terça-feira, 22 de outubro de 2019

Ajitama Ramen Bistro - Lisboa

O Ajitama, que em português significa ovo suavemente cozido e condimentado com marinada caseira, nasce da paixão de dois amigos, João Ferreira e António Carvalhão, por este prato quente japonês o Ramen.
Com a descida das temperaturas e com a chegada dos dias mais frios,  chega também a vontade de abraçar a chamada comida de conforto, que nos aqueça não só o corpo, mas também a alma, e o Ramen do Ajitama funcionou na perfeição neste nosso intento.
Seguimos o conselho e com mesa marcada lá fomos nós. Adentramos o espaço, simples, com ripas de madeira de pinho a construírem uma espécie de pixelizado suspenso, harmonioso e clean.  Muita luz como preferimos, os janelões ajudam muito nesta parte. 

Para comer podemos optar por três hipóteses. As mesas no formato e disposição habitual, numas mesas viradas para os janelões que nos dão uma visão de tudo o que se passa lá fora e, a forma mais nipónica possível, ao balcão.
Não fomos muito ousados neste ponto e ocupámos uma das mesas mais normais com vista para todos o ambiente.

As Gyosas Vegetarinas foram a nossa primeira escolha que, embora não sendo as melhores que já nos passaram estreito, estavam a um grande nível, com textura no ponto e cheias de sabor. 

Ainda antes dos Ramen lugar ao Agedashi Tofu. O tofú japonês com cobertura crocante e enriquecido com dashi e filetes de peixe desidratado (Katsuobushi). Isto sim. Ficou na lembrança e no palato. Um mix de texturas, entre crocantes e o mais carnudo, mais uma vez de sabor intenso. Bela escolha.

No entanto, aqui enquanto se espera por um e outro prato, há tempo para se tirar um bocadinho o vicio do jogos e da banda desenhada (Manga) tão ligados à cultura deste País. De leituras pouco, mas entre o Pac-man e o Tetris ainda se recordaram velhos tempos.

O Ramen Miso chegou à mesa. Caldo intenso, tendo os seus criadores ido buscar inspiração do miso  ao norte do Japão, apresentando uma ligação perfeita entre miso vermelho e branco. Servido com o Ajitama ainda com a gema meio liquida, uma generosa porporção de chashu de barriga de porco, negi, rebentos de soja, couve lombarda e topping de carne picada.

De seguida o Ramen Hakata Tonkotsu. Sem dúvida a minha escolha natural.O ramen mais intenso da carta. Com um caldo tai pan de porco delicioso, que vai engrossando à medida que vamos comendo. O caldo faz de facto a diferença, assim como os nodles, um pouco mais espessos que os do Ramen Miso. Acompanha também com Ajitama, mais uma vez ainda com a gema meio liquida, uma generosa dose de chashu de barriga de porco, negi,cogumelos pretos kikurage e um toque final de mayu. Sem dúvida o must taste da casa.

Para além dos Ramen ainda provamos o Guydon, um dos prato mais consumidos pelo japoneses para além do ramen.Em vez da barriga de porco temos aqui carne de vaca fatiada com cebola em marinada caseira, com uma base de arroz japonês e com um ovo Osen Tamago, isto é, um ovo cozido a baixa temperatura japonês.

Por fim uma sobrema. Verdade que já não havia muito lugar para os doces, mas não pudemos deixar de pedir uma fatia do Bolo de Matcha com Chocolate. Interessante. Nada de especial. Mas também são sempre as sobremesas que menos me impressionam nos restaurantes de comida asiática. E esta até parece bem ocidental.
Verdadeiramente não sei dizer se o Ramen do Ajitama é ou no o melhor de Lisboa ou mesmo de Portugal pois ainda não os provei a todos, mas até ao momento é com toda a certeza aquele que mais alegria me deu. Comer é isso mesmo. Uma espécie de felicidade. No Ajitama somos felizes.
______________________________
AJITAMA RAMEN BISTRO
Tipo de Cozinha: Japonesa, Ramen
Copos de Vinho Adequados: Sim
Vinho a Copo: Sim
Estacionamento: Sim. A pagar e alguma dificuldade. Escolha transportes públicos para evitar o stress.
Preço Médio p/ Refeição: 20€

Morada: Avenida Duque de Loulé, Nº 36 1050-091 LISBOA
Telefone:  +351 213 540 920 /+351 213 460 988
Na net: Ajitama Ramen Bistro

segunda-feira, 21 de outubro de 2019

Druida Reserva 2017 Branco

DRUIDA RESERVA 2017 BRANCO | DÃO | 13% | PVP  18€
ENCRUZADO
C2O, LDA
17

Apesar de ainda jovem mostra um perfil onde a fruta citrina e as notas de sílex e pedra lascada se juntam formando um conjunto harmonioso e de grande potencial de guarda.
À mesa não se esconde, versátil e sempre a desafiar o próximo prato. Disse sim ao presunto fatiado e depois ao chuleton com algumas pedras de sal marinho.
Cor amarelo citrino, intenso, tonalidades esverdeadas, aspecto jovem e límpido. Nariz intenso onde as notas mais citrinas e de teor mineral se destacam, toranja, lima, pedra rolada de ribeiro, algum salino e pedra lascada, toque de flor branca, fresco. Boca com acidez acutilante, a secar o palato, com ligeiro volume e cremosidsde, largo, fruta sumarenta, bonita, final de boca longo.

sexta-feira, 18 de outubro de 2019

Espera 2018 Rosé

ESPERA 2018 ROSÉ | LISBOA | 12,5% | PVP  8,90€
TOURIGA NACIONAL
RODRIGO MARTINS CONSULTING UNIPESSOAL, LDA
16

Sinceramente, vou ficar à Espera dos próximos vinhos que este produtor, que desconhecia, trará. São apenas 3 hectares de vinha na região de Alcobaça e o objectivo será fazer nascer vinhos com autenticidade, sem precipitações e que reflita a história de uma família que agora se forma. Com este rosé fiquei curioso.
Cor rosada, salmão mais aberto, ligeiro laranja, aspecto limpo e jovem. Nariz elegante, fresco, com notas de fruta vermelha fresca e fruta branca de caroço fresca, bem ladeados por floral bem medido, alguma carga salina, mineral, leve. Na boca continuidade de destaque para a elegância e leveza, intenso, boa secura, com a fruta em bom plano, sem adocicar o momento, equilibrado e com término de boca longo.

quinta-feira, 17 de outubro de 2019

Primado 2017 Branco

PRIMADO 2017 BRANCO | DÃO | 14% | PVP  11,70€
ENCRUZADO
DMC PEREIRA DE MELO
16,5

Os vinhos Primado nascem de um desafio de Anselmo Mendes ao seu Amigo Manuel Pereira de Melo para que fosse feito um vinho que recuperasse o perfil dos prestigiados vinhos do Dão.  Este está agora num grande momento de forma, elegante, com uma fruta rica e já com a bondade de generoso tempo de garrafa .
Cor amarelo citrino, aberto, esverdeados leves, aspecto límpido. Muita elegância no plano aromático, notas bem medidas de fruta citrina e de fruta amarela de caroço, com traço envolvente mineral e fresco. Na boca revela boa textura e volume, mesmo sem ter passado por barrica mostra largura e alguma cremosidade, com acidez equilibradora e fruta fresca vibrante, citrino e maça verde, que lhe garantem alguma complexidade e boas perspetivas de guarda. O final de boca é longo e persistente.
À mesa, mostra versatilidade, acompanhando comida com mais alguma gordura e complexidade, como também alguns bem mais simples. Ficou.

quarta-feira, 16 de outubro de 2019

Quinta das Bágeiras 2017 Branco

QUINTA DAS BÁGEIRAS 2017 BRANCO | BAIRRADA | 12,5% | PVP  5,60€
MARIA GOMES, BICAL, CERCIAL
MÁRIO SÉRGIO ALVES NUNO
16

Agora com roupagem apropriada ao vinho, este branco continua a dar um prazer imenso a beber. Sem máscaras, com uma acidez, frescura e corpo em perfeito equilíbrio, na prateleira com um preço blockbuster. Assim se quis para estas enguias.
Cor amarelo citrino, intenso, nuances esverdeadas, aspecto jovem e límpido. No nariz revela  aromas de fruta amarela madura e algum citrino, sem grande exuberância, sóbrio, toque de mel, ligeiras notas de ervas aromáticas, notas de pedra lascada, perfil fresco. Boca mais mais volume e largura do que estava à espera, vivaz, acidez  em bom plano,  fruta citrina, laranja amarga, equilibrado, envolve o palato e mostra muita frescura e leveza.  Final de boca longo e persistente.

segunda-feira, 14 de outubro de 2019

José Piteira Vinho de Talha 2016 Branco

JOSÉ PITEIRA VINHO DE TALHA 2016 BRANCO | ALENTEJO | 14,5% | PVP  12,99€
ROUPEIRO
AMARELEZA VINHOS, LDA
16

Cor amarelo de tonalidade aloiradas, intenso, aspecto limpo. No nariz mostra fruta amarela de caroço madura, notas de resina, cera de abelha, frescura natural, equilibrado e envolvente. Largura de boca, algum volume e untuosidade, com acidez bem medida, com tanino, polido, suave, fruta amarela, tudo bem ligado, harmonioso e final de boa longo.

.

sexta-feira, 11 de outubro de 2019

Marquês de Marialva Arinto Reserva 2017 Branco

MARQUÊS DE MARIALVA ARINTO RESERVA 2017 BRANCO | BAIRRADA | 13,5% | PVP  6€
ARINTO
ADEGA COOPERATIVA D CANTANHEDE, CRL
15,5

Vinho 100% Arinto nascido no terroir bairradino e produzido pela Adega Cooperativa de Cantanhede que nos tem habituado a grandes vinhos e a bons trabalhos com esta casta. Registo ainda um pouco marcado pela madeira, pela sua juventude, mas que à mesa vai já mostrando o perfil de anos anteriores.
Cor amarelo citrino, casca de limão, aspecto limpo e brilhante. No nariz revela a fruta citrina, notas de pedra lascada, algum salino e tostados a caminho da integração por completo. Boca com textura, alguma untuosidade e volume, bela acidez, citrina, maça verde, a secar o palato, ainda com as notas do estágio de barrica à procura de maior integração e com um final de boca longo.
A voltar a ele com mais um tempinho de descanso em garrafa.
.

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails