domingo, 24 de outubro de 2021

Terra de Silgueiros 2002 Tinto

TERRA DE SILGUEIROS 2002 TINTO | DÃO | 12,5% | PVP 7,90€
TOURIGA NACIONAL, ALFROCHEIRO, TINTA RORIZ, JAEN
QUINTA DE LEMOS, SA
15,5

Corria o ano de 2011 quando tive o primeiro contacto com este vinho sendo que, mesmo com alguns anos em cima da data de colheita, parecia estar no momento certo para ser bebido. No entanto, provado agora 10 anos depois, apesar de mais cansado, ainda da prazer a beber e é bem demonstrativo da capacidade de guarda de um vinho desta gama no Dão.
Cor vermelho de média concentração, com tonalidade a revelar alguma da sua idade, embora não em exagero, casca de cebola,aspecto límpido. No nariz a graça da fruta preta ainda se mostra bem no conjunto onde os terceários são mais evidentes, algum couro, resinas, bosque de pinhal, notas terrosas, perfil elegante e fresco. Corpo médio de boca, textura interessante, com a acidez viva a contribuir para a sua alegria, fruta com evolução, licor de ginja, travo especiado, com o final de boca mais curto, faltando-lhe já algum comprimento.
Será interessante ver como se comporta com carnes assados no forno e pastas italianas com alguma estrutura como um risoto de cogumelos.
Cor rosa salmão aberto, com tonalidade leve alaranjado, aspecto límpido e cativante. No nariz mostra-se a fruta vermelha madura, morango, framboesa, algum fruto silvestre, perfumado floral a envolver, fresco.  Aparece com leveza na prova de boca, com acidez bem colocada, morango ainda a caminho da maturação, macio, mantém a predominância da fruta vermelha, elegante e com final duradouro. 
A tendência seria para dizer que é perfeito para beber a solo num quente dia de verão, mas parece-me poder ir mais longe fazendo companhia a snacks com frescos, saladas e sandwiches variadas.

sexta-feira, 22 de outubro de 2021

Dorina Lindemann 2020 Rosé

DORINA LINDEMANN 2020 ROSÉ | ALENTEJO | 12% | PVP 5,70€
CASTELÃO, ARAGONÊS
QUINTA DA PLANSEL SOC. VITIVINÍCOLA, LDA
16

Imagem muito bem conseguida, elegante e descontraída que casa muito bem com o vinho que nos cai no copo. Elegante, com a fruta a ter o seu lugar muito bem definido, frescura e um chamamento aos momentos de relax e descontração. Um rosé bem sério neste patamar. 
Cor rosa salmão aberto, com tonalidade leve alaranjado, aspecto límpido e cativante. No nariz mostra-se a fruta vermelha madura, morango, framboesa, algum fruto silvestre, perfumado floral a envolver, fresco.  Aparece com leveza na prova de boca, com acidez bem colocada, morango ainda a caminho da maturação, macio, mantém a predominância da fruta vermelha, elegante e com final duradouro. 
A tendência seria para dizer que é perfeito para beber a solo num quente dia de verão, mas parece-me poder ir mais longe fazendo companhia a snacks com frescos, saladas e sandwiches variadas.

quinta-feira, 21 de outubro de 2021

Ferreira Duque de Bragança Porto 20 Anos

FERREIRA DUQUE DE BRAGANÇA PORTO 20 ANOS | PORTO | 20% | PVP  49€
SOGRAPE VINHOS, SA
17


Um Porto é sempre uma descoberta de história, uma aventura para os sentidos, um vinho que deviamos ter em mais conisderação na hora de o trazer para casa. Este é um 20 anos, engarrafado em 2016, da mítica casa Ferreira. Apesar de turvo, um prazer imenso quer nos aromas, quer na prova de boca. 
Cor âmbar escuro, aparência densa, com alguma sujidade, turvo, lágrima escorreita e bem definida. No plano aromático mostra-se bem melhor do que no plano visual, com predominância do fruto seco e passa, noz e avelã ligeiramente tostada e alperce, casca de laranja confitada, notas de melaço e algum verniz em fundo, que vai dissipando à medida do tempo de abertura da garrafa. Na boca apresenta textura aveludada, macia com alguma densidade e untuosidade característica, vivaço, bem de acidez, mais expressão do fruto seco, noz em relevo, com ligeiro picante num conjunto doce equilibrado e de final de boca longo.
Foi escolhido para a sobremesa para dois casamentos. O primeiro com o bolo de bolacha de manteiga e com o café bem puxadinho, ligação muito boa, com a sua acidez e vivacidade e equilibrar com a gordura e untuosidade do bolo; depois, brilhando mais, com uma fatia de bolo de amêndoa caramelizada com mel. Sem palavras.

Taboadella Touriga Nacional Reserva 2019 Tinto

TABOADELLA TOURIGA NACIONAL RESERVA 2019 TINTO | DÃO | 13,5% | PVP  15,99€
TOURIGA NACIONAL
TABOADELLA, SA
17,5

Este Touriga Nacional chega de uma parcela em solo granítico, arenoso e estratificado, com exposição sul e sudoeste e a uma altitude, já considerável, de 520 metros. Prima pela elegância e expressão da casta no seu estado mais fresco, fruta e floral em equílibrio e já a dar muito prazer, embora lhe reconheça potencial para boa guarda por mais uns par de anos. 
Cor vermelho concentrado, com tonalidade violeta, um pouco mais aberto na auréola, aspecto límpido e jovem. No nariz mostra, com elegância e frescura, uma fruta preta silvestre madura, fruto de baga, amora silvestre, mirtilo, contornada pelas notas mais perfumadas da violeta, especiado fino, pimenta preta, sensação de pedra lascada e chuva de verão aobfinal de um dia quente, reforçando o seu perfil de finess. Na prova de boca continua a revelar esta elegância, corpo médio, macio, ligeira untuosidade, com acidez bem medida, atribuindo-lhe vida juntamente com a presença da fruta sumarenta e de um tanino presente e pronto. O final de boca é longo, prazeiroso e elegante. 
À mesa juntou-se, com glória, a um arroz de entrecosto com mão transmontana. 

quarta-feira, 20 de outubro de 2021

Maritávora TF 2009 Tinto

MARITÁVORA TF 2009 TINTO | DOURO | 14% | PVP  17€
TOURIGA FRANCA
MARITÁVORA - INVESTIMENTOS, LDA
18

Estava na garrafeira há uns anos, esquecida, chegou lá fruto de uma visita à vinha numa primavera chuvosa, mas de que não me recordo o ano. Voltei ao seu encontro agora e percebi o vinho de excelência que me havia calhado na sorte. Esteve na adega este tempo todo. Uma das poucas, 550 garrafas apenas, de produção limitada deste tinto vinificado em lagares de granito com pisa a pé e estagiado 18 meses em barricas de carvalho francês. 
Cor vermelho granada de média concentração, tonalidade que pouco evidencia a sua idade, aspecto límpido, lágrima chorosa e marcada. No nariz continua a ser a fruta a mostrar-se em evidência, fruta preta, de baga, fruta azul, frescura, especiaria fina, muito bem colocada, notas de pinho, caruma verde, alguma, muito leve resina, grande equilibrio e leveza. Boca vivaz, bela acidez, acutilante, num corpo que não sendo imenso, nos enche os sentidos e o palato, macio, aveludado, tanino polido, fruta saborosa, madura e fresca, com todas as peças ligadas e com término de boca longo e com finess.
Portou-se com mestria à mesa, primeiro amparando toda a boa gordura que a alheira de Carviçais faz pingar no prato, equilibrando com o grelo verde e mais ácido, depois fazendo companhia à chocolate com laranja e flor de sal no final da refeição. Possa!!!

terça-feira, 19 de outubro de 2021

1836 Companhia das Lezírias Grande Reserva 2017 Branco

1836 COMPANHIA DAS LEZÍRIAS GRANDE RESERVA 2017 BRANCO
 | TEJO | 14% | PVP  25€
FERNÃO PIRES 
COMPANHIA DAS LEZÍRIAS, SA
17,5
 
Em 1836, em pleno reinado de Dona Maria II, era fundada a Companhia das Lezírias. Este vinho é uma homenagem aos homens e às mulheres que ao longo da história fizeram da Companhia das Lezírias uma referência. Um 100% Fernão Pires proveniente em exclusivo de vinhas velhas.
Cor amarelo intenso e definido, tonalidade levemente aloirada, aspecto límpido e brilhante. Aromas a mostrar a fruta amarela de caroço madura, citrino verde, tangerina,  bergamota, lima, tropical bem medido, ainda com a barrica a mostrar-se embora praticamente ligada, nota de resinas, desafiante, complexo, com boa largura aromática. Na boca apresenta-se um branco com estrutura e complexidade, volume e textura aveludada, acidez vivaz, na medida certa, fruta madura composta, mostrando a barrica a caminho da integração, com boa extensão e equilibrio e com o término de boca peesistente e longo.
Para casar à mesa com peixe assado no forno, peixe mais gordo, cataplana de peixe e terminar a refeição no mesmo vinho com o queijo de pasta mole.

segunda-feira, 18 de outubro de 2021

Sapateiro Loureiro 2019 Branco

SAPATEIRO LOUREIRO 2019 BRANCO | VINHOS VERDES | 11,5% | PVP  7€
LOUREIRO 
TIAGO ANTÓNIO SOARES
16,5

Mais um vinho que me é dado a conhecer no Restaurante No Tacho em Coimbra. Aliás, a primeira vez que tomei conhecimento deste produtor foi precisamente a esta mesa. Era na altura praticamente um desconhecido. Hoje estes vinhos já não passam despercebidos.
Cor amarelo citrino intenso, tonalidades esverdadas bem presentes, aspecto límpido e jovem. Aroma intenso com notas de fruta madura bem fresca, fruto citrino, lima, limão galego, fruto de pomar, maça verde, ameixa amarela e pêssego, com toque vegetal temperador e uma sensação a pedra lascada. Boa textura e cremosidade de boca, com acidez fina, duradoura, saborosa, com a fruta a voltar bem bonita, sumarenta, harmonioso e com final de boca longo. 
A sua boa acidez inclinou-me para o beber com a companhia de uma posta de bacalhau feito a baixa temperatura. Funcionou na perfeição.