quarta-feira, 22 de janeiro de 2020

Quinta do Vale Meão 2013 Tinto

QUINTA DO VALE MEÃO 2013 TINTO | DOURO | 14% | PVP  139€
TOURIGA NACIONAL, TOURIGA FRANCA, TINTA BARROCA, TINTA RORIZ
F. OLAZABAL & FILHOS, LDA
18

A história deste vinho como bem longe no tempo. Nem se pensava nele, mas a verdade é que só é possível existir porque em 1877 D. Antónia Adelaide Ferreira comprou em hasta pública 300 hectares de terra virgem à câmara de Vila Nova de Foz Côa com o  sonho de construir a partir do nada uma exploração modelo, concretizando nela toda a vasta experiência acumulada ao longo da sua vida de empresária duriense.
Mais recentemente, no ano de 1998, Francisco Javier de Olazabal decidiu renunciar ao cargo de presidente de A. A., Ferreira S.A. para se dedicar juntamente com seu filho enólogo Francisco de Olazabal y Nicolau de Almeida, à produção, envelhecimento e comercialização dos vinhos da quinta, através da criação da sociedade F. Olazabal & Filhos, Lda. Em 1999 a primeira colheita do Quinta do Vale Meão era uma realidade.
Cor rubi intenso, concentrado, fechado, bonita coloração, mais aberta no bordo do copo, aspecto limpo e jovem. Aromas bem medidos, fruta preta madura, bagas, notas de bosque, pinheiro, alguma turfa, especiados finos, conjunto harmonioso, cativante. Boca com estrutura, volume, untuoso e macio, envolve todo o palato, mostrando frescura, fruta em bom plano, mais uma vez equilibrado, seguro, com um final de boca longo e elegante.

terça-feira, 21 de janeiro de 2020

Quanta Terra Grande Reserva 2017 Branco

QUANTA TERRA GRANDE RESERVA 2017 BRANCO | DOURO | 13% | PVP  23€
VIOSINHO, GOUVEIO
QUANTA TERRA SOCIEDADE DE VINHOS, LDA
17,5

As vinhas velhas provenientes do terroir do planalto de Alijó nas mãos dos enólogos Celso Pereira e Jorge Alves, fazem nascer um branco com grande potencial de guarda, mas pronto já para ser bebido com muito prazer. Leve-se à mesa sem medos.
Cor amarelo citrino, esverdeados, aspecto límpido e brilhante. No nariz mostra elegância, fruto citrino e de caroço, polpa amarela, pomar, ligeiro perfumado, pedra lascada, fumado leve, integrado, envolvente e complexo. Boca com belíssima acidez, crocante, untuosidade sedutora, envolve o palato com a fruta sumarenta  muito bem colocada, madura e fresca, leve travo verde, muita finess, embora ainda jovem já se lhe tira a pinta. E que bela pinta. Final de boca longo, persistente e elegante.

segunda-feira, 20 de janeiro de 2020

Prémios W Aníbal Coutinho 2019 | Comer Beber e Lazer Melhor Blog do Ano

Os Prémios W 2019 de Aníbal Coutinho distinguiram o Comer, Beber e Lazer como o Blog do Ano. Confesso que não esperava que fosse este ano, até porque, em jeito de auto-critica, não terá sido o meu melhor ano, nem aquele em que pude dedicar mais tempo a esta minha Paixão.
No entanto, é sempre com satisfação e com um sorriso que se recebe uma boa noticia, como esta, e que se percebe que, de uma forma ou de outra, alguém sabe o que fazemos e por isso o meu obrigado ao Aníbal Coutinho por este prémio.

Agradeço também ao amigo que ontem à noite me enviou o sms a dar os parabéns e, de certo modo, a informar do sucedido.
Deixo abaixo o vídeo com a apresentação de todos os premiados e os meus parabéns a todos eles.

domingo, 19 de janeiro de 2020

Ávidos | Apaixonados No Douro

Reza a lenda que, nos primórdios da Lusitânia, uma jovem donzela se perdeu de amores por um alto oficial do Império Romano. Não aceitando o romance, a família retirou-a da Lusitânia, levando-a para além do Rio Douro.
Ali, na margem direita, no Douro Superior, passou a viver entre os vinhedos, por onde errava, dia e noite, mergulhada em lágrimas por seu apaixonado. As lágrimas da donzela, repletas de desejo e paixão, impregnaram o solo xistoso dos vinhedos, criando um terroir único para a produção de vinhos que facilitam o entendimento entre as pessoas e despertam o amor.
De lá provêm os vinhos ÁVIDOS, que fui conhecer numa prova do Bago Du Vin, o mais recente spot vínico na linha de Cascais, localizado no Hotel InterContinental Cascais-Estoril, dedicado ao mundo dos vinhos e dos sabores que o acompanham. Espaço acolhedor, ambiente de conforto e intimista, com muitas referências a copo e com produtos selecionados de qualidade que enchem ainda mais a experiência. A conhecer mais a fundo numa próxima oportunidade.
No Douro Superior, a Quinta do Sardoal e a Quinta das Salgueiras, ambas em Torre de Moncorvo na sub-região do Douro Superior, são o terroir das uvas utilizadas para produção dos vinhos Ávidos. Uma bela descoberta.

APAIXONADO 2018 ROSÉ | DOURO | 12,5% | PVP 6,50€ 
TOURIGA NACIONAL
ÁVIDOS DOURO, LDA
16
Cor rosado aberto, ligeiro salmonado, aspecto limpo e luminoso. Nariz delicado e elegante, com notas de fruta vermelha madura, framboesa, morango, ligeiramente foral e harmonioso. Boca com acidez acutilante, bela secura, fica a trabalhar no palato, com a fruta bem colocada, conjunto equilibrado e com bom comprimento e duração final. Sequinho e bem interessante.

AMÁVIO 2016 TINTO | DOURO | 14% | PVP 10,50€ 
TOURIGA NACIONAL, TOURIGA FRANCA, TINTA RORIZ
ÁVIDOS DOURO, LDA 
15,5
Cor rubi intenso, média concentração, aspecto limpo e jovem. Nariz intenso, exuberante, muita fruta vermelha madura, fruta preta silvestre, floral perfumado envolvente, alguma esteva, sóbrio. Na boca mostra-se pronto, acidez equilibrada, alguma secura num tinto de corpo médio, tanino moldado, adequado, frutado e fresco, equilibrado e de bom comprimento final.
Um vinho para o dia a dia, descomplicado e para beber.

APAIXONADO RESERVA 2015 TINTO | DOURO | 14% | PVP 18€ 
TOURIGA NACIONAL, TOURIGA FRANCA, TINTA RORIZ, TINTA AMARELA
ÁVIDOS DOURO, LDA
17 
Cor vermelho rubi, nuances violáceas, media concentração, aspecto limpo. No nariz mostra complexidade, fruta preta, baga, barrica bem ligada, notas de bergamota, algum vegetal, hortelã, balsâmico, pimenta preta, conjunto bem ligado. Corpulento de boca, bom volume e envolvência, tanino macio, fruta sumarenta, conjunto equilibrado e com final de boca longo e persistente.

sexta-feira, 17 de janeiro de 2020

Taylor's Late Bottle Vintage 2014

TAYLOR´S LATE BOTTLED VINTAGE 2014 | PORTO | 20% | PVP 16€
CASTAS TRADICIONAIS DOURO
QUINTA AND VINEYARD BOTTLERS VINHOS, SA
17

O Late Bottled Vintage, tido como um filho menor do Vintage, é, no fundo, apenas mais um Porto de excelência. Eu adoro-os assim, jovens, carnudos, fechados de cor, mas abertos de aroma e um desafio aos sentidos. Dão um prazer monumental mesmo sem mais nada a acompanhar, todavia, o bolo de mousse de chocolate fez com que o estado de perdição fosse maior.
Cor vermelho retinto, fechado, opaco, lágrima chorosa, agarrada ao copo e de aspecto limpo. No nariz mostra a fruta preta madura, amora, ameixa e cereja do Douro, intenso, com as notas de cacau e de chocolate sempre por perto, florais elegantes, algum terroso, equilibrado e fresco. A boca mostra estrutura, volume, cremosidade ao toque e texturado ao envolver o palato, tanino maduro, firme, completamente integrado, revelando um fruta muito bonita, madura e fresca, que se mastiga, equilibrado e final de boca longo.
Merece toda a atenção. 

quinta-feira, 16 de janeiro de 2020

Soalheiro Terramatter 2018 Branco

SOALHEIRO TERRAMATTER 2018 BRANCO | VINHOS VERDES | 12,5% | PVP  16€
ALVARINHO
VINUSOALLEIRUS, LDA
17

A produção biológica da casta Alvarinho num Soalheiro com um perfil um pouco mais verde, mais vegetal, mantendo aquele ponto de acidez crocante e o traço elegante e intenso que lhes reconhecemos. Reforço que será um Alvarinho com anos pela frente, pronúncio de bom descanso em garrafa e surpreender quando então for aberta.
Cor amarelo citrino limão, bem definido e intenso, aspecto limpo e jovem. .Aromaticamente com belas notas citrinas, traço perfumado de folha lúcia-lima, casca de lima, acompanhando notas mais vegetais em harmonia com estas, muito desafiante e com vida no copo. Na prova de boca não desilude, volume e untuosidade bem medida e casada com a crocancia da sua acidez, frescura da fruta, luminosa, equilíbrio do conjunto e um final de boca leve, elegante, fresco e intenso.
À mesa mostra todo o seu potencial.

quarta-feira, 15 de janeiro de 2020

Quinta de Fafide Reserva 2017 Tinto

QUINTA DE FAFIDE RESERVA 2017 TINTO | DOURO | 14% | PVP  7,85€
TOURIGA NACIONAL, TINTA RORIZ, TOURIGA FRANCA
ANTÓNIO EMÍLIO ROCHA, HOS
15,5

Um tinto para se beber em novo, pronto, polido e descomplicado. Harmonioso e bem feito. Resulta de um blend de castas típicas durienses, Tinta Roriz, Touriga Franca e Touriga Nacional que nascem em vinhedos de solos xistosos a 550 metros de altitude nos arredores de São João da Pesqueira.
Cor vermelho intenso, com boa concentração, aspecto limpo e jovem. No nariz dominam as notas de frutas vermelhas e alguma preta silvestre, com alguma nota compotada, bem ladeado por floral harmonioso e notas de estagio em barrica praticamente incorporadas.
Na boca mostra bom volume e untuosidade, tanino polido, com alguma cremosidade, continuando a mostrar uma fruta em boa forma, juntando-lhe boa acidez, alguma doçura do conjunto e com término final de longa duração.

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails