domingo, 8 de julho de 2018

Real Companhia Velha | Carvalhas Convida Chefs a Criar e Apresenta Novidades

Em 2017 a Real Companhia Velha encetou um novo conceito associado à sua marca de vinhos topo de gama: C4 - Carvalhas Convida Chefes a Criar. Ljubomir Stanisic foi o chefe convidado para estrear esta iniciativa, sendo um profundo conhecedor da Quinta das Carvalhas e do portefólio vínico da Companhia, com a qual tem, aliás, um vinho (colheita tardia) em nome próprio.
Este ano, para o evento de apresentação de novidades da Quinta das Carvalhas, o Chef convidado foi Vasco Coelho Santos.
São quatro as últimas novidades vínicas da Real Companhia Velha. Em comum têm a proveniência das uvas, oriundas da afamada Quinta das Carvalhas, que lhes imprime a identidade típica do Douro. Provavelmente a Quinta que mais prazer dá a trabalhar para o enólogo da Casa, não só pela carga histórica e emocional, mas também pela complexidade que a mesma encerra.
Sob a marca com o nome homónimo, são eles o Carvalhas Branco 2016 e os monocastas tintos Carvalhas Tinta Francisca 2014 e Carvalhas Touriga Nacional 2015 e, por último, o Carvalhas Vinhas Velhas tinto 2015.

CARVALHAS 2016 BRANCO | DOURO | 13% | PVP 28€
VIOSINHO, GOUVEIO
REAL COMPANHIA VELHA
17,5
Cor amarelo citrino, aberto, aspecto limpo e brilhante. Aromas plenos de elegância, fruta amarela de caroço, alperce, ameixa madura, flor de laranjeira bem ligada, traço mineral evidente, pedra lascada, fresco e complexo. Boca com largura, estrutura, expressão do terroir onde nasce, com acidez vibrante, acutilante, com a fruta sumarenta, barrica ligada, final longo e persistente. Grande boca. Um daqueles brancos imperdíveis.
À mesa casou com o Piquenique Nas Carvalhas, Um prato com chouriço caseiro, favas, limão e pão.

CARVALHAS TINTA FRANCISCA 2014 TINTO | DOURO | 13% | PVP 38€ 
TINTA FRANCISCA 
REAL COMPANHIA VELHA
18
Cor vermelho intenso de média concentração, ligeiramente aberto, aspecto limpo. No nariz brota a fruta preta, ameixa e cereja, toque fresco vegetal, num perfil muito fresco. Na boca mostra frescura e leveza, com tanino marcado, mas macio, sedoso, com a fruta muito definida e bonita, ligeiro fumado, muito leve, especiaria, preenche a boca de forma envolvente, final de boca longo e muito elegante.
Os pratos de carne serão a companhia ideal. Assados e aquele churrasco mais exigente.
O Jardim do Álvaro foi a maridagem escolhida. Espargos, Sarrajão, Ervas e Caril.

CARVALHAS TOURIGA NACIONAL 2015 TINTO | DOURO | 14,5% | PVP 38€ 
TOURIGA NACIONAL 
REAL COMPANHIA VELHA
18
Cor vermelho intenso e concentrado, violetas escuros, definidos, aspecto limpo. Aromas de fruta vermelha e preta silvestre madura, notas florais frescas, violetas, citrino, de tez fresca, pedra partida, chuva de verão, fresco. Boca com estrutura e volume, acidez salivante, fruta muito fresca e bonita, cítricos evidentes, bergamota, traço vegetal e com especiaria fina.
Final de boca longo, persistente e fresco.
Harmonisação feita com o prato de nome Cítricos, que trocado por miúdos quer dizer xara, laranja e ervilhas.

CARVALHAS VINHAS VELHAS 2015 TINTO | DOURO | 14% | PVP 50€ 
VINHAS VELHAS 
REAL COMPANHIA VELHA
18
Cor vermelho intenso, de média concentração, aspecto limpo. De aromas muito elegantes, delicado na fruta vermelha e preta com que nos presenteia, leves notas verdes, herbáceas, algum vegetal e especiado, traço de baunilha muito ao de leve, complexo, fresco. Boca expressiva, opulento e com grande estrutura, de acidez fresca, a secar o palato, a pedir que se leve à mesa, tanino presente, firme, redondo e polido, com fruta vermelha fresca, muito equilibrado e uno, de final de boca longo e persistente.
O Pombo, foie e Cuscus brilharam nesta ligação. A confecção do pombo estava divinal no prato de nome Complexo & Original.

Sem comentários:

Enviar um comentário

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails