage 2016 (Rozès) 
Ramos Pinto Quinta de Ervamoira Porto Tawny 10 anos (Adriano Ramos Pinto)

quinta-feira, 25 de outubro de 2018

Fiuza Reserva Premium Sauvignon Blanc 2017 Branco

FIUZA RESERVA PREMIUM SAUVIGNON BLANC 2017 BRANCO | TEJO | 13% | PVP  7,99€
SAUVIGNON BLANC
FIUZA BRIGHT SOCIEDADE VITIVINICOLA, LDA
15,5

Cor amarelo citrino, com tonalidades esverdeadas, aspecto jovem, limpo e brilhante. Revela grande intensidade cítrica no nariz, limão, tangerina, toranja, notas tostadas e pedra lascada. Na boca mostra algum volume e corpo, amplo, com acidez firme, persistente, acídula, com fruta citrina e de final longo.
À mesa chegue-lhe o peixe um pouco mais gordo e mesmo certo tipo de pratos de carne farão uma boa companhia.

Vencedores | 5 Convites Duplos Para o Grandes Escolhas Vinhos & Sabores 2018

E os felizes contemplados com entradas duplas para o grande evento de vinhos e gastronomia da Revista Vinho Grandes Escolhas no recinto da FIL no Parque das Nações são:

Número no Sorteio: 1;   Nome: Bruno Dias
Número no Sorteio: 3;   Nome: Elias Julião
Número no Sorteio: 8;   Nome: Salete Figueiredo Gandara
Número no Sorteio: 10; Nome: Rui Almeida
Número no Sorteio: 12; Nome: Susana Santos

Por favor, confirmem a vossa intenção de usufruir do respectivo convite com mensagem privada a no facebook do Comer, Beber e Lazer o quanto antes.
Os bilhetes deverão ser levantados, durante o evento, no Balcão de Apoio.
Parabéns!

quarta-feira, 24 de outubro de 2018

Torero Wines | O Alentejo de Andres Herrera Almeida

Andres Herrera Almeida, Enólogo e Produtor, é filho de pai português e mãe espanhola, donos do conhecido Restaurante de Meson Andaluz que tão bem conheci há muitos anos atrás na Parede e depois no Cascais Shopping e que actualmente tem portas abertas no Chiado. Curioso como as linhas se cruzam ao longo do tempo.

No Alentejo, no Monte da Murteirinha, na estrada entre Estremoz e Arraiolos, é onde se dedica a criar os seus vinhos, muito singulares e feitos à sua imagem e vontade. Sem as pressões do mercado, do marketing e de modas e tendências. Estes são os seus vinhos, de colheitas únicas pois cada colheita será sempre diferente da anterior, com a assinatura de Andres, é certo, mas diferentes. O número baixo de garrafas produzidas também não aponta aos mercados estandardizados, mais uma vez procura-se a diferença e singularidade.
Vinhos produzidos num estilo muito pessoal que também justifica o porquê de, apesar de já estar quase a terminar o ano de 2018, as colheitas mais recentes no mercado sejam a de 2007 num tinto topo de gama e 2010 num branco 100% Rabo de Ovelha (não me recordo de alguma vez ter provado um vinho 100% desta casta) e em mais dois tintos. O branco e o tinto topo de gama foram lançados no mercado à pouco tempo.

B DE DUENDE 2010 BRANCO | ALENTEJO | 15% | PVP 24€ 
RABO DE OVELHA 
TORERO WINES - MONTE DAS POMBAS, SA 
17,5 
Cor amarelo citrino, com ligeiros palha seca, limpo. Aromas ligeiramente evoluídos, alcaçuz, fruta amarela, fruta seca, fresco. Boca com estrutura, volume, corpo com untuosidade, envolvente, largo, com acidez vivaz, seca, fruta citrina, toranja, laranja, prazeiroza, num final longo e cativante.
Dos brancos que ultimamente provei ou bebi e que me deram mais prazer conhecer. 

TORERO GRANDE RESERVA 2010 TINTO | ALENTEJO | 15,5% | PVP 15€ 
ARAGONEZ, TRINCADEIRA, ALICANTE BOUSCHET 
TORERO WINES - MONTE DAS POMBAS, SA
16,5
Cor vermelho intenso, concentrado, violetas bonitos, aspecto limpo. Nariz com fruta preta, especiaria fina, folha de tabaco, balsâmico, ligeira turfa, alguma caruma pinheiro, perfil fresco. Boca com estrutura, largo, com textura mordiscável, fruta preta fresca, conjunto pleno de equilíbrio e complexidade. Final de boca longo. 

EL DUENDE 2010 TINTO | ALENTEJO | 16% | PVP 24€ 
ARAGONEZ, SYRAH 
TORERO WINES - MONTE DAS POMBAS, SA
17
Cor rubi granada, média concentração, violeta marcado, definido, aspecto limpo. Aromas intensos a fruta preta madura, notas de bosque, de caruma fresca, da resina do pinheiro, frescura imensa. Na boca mostra carácter e identidade, grande estrutura, com os cantos já polidos, tanino a mostrar-se um pouco adstringente, fruta gulosa porém fresca, num conjunto que se mostra equilibrado e que vai crescendo à medida que o tempo passa após a sua abertura. Final de boca longo e persistente.

D DE DUENDE 2007 TINTO | ALENTEJO | 15% | PVP 39€ 
SYRAH, CABERNET SAUVIGNON 
TORERO WINES - MONTE DAS POMBAS, SA
17,5
É a colheita mais recente deste D de Duende, por incrível que parece só este ano foi para o mercado e apesar de ser novinho não se mostra nada tímido e com medo de mostrar ao que vem.
Cor vermelho intenso, concentrado, quase opaco e de aspecto limpo. O tempo não parece ter passado por aqui. No plano aromático revela notas de fruta preta madura, mostando alguma passagem dos anos, notas compotadas, licorados salientes, couro bem medido, tinta da china e algum grafite, complexo. Na boca mostra-se ainda um jovem, com taninos poderosos, massivos, densos, robusto, um não querer abrandar de força. Fruta com sentido, um pouco mais fresco do que a sentida no nariz, a mostrar um final de boca dificil de terminar e com ainda alguns anos pela frente.

terça-feira, 23 de outubro de 2018

Fiuza Reserva Premium Alicante Bouschet 2016 Tinto

FIUZA RESERVA PREMIUM ALICANTE BOUSCHET 2016 TINTO | TEJO | 14% | PVP  7,99€
ALICANTE BOUSCHET
FIUZA & BRIGHT SOCIEDADE VITIVINICOLA, LDA
16

A Alicante Bouschet tem sido uma das castas tintas em que os produtores da região Tejo têm apostado com mais consistência e no terroir da Fiuza adapta-se com excelência produzindo vinhos de grande qualidade e com elevado potencial de guarda.
A mais recente colheita deste Reserva Premium cativa já em novo, mostra-se pronto, com aromas e boca sedutores.
Cor vermelho concentrado, tonalidades granada, aspecto jovem e limpo. No nariz revela aromas intensos a fruta preta madura, ameixas maduras, cereja preta e amoras silvestres, ligeiro vegetal, tapenade de azeitona preta, tostado muito leve e integrado, cativante e sedutor. Na boca, embora um pouco mais magro do que esperado, mostra bom volume e corpo, com tanino polido, em modo seda, fruta vermelha madura, alguma nota de cacau e especiaria, envolvente e com final longo.
Mostra ser uma boa opção para a mesa e com um preço muito acessível

sábado, 20 de outubro de 2018

Passatempo | 5 Convites Duplos Para o Grandes Escolhas Vinhos & Sabores 2018

Faltam já poucos dias para o grande evento de vinhos e gastronomia da Revista Vinho Grandes Escolhas no recinto da FIL no Parque das Nações e a melhor forma de começar a garantir a sua presença é com a participação neste passatempo com regras muito simples.
O Blog Comer, Beber e Lazer vai oferecer 5 convites duplos a quem seguir os seguintes passos e posteriormente veja o seu nome sorteado no dia 25 de Outubro à noite via random.org.

- Comentar, com o seu nome, directamente a publicação do Passatempo no Blog Comer, Beber e Lazer;
- Ser seguidor do comer, Beber e Lazer no Facebook ou no Instagram;
- Ser seguidor da página de Facebook, da Revista Vinho Grandes Escolhas;
- Partilhar o link do concurso na seu feed pessoal de facebook em modo público;
- Identificar o nome de três amigos nessa publicação.

No final do dia 25 de Outubro será o sorteio e os vencedores serão anunciados no mesmo dia. Os vencedores devem contactar-nos, via mensagem privada no facebook, o quanto antes. Caso contrário será efectuado um novo sorteio para apurar o números de vencedores em falta.
Os bilhetes deverão ser levantados, durante o evento, no Balcão de Apoio.
Boa Sorte a todos!

Casa Santos Lima Colheita Tardia 2010 Branco

CASA SANTOS LIMA COLHEITA TARDIA 2010 BRANCO | LISBOA | 13,5% | PVP  8€
SEMILLON, MOSCATEL, GEWURZTRAMINER
CASA SANTOS LIMA - COMPANHIA DAS VINHAS, SA
15,5

Esta já morava cá em casa há alguns anos, foi ficando esquecida, pequenina e no fundo de uma caixa. Quando verifiquei que no mercado já estava a colheita de 2013 pensei que o melhor seria ir à procura dela e abri-la. 
Cor amarelo com dourados definidos, intenso, aspecto limpo. No nariz a fruta tropical madura, pêssego, algum melaço, citrino leve fresco. Boca com algum volume e untuosidade, perfil doce equilibrado, com boa acidez e boa largura de boca. Final de comprimento médio e fresco.
Achei-o muito engraçado, peca por lhe faltar um pouco mais de corpo e ter um final de boca mais curto do que o esperado, no entanto, pelo preço, não deixa de ser uma boa opção.

sexta-feira, 19 de outubro de 2018

Quinta Madre De Água - Um Refúgio Com Vista Para a Serra da Estrela

A história desta Quinta, nascida de um projecto sustentado que respeita a natureza, o homem, as artes e tradições, parece, de inicio, um pouco irreal e tirada de um daqueles filmes Disney onde a defesa de todos princípios acima indicados como sustentação do projecto são a base do argumento. 
Em 2007, as viagens que o casal Luís e Lurdes fizeram com alguma regularidade à aldeia da mãe da Lurdes – Vinhó, concelho de Gouveia, no sopé da Serra da Estrela – precipitaram a decisão de ali adquirir uma propriedade e fazer um regresso às origens.

O sonho materializou-se com a aquisição da Quinta Madre de Água, com 16 hectares, onde existiam algumas construções em pedra granítica, uma parcela de vinha com 40 anos, muitas oliveiras, carvalhos, castanheiros, pinheiros, cerejeiras centenárias, formações rochosas da era Glaciar e muitos poços de água. Será esta quinta a dar o nome ao projecto Madre de Água, em que o logótipo representa a imagem dos cristais da água.

Assim, recuperando antigas construções na propriedade, construiu-se um hotel de charme com apenas 10 quartos e um restaurante, onde se recebem os hóspedes em ambiente familiar. Sentimo-nos que se estivéssemos num pequeno refúgio, onde o tempo parou para a nossa estadia, onde somos envolvidos por paisagens deslubrantes e para onde podemos sempre levar os nossos animais de estimação. O conforto de sentir que estamos numa segunda casa.

No Hotel, para além do espaço destinado aos quartos existem também espaços de leitura e descontracção, uma piscina para os dias mais quente do verão e o restaurante. Tudo emana um sentido de elegância e charme, como ao mesmo tempo de aconchego e familiar.

O projecto engloba também uma queijaria, que alia a tradição às novas tecnologias na arte de produzir o famoso queijo da Serra da Estrela certificado, um ovil e um rebanho de 500 ovelhas da raça bordaleira e uma coudelaria que enaltece e preserva o cavalo de pura raça Lusitana.

Para além dos prémios já recebidos neste particular que atestam a qualidade dos queijos aqui produzidos, é maravilhoso observar como tudo se faz no seu tempo e com o seu tempo, fazendo com que a experiência do visitante e hóspede seja ainda mais gratificante.

O picadeiro está a ser construído com materiais da região – perfeitamente enquadrados na paisagem – e ali irá desenvolver serviços associados ao cavalo e à arte de bem cavalgar. Futuramente será ainda recuperada e ampliada uma adega centenária onde serão vinificados os vinhos Madre de Água.

Nos terrenos existem também vinhas, oliveiras e pomares onde predomina a pêra rocha, a maçã golden e a bravo Esmolfe, e muitas roseiras com as mais variadas cores. Entretanto foram adquiridas outras quintas vizinhas – Santo António, Regada, Caramuja Nossa Senhora do Porto – que perfazem a área de 60 hectares onde todos estes edifícios estão a ser construídos.

Como produtor de vinho é possível não só passear pelas vinhas, como também provar os vinhos aqui produzidos, efectuar provas com pairing com os queijos também aqui produzidos ou mesmo ter uma experiência mais completa entre a comida e o vinho no próprio restaurante do Hotel.
Um oferta de enoturismo e turismo rural plena de elegância, diferenciadora e muito completa. Impossível deixar aqui todas as imagens deste local pelo que convido a visitar a galeria fotográfica mais completa.
Por último, mas que podia ser muito bem o mote para o inicio deste texto, de referir que não se pode deixar de referenciar que uma das fortes razões para toda esta dedicação e paixão que se sente em cada pormenor vem do o amor de Lurdes pelos animais. Ainda muito nova começou defender a causa animal, com especial enfoque nos cães errantes.

Assim, neste projecto foram criados espaços e condições para acolher animais que hoje fazem parte da rotina diária da propriedade. Senti um aperto no coração de felicidade por tudo o que aqui vi. Passar ao lados de cães e gatos que outrora foram abandonados e que ali, recolhidos por Lurdes, encontraram uma casa. É por tudo isto que também eu me apaixonei por este projecto e aconselho vivamente a visitar a Madre de Água não é só vir a uma simples quinta.
Há muito para ver, sentir e descobrir seja primavera, verão, outono ou inverno.
_________________________________________________
HOTEL QUINTA MADRE DE ÁGUA
Morada: Vinhó 6290-651 GOUVEIA (indicações ao longo do caminho)
GPS: 40° 29′ 32” N, 7° 37′ 6” W 
Email: hotel@quintamadredeagua.pt 
Reservas: T: +351 238 490 500
Observações: Hotel Rural Com Enoturismo, Restaurante, Provas de Vinho, Queijaria, Olivais, Vinha, Picadeiro, Equitação, Canil, Aceita Animais de Estimação

quinta-feira, 18 de outubro de 2018

Espumante Messias Blanc De Noirs Grande Reserva 2014 Branco

ESPUMANTE MESSIAS BLANC DE NOIRS GRANDE RESERVA 2014 BRANCO | BAIRRADA | 12,% | PVP  12,5€
BAGA
SOCIEDADE AGRÍCOLA E COMERCIAL VINHOS MESSIAS, SA
17

Um doss mais recente espumante com a chancela Baga-Bairrada é produzido pela Messias, um Blanc de Noir Grande Reserva. A subir, e bem, a fasquia para o selo de qualidade Baga-Bairrada e a revelar um espumante pleno de finura e elegância.
Cor amarelo-esverdeado com tonalidades rosa muitíssimo leves, com bolha persistente e de dimensão muito fina. No nariz mostra uma bela harmonia e equilíbrio entre notas de fruto seco e frutos vermelhos, alguma nota de panificação, tudo com muita frescura e elegância. Na boca espuma cremosa, suave e leve, acidez equilibrada, crocante, continuando sempre num plano alto de frescura e elegância.
Versátil à mesa, tanto pode fazer companhia em entradas com mais alguma estrutura, como em pratos principais ou numa sobremesa ao lado de um queijinho.

quarta-feira, 17 de outubro de 2018

Grandes Escolhas Vinhos & Sabores 2018: Mostra Maior do Vinho em Portugal de 26 a 29 de Outubro na FIL

A maior feira vínica do país está de volta: de 26 a 29 de Outubro todos os caminhos vão dar ao Grandes Escolhas Vinhos & Sabores (GEVS), evento organizado pela revista Grandes Escolhas e que este ano volta a ter lugar na Feira Internacional de Lisboa (FIL) – Pavilhão 1 –, no Parques das Nações. 
Chamada obrigatória para enófilos, grandes aficcionados e profissionais do sector, onde vão poder provar milhares de vinhos de centenas de vinícolas de todas as regiões de Portugal, e também de outros países, para além de contactar directamente com produtores e enólogos. 
São mais de 6.000 m2 onde não vão faltar (os) deliciosos Sabores, este ano com mais oferta e presença reforçada. Porque as novidades apimentam relações, mas também eventos, o GEVS de 2018 aposta no Enoturismo, com um espaço dedicado em exclusivo a esta vertente do negócio. São cada vez mais os produtores que fazem do turismo do vinho um dos eixos da sua estratégia e comunicação. 
Os números falam por si e é impressionante o crescimento que o enoturismo tem registado nos últimos anos. Nota ainda para a alteração no que toca ao horário de Sábado e Domingo, agora das 15h00 às 22h00. No primeiro dia as portas abrem às 18h00 e encerram às 22h00 e, na segunda-feira, dia em exclusivo para profissionais, é tempo de visitar entre as 11h00 e as 18h00. Os bilhetes estão à venda na TicketLine e os valores variam entre os 15 e os 20 euros. As provas especiais têm um valor de 40 euros cada. 

Concurso de Vinhos A ESCOLHA DA IMPRENSA 
Este é um evento que envolve largos meses de preparação. O pontapé de saída oficial acontece no dia 18 de Outubro, com a realização do ‘Concurso de Vinhos A Escolha da Imprensa’, competição que põe em prova cega perante cerca de 50 jurados – oriundos da comunicação social, blogosfera e também do comércio – algumas centenas dos vinhos que vão estar no GEVS 2018. A ideia é eleger os melhores do evento, não apenas aos olhos de especialistas de vinho, mas considerando o gosto do público e as preferências do mercado. Os resultados são revelados numa cerimónia própria, no primeiro dia do evento, a 26 de Outubro. 

O lado didáctico das Grandes Escolhas vínicas 
Um dos pontos altos são as Provas Especiais, momentos de partilha, de aprendizagem e de degustação de vinhos, muitas vezes raros, orientadas por críticos de prestígio ou por produtores de referência. 
No dia 26, o Opus One, o icónico vinho de Napa Valley, e o Reserva Especial da Casa Ferreirinha fazem parte de duas conversas distintas, com início às 18h30 e às 19h00, respectivamente. 
No dia 27 é a vez de falar de Casa de Saima, a expressão de um terroir da Bairrada; da Quinta de Sanjoanne, o carácter de um Vinho Verde diferente; dos Tesouros dos vinhos da Madeira Wine Company; da Magia das vinhas velhas, por Luís Lopes; e do Porto Kopke: 380 anos, uma história maior
No Domingo é tempo de ouvir o enólogo Carlos Lucas falar e dar a provar os seus vinhos topo de gama; de perceber como se deu o regresso do Tapada de Chaves, um grande clássico, agora nas mãos da Fundação Eugénio de Almeida; de enaltecer a classe e a sofisticação dos espumantes Murganheira; de provar uma selecção de vinhos de 2008, na companhia do grande mestre João Paulo Martins; e de dar palco à Bacalhôa e aos seus elegantes Moscatel de Setúbal. 
O acesso a estas Provas Especiais obriga a inscrição e reserva de bilhete próprio, no valor de 40 euros, este ano a cargo da Ticketline. Menos exclusivas e abertas a todos os visitantes são as provas rápidas, que decorrem num pequeno anfiteatro instalado no meio do recinto e onde variadíssimos produtores vão para fazer apresentações sucessivas de dois dos seus vinhos. Uma iniciativa que tem o sugestivo nome de Prove Connosco
A segunda-feira, 29 de Outubro, é o dia dedicado em exclusivo para os profissionais. Um dia feito de provas, reuniões e palestras focadas no negócio. Conta ainda com a visita de compradores, sommeliers e jornalistas internacionais. 

O vinho e a comida, numa relação e harmonização perfeita A degustação de vinhos é fundamental para requerer um maior conhecimento no que diz respeito a esta matéria. Mas, verdade seja dita, vinho e comida resulta num casamento perfeito! Como o próprio nome indica, este é um evento onde reinam também os ‘Sabores’, estando disponíveis em formato de showcooking(s), num espaço dedicado a comida “de faca e garfo” e numa zona de Street Food. O desafio é dar azo à harmonização, elegendo o que melhor sabe a cada um. Estão, portanto, delineados os preparativos para, uma vez mais, pôr em prática uma experiência de ‘Vinhos & Sabores’ à Grande(s Escolhas)! 
__________________________________________________
GRANDES ESCOLHAS VINHOS & SABORES 2018
Local: FIL - Feira Internacional de Lisboa (Pavilhão 1) . Parque das Nações 
Data: 26 a 29 de Outubro de 2018 
Horários: Sexta-feira, 18h00-22h00 // Sábado e Domingo, 15h00-22h00 // Segunda-feira, 11h00-18h00 
Bilhetes: À venda na TicketLine, através do site www.ticketline.sapo.pt ou à entrada do Pavilhão. Os valores incluem IVA à taxa em vigor e oferta de copo Schott Zwiezel. 1 Dia: €15,00 // 3 Dias: €20,00 // Provas Especiais: €40,00 cada prova, com acesso ao evento, no dia da prova

terça-feira, 16 de outubro de 2018

Ravasqueira Vinha das Romãs 2015 Tinto

RAVASQUEIRA VINHA DAS ROMÃS 2015 TINTO | ALENTEJO | 14% | PVP  18€
TOURIGA FRANCA, SYRAH
SOCIEDADE AGRÍCOLA D. DINIZ, SA
17,5

Um porto seguro de ancoragem. Colheita após colheita uma certeza num vinho alentejano que é, cada vez mais, um vinho de topo. Acabadinho de sair para o mercado nota-se que é um vinho que estará num ponto perfeito com mais uns meses (poucos) de garrafa, mas o que já mostra no momento é o suficiente para nos deixar um sorriso de "canto a canto" da cara.
Cor rubi, concentrado, de violetas intensos, aspecto novo e limpo. Aromas a fruta vermelha e preta madura, amora silvestre, ameixa preta, ligeiro cacau, pimenta, balsâmico fresco, tudo com muita elegância e finess. Boca com estrutura, envolve o palato, ampara os sentidos, tanino presente, mas macio, aveludado, com fruta em bom plano, formando um conjunto cativante e apetecível. Final de boca longo e com aquele toque elegante que nos acostumou.

segunda-feira, 15 de outubro de 2018

Estou Com Os Azeites: Pousio Premium Virgem Extra

POUSIO PREMIUM VIRGEM EXTRA | AC 0,3% | PVP  8,29€
ARBEQUINA, COBRANÇOSA, PICUAL
CASA AGRÍCOLA HERDADE DO MONTE DA RIBEIRA, SA

Pouco a pouco o azeite vai conquistando o seu espaço de destaque na mesa e à mesa dos portugueses. E não se trata apenas do uso vulgar e desatento que lhe damos. Quando temos dos melhores azeites do mundo é preciso valorizá-lo, em primeiro lugar, na nosso Casa.
O Pousio Premium é mais um excelente exemplo da qualidade elevado dos nossos azeites. Produzido em terras alentejanas, revela um perfil frutado maduro, com boa intensidade. Na parte aromática a maça verde, alguma folha de oliveira e os frutos secos, principalmente a noz, marcam o registo, sendo que na boca, com grande equilíbrio, as notas mais picantes e margas de final de gosto ligam muito bem com as notas mais adociadas do conjunto. 
Pela sua harmonia encontro-o perfeito para a ligação no tempero de peixe branco grelhado ou mesmo uma pescada cozida.

sábado, 13 de outubro de 2018

Quinta do Cachão Touriga Nacional 2012 Tinto

QUINTA DO CACHÃO TOURIGA NACIONAL 2012 TINTO | DOURO | 13% | PVP  18€
TOURIGA NACIONAL
SOCIEDADE AGRÍCOLA E COMERCIAL DOS VINHOS MESSIAS
17

Chegou agora às prateleiras e deixem-me aqui dizer que está num ponto delicioso. Nasceu lá no ano de 2012 e só agora, no final de 2018, o produtor decidiu ser o melhor momento para o dar a conhecer. Perfeito!
Para além disso chega de cara lavada. Quando olho para este rótulo e depois olho para o rótulo anterior até me dá um arrepio na "espinha". A nova imagem ganha aos pontos.
Cor rubi concentrado, opaco, retinto e de aspecto limpo. No nariz mostra-se uma touriga bastante fresca, com aquela nota mais de esteva, bem casada com o fruto preto silvestre, a amora madura das courelas, floral bem medido, com especiaria fina, algum mentolado refrescante.
A prova de boca acompanha a frescura desta casta já sentida no nariz, sem ser opulento revela corpo e estrutura de Douro, com tanino presente, robusto,  ainda um pouco jovem (quem diria?) e com a fruta num plano muito fresco e apetecível. Final de boca longo.
A carne é aqui rainha na sua companhia.

quinta-feira, 11 de outubro de 2018

Provas | A Frescura Única dos Vinhos Verdes

O vinho verde está cada vez melhor. Os produtores têm brindado o consumidor com vinhos com cada vez maior qualidade, sejam eles feitos 100% a partir da casta Alvarinho ou de blend, mostrando a frescura única dos Vinhos Verdes para os dias mais quentes, como também mostrando a versatilidade do mesmo para consumo em todos os meses do ano. Para além disso, revelam também uma capacidade extraordinária para bem envelhecer.
O  tema para esta altura do mês é mesmo esse. Dê uma espreitadela no site Enólogo Chef Continente em mais uma publicação acerca do mundo do vinho.
"(...)O Vinho Verde é único no mundo. A sua frescura vibrante, a elegância e leveza, a expressão aromática e gustativa, com destaque para as suas notas frutadas e florais, são as características que definem e diferenciam o Vinho Verde de todos os outros tipos de vinho. [+].

quarta-feira, 10 de outubro de 2018

Bridão Private Collection 2017 Branco

BRIDÃO PRIVATE COLLECTION 2017 BRANCO | TEJO | 12,5% | PVP  7€
ARINTO, VERDELHO, CHARDONNAY, SAUVIGNON BLANC
ADEGA COOPERATIVA DO CARTAXO
16,5

O Private Collection branco é a mais recente novidade da Adega do Cartaxo. Um vinho que mostra uma frescura e acidez vibrante, sem passagem pel barrica, com leveza e equilíbrio e com um preço abaixo dos 10€. Para além disso mostra que vai ser capaz de repousar com qualidade para daqui a uns anos surpreender.
Cor citrina, com nuances esverdeadas, aberto, aspecto limpo e jovem. Notas de fruta citrina, alguma maça verde, com tropical fresco e ligeiro vegetal. Na boca denota algum volume, em boa medida, com boa acidez, vibrante com a fruta bastante sumarenta, tropical e maça verde, muito equilibrado e envolvente. Final de boca longo.
Portou-se muito bem com um mix entradas com algum peso e mais tarde com um bacalhau bem temperado com azeite.

terça-feira, 9 de outubro de 2018

Cortes de Cima Homenagem a Hans Christian Andersen 2012 Tinto

CORTES DE CIMA HOMENAGEM A HANS CHRISTIAN ANDERSEN 2012 TINTO | ALENTEJO | 14% | PVP  27€
SYRAH
CORTES DE CIMA
17,5

Um vinho especial em homenagem a Hans Christian Andresen. Sim, o tal, o aclamado escritor de contos infantis dinamarquês. No ano de 1866, Hans Christian Andersen viveu cerca de três meses em Portugal chamando este nosso País de "Paraíso Terrestre". Este é um vinho que também encanta e se faz encaixar neste "Paraíso Terrestre".
Cor rubi, intenso, média concentração, aspecto jovem e límpido. No nariz sobressai a fruta preta madura, ameixa preta, cereja, amora, com ligeiro destaque para a ameixa, já passa, notas bosque, caruma, alguma resina, com especiaria fina e caixa de tabaco, balsâmico fresco. Boca cheia de vida, pujante e vivaz, com nervo, cheio de estrutura, corpo, tanino maduro, polido, com fruta madura em equilíbrio com a nota especiada, algum toffe e cacau. Final de boca longo.
À mesa com certeza. Com carne, com pratos regionais alentejanos e com amigos.

quarta-feira, 3 de outubro de 2018

Esporão Colheita 2017 Branco

ESPORÃO COLHEITA 2017 BRANCO | ALENTEJO | 13,5% | PVP  9,99€
ANTÃO VAZ
ESPORÃO, SA
16

Cor amarelo citrino, esverdeados leves, aberto, aspecto jovem e limpo. No nariz os aromas limpos da fruta de caroço amarela, algum melão maduro, citrino equilibrado, alguma folha de laranjeira, perfil fresco. 
Na boca mostra acidez acutilante e fresca, boa cremosidade, fruta madura, alguma toranja e bergamota, com bom volume, ligeiro amargo vegetal e com um final de boca longo e persistente. À mesa será boa companhia para peixe grelhado e marisco assim como deverá ser uma boa aposta para pratos mais complexos como um bacalhau cozido.

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails