terça-feira, 6 de outubro de 2015

ECVSB 2015 | PROVA COMENTADA: BAIRRADA DÉCADA DE 2000: A PROVA DO TEMPO

A segunda Prova Comentada do ECVS da Bairrada 2015 trouxe um novo palco e uma prova memorável. Luís Ramos Lopes dirigiu a prova Bairrada Década de 2000: A Prova do Tempo. No Museu do Vinho da Bairrada, a prova, em sequência da do ano passado dedicada aos anos 80, era este ano centrada na década de 2000. Uma década especial para a região principalmente porque surgiram novos produtores que vieram dar uma nova força à produção de vinho na Bairrada ainda que alguns tenham aparecido no final da década de 80.
QUINTA DA MATA FIDALGA RESERVA PESSOAL 2007 ESPUMANTE BRANCO
Cor amarelo citrino, aspecto jovem, bolha fina, persistente. No nariz a fruta amarela madura predomina com ligeiro toque limonado, notas de fermento. Na boca espuma cremosa, limpo.
CAVES DA MONTANHA CHARDONNAY - BAGA 2008 ESPUMANTE BRANCO
Cor amarelo citrino,  esverdeados definidos, bolha fina de média persistência. No nariz tostados e algum pinhão envolvendo a fruta citrina, vegetal e de caroço, vegetal marcado. Na boca boa espuma, cremosa, com acidez bem presente, mostrando secura e final longo.
LUIZ COSTA PINOT - CHARDONNAY 2010 ESPUMANTE
Cor amarelo citrino, bolha fina e persistente. No nariz boa fruta, a elegância do Pinot mostra-se, notas leves tostadas, fermentos limpos. Na boca o chardonnay dá-lhe corpo, num conjunto muito equilibrado, com espuma farta, cremosa e leve, cheio de elegância e frescura.

ENCONTRO 1 2009 BRANCO
Cor amarelo citrino, definido, sem marca do tempo, de aspecto limpo e brilhante. No nariz a fruta citrina aparece envolta num misto de notas florais, alguma cera, notas de chá,  casca de maçã. Na boca aparece um pouco triste de inicio, a fugir ao esperado, melhora com o tempo no copo, e termina em melhor plano. Ainda assim deixou-me a dúvida se esta seria melhor garrafa.
QUINTA DAS BAGEIRAS GARRAFEIRA 2004 BRANCO
Cor amarelo definido, esverdeado brilhante, aspecto limpo. Aromas definido, fruta branca fresca, ameixa boa, frescura envolvente. Boca com vida, acidez acutilante, pleno de fruta citrina, seco,  maçã verde, com final longo.
CASA DE SAIMA GARRAFEIRA 2001 TINTO
Cor vermelho com nuances acastanhadas, algum depósito, com alguma marca do tempo, mas sem ser em excesso. No nariz a idade é menos notória,  intenso, fruta ainda bem presente, com notas frescas de bosque, algumas notas leves de terciários,  balsâmico e alguma caixa de charuto. Na boca continua cheio de vida, vivaz, com grande corpo e com acidez vibrante. Equilibrado, com as notas do tempo ainda pouco marcadas e com final longo.
LUÍS PATO PÉ FRANCO 2001 TI^NTO
Cor vermelho laranja acastanhado, média concentração, aspecto limpo. Nariz com uma elegância e delicadeza extraordinária. Grande equilíbrio, sem grande nota do tempo, fresco. Na boca temos um vinho ainda novo, com pujança,  secura, onde aprece aqui o tempo? Completamente aprovado com nota alta na Prova do Tempo.
CAMPOLARGO CC 2004 TINTO
CASTELÃO, CABERNET SAUVIGNON  (Aqui o Castelão antigo, o Castelão Nacional, agora denominada Camarate)
Cor vermelho com nuances ligeiramente acastanhada, aspecto limpo. Aromas bastante elegantes, em passos de bailarina, com muita frescura, notas de bosque, de turfa, com vegetal presente, envolvente em frescura. Vivaz na boca, com algum verde, pujante, a secar o palato e a fazer saltar as papilas gustativas, mostra-se novo, sem marca do tempo, com um final de boca interminável.
KOMPASSUS PRIVATE COLLECTION 2005 TINTO
Primeiro Kompassus Private Selection, com cor vermelho casca de cebola mais escura, algum sedimento presente. Aromas intensos, fruta preta madura,  mineral, cheio de frescura e sem grande marca do tempo. Na boca encontra-se mastigável, poderoso, cheio de garra e com uma estrutura para durar. Enche a boca, mantém a frescura desde o início até ao fim.
SIDÓNIO DE SOUSA GARRAFEIRA 2005 TINTO
Cor vermelho ligeiramente alaranjado, média concentração,  aspecto limpo. Elegante no nariz, cheio de frescura, com uma presença mineral bem integrada,  conjunto harmonioso e perfeito. Na boca continua a ser uma experiência perfeita. Boca cheia de opulência,  uma frescura enorme, acidez marcada, sempre a subir, com uma fruta presente, jovem e com um final de boca que não se esquece.
QUINTA DOS ABIBES SUBLIME 2007 TINTO
Cor rubi de média concentração,  mais concentrado no núcleo,  nuances  violetas mais abertas no bordo do copo. Aromas mais fruta vermelha, perfumado, violetas, algum bosque, notas balsâmicas frescas,  num conjunto equilibrado. Na boca surge de taninos presentes, embora polidos, prontos, com fruta vermelha madura, aparece um ligeiro travo mais adocicado, mais guloso e apetecível com esta idade. Final de boca persistente.

NELSON NEVES RESERVA MERLOT 2009 TINTO
Cor rubi de média intensidade, consistente, aspecto limpo. No nariz a fruta vermelha bem ligada com um traço muito limpo e definido a pimento verde, mineral e fresco. Na boca apresenta-se com estrutura, taninos marcados, embora um pouco polidos envolvem-nos a boca por completo, sedutor e com final de boca longo.
NOSSA CALCARIO 2010 TINTO
Cor rubi com violetas bem definidos, concentração média,  aspecto limpo. No nariz aparece uma fruta vermelha fresca, alguma cereja, cassis, encanta e cativa, apaixona por uma frescura elegante. Na boca taninos marcantes, ainda assim com uma certa modernidade, sem ser tão agressivo e rústico, cheio de frescura e com uma final de boca longo.

QUINTA DAS BAGEIRAS 2002 BRUTO NATURAL BRANCO
cor amarelo definido, bolha fina, ainda com boa persistência. No nariz muito brioche, cera, com alguma fruta seca. Boca com espuma sedosa, corpolenta, com corpo, boa acidez, untuoso, a pedir uma refeição à mesa.
______________________________
MUSEU DO VINHO DA BAIRRADA
Av. Eng. Tavares da Silva
3780 - 203 Anadia
Tel.: 231 51 97 80
Fax: 231 51 97 81
E-mail: museuvinhobairrada@mail.telepac.pt

Horário de Funcionamento:
Terça a Sexta-feira
Das 10:00 às 13:00 e das 14:00 às 18:00h

Sábado, Domingo e Feriados:
Das 11:00 às19:00h

Sem comentários:

Enviar um comentário

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails