sábado, 21 de abril de 2012

Peixe em Lisboa 2012

O evento Peixe em Lisboa, que termina já amanhã, brindou-nos mais uma vez com 11 dias seguidos de bons momentos gastronómicos. A gastronomia continua a ser para mim o ponto de atracção de um certame que conta também com outras pontos quentes, tais como, o vinho e o mercado gourmet.
São 40 chefes de cozinha; 10 restaurantes em funcionamento permanente, das 12h às 24h, com degustação de peixe e mariscos; apresentações de Cozinha ao Vivo com conceituados chefes a trabalhar em Portugal e com convidados internacionais de Espanha, França, Itália e Brasil; aulas de cozinha diárias onde é possível aprender receitas, truques e dicas e aos sábados com sessões especiais para crianças; debates, tertúlias e análise de temas sobre gastronomia, peixe e alimentação saudável;  concursos, provas comentadas e harmonizações enogastronómicas; e cerca de 500 produtos para prova e aquisição no Mercado Gourmet. 
Depois de lá ter passado alguns dias, e até porque podemos já começar a tirar algumas conclusões, vou em primeiro lugar passar o lápis pelo que acho que não correu assim tão bem.
E para mim o ponto mais negro continua a ser o estacionamento. Tal como diz o Hugo Mendes na seu Blog é incrível como um evento que ao longo dos anos tem vindo a crescer no número de visitantes continue a não ter ninguém a pensar neste problema. E pelo que tenho lido e ouvido não foi só para os visitantes que estacionar foi uma dor de cabeça ou de carteira, também os próprios expositores tiveram esse problema. Meus senhores, pensem lá numa alternativa para o ano sff.
A segunda atenção vai para o espaço de restauração. Mais uma vez aqui a experiência deveria ter ditado leis. Quinto ano e decidimos reduzir um pouco o espaço em relação ao ano passado. Aos jantares, das 19:00 às 20:00 ainda se conseguia desfrutar ao máximo do espaço e do prazer que alguns pratos proporcionavam, todavia, a partir dessa hora era uma autentica guerra para se arranjar um espacinho para comer a bucha.
Por último, e porque não quero referir o preço do evento, aponto o que decidi descrever como falta de oportunidade e capacidade de comunicar de alguns dos expositores presentes. O que mais me doí é ver que alguns ainda não conseguem fazer uma comunicação do produto que representam como seria de esperar. Será falta de experiência, falta de tacto ou falta de interesse pelo evento, mas foi evidente que nem todos aproveitaram o momento no potencial máximo que ele tinha.
Mas o Peixe em Lisboa teve muito mais pontos positivos do que negativos. O carisma do local transmite ao evento algo mais do que propriamente a gastronomia. Todas a simpatia e disponibilidade dos expositores faz com que qualquer visitante se sinta em casa e se sinta convidado no espaço. A proximidade de alguns Chefs que apenas se está habituado a ver na TV ou a ler nos livros da especialidade proporciona momentos de uma espécie de intimidade que talvez muitos não estariam à espera. A grande oportunidade de provar pequenas delicias de cada um dos restaurantes presentes é sem dúvida um cartão de visita que proporcionará novos clientes para todos eles. 
Ainda não visitaram? Amanhã têm a última oportunidade. Depois passem por aqui e digam de vossa justiça pois todos juntos podemos começar já a pensar como poderia ser a edição de 2013.
Veja mais fotografias na página de facebook.

2 comentários:

  1. E dos vinhos que provaste, vais falar alguma coisa, ou não provaste nada que mereça a pena referir? ; P
    Agora a sério, gostava da tua opinião acerca dos vinhos de Lisboa que estiveram representados. o que achaste? Representavam a região? estiveram à altura? faltou ali.....

    ResponderEliminar
  2. Sim Hugo. Provei algumas coisas que merecem o meu destaque e algumas que são mais uma confirmação. Ainda vai sair um post apenas para essa parte. Mas também achei que houve alguma falta de entusiasmo da forma como foi encarado o evento pelos representantes do Vinho... Oportunidade perdida para alguns?

    ResponderEliminar

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails