sexta-feira, 12 de agosto de 2011

BTT 2009

Tenho de confessar que fui primeiramente atraído para este vinho devido ao seu nome: BTT. A minha ligação ao Vinho e ao BTT aguçou-me a curiosidade desta novidade de Luis Pato, tanto que tive de escrever acerca do BTT 2009.
O nome adoptado para este tinto foi BTT porque este é um corte de 1/3 de cada casta portuguesa plantada em solo argilo calcário. Como eu percebo esta ligação. A Baga (B), lote amadurecido em pipo de terceiro ano de carvalho Francês; A Touriga Nacional (T), lote maturado em pipos novos de carvalho Francês; e a Tinto Cão (T) lote guardado em pipo de quinto ano de carvalhoGaulês.
Segundo o produtor, é uma desconstrução da dificuldade de beber um "vinho da Bairrada quando novo sem usar mão de castas Internacionais."
Integra-se na filosofia de que um vinho novo e bebível não necessita de graduação elevada (tem realmente 12,8% e 13% na roupagem). Pode durar, menos que um clássico da região, mas bem mais que outros vinhos famosos deste nosso Portugal, em principio 15 a 20 anos. Destaco ainda a beleza e originalidade do rótulo.
O destino deste vinho é ser comercializado fora de Portugal pelo que por cá só se encontra ao balcão das Adegas Luis Pato, ou seja, tenho que lá passar numa das minha viagens até à Curia. Quando o aquirir colocarei aqui a minha nota de prova.
O PVP é , à porta da adega de 15,0€, com IVA incluso.

Sem comentários:

Enviar um comentário

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails