sexta-feira, 4 de março de 2016

Revelado o Escondido 2012 de Anibal Coutinho

A colheita de 2012 é a quarta deste vinho, de nome Escondido, produzido por Anibal Coutinho e proveniente de vinhas de família, em Pêro Pinheiro, na linha entre o DOC Colares e Lisboa. 
Vinha de influência atlântica, ainda sofrendo com os ventos salinos vindos do mar, um vinha muito baixa, ao estilo de Bordéus mas, com castas bordalesas e castas portuguesas. Menos de um hectare de vinha inicialmente plantada em 2001 com todo o trabalho envolvente a ser manual. 
Estagiado por 24 meses em barrica nova de carvalho americano e duas usadas de americano e francês. Tendo depois terminado o estágio e sido vinificado na Quinta do Gradil.
Foram produzidas 500 garrafas de 75cl e 100 garrafas Magnum (140€).

As colheitas anteriores, 2006, 2008 e 2010, também foram apresentadas com o Cozido à Portuguesa do Restaurante O Jacinto. Uma espécie de tradição que este ano se repete e que mostra bem a harmonia desta ligação vinho - comida.

ESCONDIDO 2012 TINTO | LISBOA | 13% | PVP 90€
CABERNET SAUVIGNON, TOURIGA NACIONAL, MERLOT, SYRAH, ALICANTE BOUSCHET
ANÍBAL COUTINHO
91 / 100

Cor vermelho de média intensidade, rubi bonito e de aspecto limpo. Nariz ainda marcado pelo estágio em barrica, fruta preta silvestre, notas florais, especiarias bem presentes, ligeiro cacau, elegante, intenso, com uma frescura natural que vem do próprio terroir. Na boca, apesar de jovem, demonstra estar praticamente pronto, raçudo, vivaz, mais elegante que propriamente corpulento, com boa fruta, madura, cereja preta, madeira praticamente ligada, perfil apimentado, bom vegetal em final intenso e fresco.

Sem comentários:

Enviar um comentário

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails