quarta-feira, 13 de novembro de 2019

Marquês de Borba 2018 Tinto

MARQUÊS DE BORBA COLHEITA 2018 TINTO | ALENTEJO | 14% | PVP  5,99€
ALICANTE BOUSCHET, ARAGONEZ, TRINCADEIRA, TOURIGA NACIONAL, PETIT VERDOT, MERLOT
J PORTUGAL RAMOS VINHOS, SA
16

O Alentejo de João Portugal Ramos. Este é um vinho que reflete, uma vez mais, a vontade de continuar a criar vinhos com o perfil e carácter do Alentejo e sempre a um nível de qualidade consistente ao longo dos anos. Mais uma colheita de não engana.
Cor rubi intenso, média concentração, violetas escuros, aspecto limpo e jovem. No nariz destaque para as notas de fruta vermelha e preta madura, amora silvestre, alguma compota, ligeiro tostado, totalmente ligado, perfil fresco. Pronto de boca, volume e corpo, tanino polido, fresco, continuidade da fruta vermelha e preta em boa medida, equilibrado, terminando longo e persistente.

terça-feira, 12 de novembro de 2019

Vinhos Quinta Beira Douro e Quinta do Malhô, A Escolha Pelo Douro!

A Quinta Beira Douro e a Quinta do Malhô ganharam um novo proprietário há dez anos. Seduzida pela magnitude da paisagem, das vinhas e dos vinhos plenos de história e qualidade, a Cap Wine Portugal, empresa que pertence ao grupo vitícola francês Cap Wine International, escolheu investir no Douro.
Na Quinta Beira Douro impera um clima mediterrânico moderado, os solos são graníticos e xistosos, as vinhas contam com 20 a 80 anos de idade (e mais).
Já a Quinta do Malhô tem solos xistosos onde nascem vinhas velhas com mais de 80 anos, a 300 metros de altitude. Ao todo estas duas quintas contemplam 15 hectares. Estão situadas no coração da melhor área produtora de vinho DOC Douro, o Cima Corgo, oferecendo o equilíbrio ideal entre os solos excessivamente ricos do Baixo Corgo e o calor intenso do Douro Superior.
As vinhas são geridas de acordo com um sistema de intervenção mínima, denominada “Produção Integrada”, para garantir a expressão natural dos vinhos, sendo que as decisões são tomadas de acordo com o ciclo de produção e em função do impacto mínimo sobre o ambiente.
O lema “Douro por Natureza” é assumido pela equipa de enologia, liderada por Sofia Valente que, juntamente com André Tremblay, empresário canadiano e presidente da Cap Wine Portugal, lideraram a apresentação oficial dos vinhos de amadas as Quintas.

BEIRA DOURO RESERVA 2018 BRANCO | DOURO | 13% | PVP 14€ 
RABIGATO, VIOSINHO, CÓDEGA DO LARINHO
CAP WINE PORTUGAL, SA
16,5
Cor amarelo citrino, aberto, leves esverdeados, aspecto limpo e jovem. Nariz com intensidade, fruto amarelo e branco de caroço, citrino como companhia, fresco. Boca com textura, untuosidade e cremosidade, acidez fina, fruta citrina bem colocada, equilibrado, fino e elegante, boa largura, barrica completamente integrada, termina longo e persistente.

BEIRA DOURO TF TN 2016 TINTO | DOURO | 13,5% | PVP 9,90€
TOURIGA FRANCA, TOURIGA NACIONAL
CAP WINE PORTUGAL, SA
16
Cor vermelho rubi, intenso e de média concentração, aureola violácea, aspecto limpo. No nariz reina a fruta vermelha madura, fresca, bem delineada. Boca com média estrutura, com leveza, muita fruta vermelha, acidez equilibrada, tanino maduro, polido com final de boca longo.

BEIRA DOURO RESERVA 2016 TINTO | DOURO | 14% | PVP 14€
TOURIGA FRANCA, TOURIGA NACIONAL, TINTA RORIZ, TINTA AMARELA, SOUSÃO
CAP WINE PORTUGAL, SA
16,5
Cor vermelho ruborizado, média concentração, aspecto limpo. No nariz sobressaem as notas de fruta vermelha e preta madura, notas de barrica muito bem ligadas, especiado fino, notas balsâmicas, respirante e fresco. Na boca mostra-se vivaz, com estrutura e volume, bela acidez, fruta bonita, bem colocada, madura, conjunto equilibrado, com taninos bem delineados, polidos, com final de boca longo e persistente.

QUINTA BEIRA DOURO VINHAS VELHAS 2014 TINTO | DOURO | 14,5% | PVP 23€
VINHAS VELHAS
CAP WINE PORTUGAL, SA
17
Cor vermelho granada concentrado, violetas bonitos, aspecto límpido. Intenso e complexo no plano aromático, frutos pretos maduros, fruto silvestre, notas de bosque, algum cedro, pinheiro, notas de pimenta branca, barrica bem ligada, fresco. Boca vivaz, jovem, irrequieto, grande estrutura, tanino presente, não agressivo, com fruta vermelha e preta bem madura e fresca, equilibrado. Final de boca  longo e persistente.

QUINTA DO MALHÔ VINHAS VELHAS 2013 TINTO | DOURO | 14,5% | PVP 23€
VINHAS VELHAS
CAP WINE PORTUGAL, SA
16,5
Cor vermelho granada intenso, sem nuances visíveis da idade, aspecto limpo. Nariz com intensidade, fruta vermelha e preta madura, ligeira compota, barrica muito bem integrada, notas especiadas, balsâmico, elegante, boas notas de evolução. Na boca mostra volume, estrutura, tanino polido, macieza no toque, fruta preta,  alguma turfa, terminando longo com notas de frescura..

QUINTA BEIRA DOURO DÁDIVA 2015 TINTO | DOURO | 15,5% | PVP 51€
VINHAS VELHAS, TOURIGA FRANCA, TOURIGA NACIONAL
CAP WINE PORTUGAL, SA
17,5
Cor vermelho intenso, concentrado, aspecto limpo. Elegante de aromas, fruta vermelha madura, notas florais, alguma violeta, ligeiro terroso, fresco, cativante e elegante. Boca com largura, a secar o palato, envolvente, com bela textura, fruta muito bonita, definida, agrada aos sentidos, equilibrado e fresco, com final de boca longo.

segunda-feira, 11 de novembro de 2019

Quinta das Bágeiras Espumante Velha Reserva Bruto Natural 2001 Branco

QUINTA DAS BÁGEIRAS ESPUMANTE VELHA RESERVA BRUTO NATURAL 2001 BRANCO | BAIRRADA | 12,5% | PVP  €
MARIA GOMES, BICAL, CERCIAL
MÁRIO SÉRGIO ALVES NUNO
17

Que bela surpresa nos havia destinado Mário Sérgio com este Velha Reserva da qual foram engarrafadas 129 garrafas de 3 litros. Anos e anos de descanso em cave, com o dégorgement a ser efectuado a 29-07-2015.
Cor amarelo definido, palha seca, intenso, com bolha vivaz, fina e persistente. No nariz marcam as notas de biscoito, bolacha de manteiga, algum salino, delicado, pedra lascada, bouquet uno e fresco. Na boca espuma leve, com cremosidade, acidez vivaz, vibrante, com muita finess, pé ante pé, leve tisana, bom comprimento final.
Fez companhia a uma série de entradas, com mais ou menos complexidade.

domingo, 10 de novembro de 2019

Mestre Daniel 2018 Tinto

MESTRE DANIEL 2018 TINTO | ALENTEJO | 12,5% | PVP  15€
TRINCADEIRA, ARAGONEZ, TINTA GROSSA
ACONCHEGO DA ALDEIA
16,5

Os vinhos de talha seguindo os métodos tradicionais. Seguindo a tradição de Vila Alva, os recipientes utilizados para a vinificação são as talhas, descendentes das grandes vasilhas romanas, com capacidades que variam entre os 300 e 1300 litros. Daqui resultam vinhos diferentes, direi audazes, com a fruta bem definida e fresca.
Cor rubi de média concentração, ligeiramente mais aberto que o normal tinto, aspecto jovem e limpo. No nariz mostra-se uma fruta vermelha madura, com muita frescura, alguma nota de cântaro, ligeiro barro, notas de cera de abelha, perfil com muita frescura. Na boca revela boa secura, acidez equilibrada, a mostrar-se sem se impor, novamente com a sensação de fruto em bom plano, conjunto equilibrado e harmonioso, com leveza, elegância, termina longo e persistente.

sábado, 9 de novembro de 2019

Quinta das Bágeiras 2018 Branco

QUINTA DAS BÁGEIRAS 2018 BRANCO | BAIRRADA | 13% | PVP  5,60€
MARIA GOMES, BICAL
MÁRIO SÉRGIO ALVES NUNO
16,5

Da anterior colheita sai a casta Cercial do lote e sobe um pouco o álcool. O resultado é um branco ligeiramente mais gordo, mas com a acidez e frescura a acompanhar, talvez mais pronto, dirão alguns, direi eu, um pouco diferente. Sem dúvida que continua um grande vinho para esta gama de preço.
Cor amarelo citrino, tonalidades esverdeadas, brilhante, aspecto limpo. Aromas frutados, citrinos, fruta de polpa amarela, alguma maça reineta, fruto de caroço, notas salinas, sóbrio, perfil fresco. Boca com acidez crocante, citrina, maça verde, a secar o palato, com alguma untuosidade e volume, fruta citrina fresca, equilibrado, com longo final de boca

sexta-feira, 8 de novembro de 2019

Brejinho da Costa Moscatel Roxo 2010

BREJINHO DA COSTA MOSCATEL ROXO 2010 | PENÍNSULA DE SETÚBAL | 17,5% | PVP  24,90€
MOSCATEL ROXO
RESIGON COMPANHIA AGRÍCOLA E GESTÃO, SA 
17

Solo arenoso, proximidade ao oceano Atlântico e a casta moscatel roxo. Eis a fórmula base para o nascimento deste néctar com anos de estágio até estar no ponto para sair para o mercado. Surpreendeu no copo e na conjugação com diversas sobremesas. Finura, equilíbrio, frescura, acidez revigorante.
Visualmente de tonalidades topázio, âmbar envelhecido, aspecto limpo e lágrima chorosa. No nariz revela complexidade, notas de frutos secos, melaço, laranja, casca de laranja, alguma compota, ligeiro caramelo em fundo, lado salino, marítimo, fresco. Na boca não desarma, continua muito neste registo, macio, untuoso, travo doce, bem amparado pelas notas mais citrinas e uma acidez bem vivaz e acutilante. Final de boca longo, intenso e com surpreendente finura.  

segunda-feira, 4 de novembro de 2019

Família Horácio Simões Grande Reserva Vinhas Velhas 2013 Tinto

FAMÍLIA HORÁCIO SIMÕES GRANDE RESERVA VINHAS VELHAS  2013 TINTO | PENÍNSULA DE SETÚBAL | 14,5% | PVP  20€
CASTELÃO
HORÁCIO DOS REIS SIMÕES
17,5

Saber esperar é uma virtude que, por vezes, nos trazem grandes alegrias. É o caso deste vinho, o último deste ano na garrafeira, e que mostrou ter valido a pena esperar por ele. Um conjunto pleno de equilíbrio, elegância e a dar um prazer imenso no copo. Bem sei que normalmente não juntamos queijo e vinho tinto cá por estes lados, mas a sua ligação com o queijo da Serra da Estrela com algum tempo de cura fez com ambos desaparecessem em poucos minutos.
Cor vermelho rubi intenso, média concentração, violetas abertos, sem grandes notas da sua idade, aspecto limpido. No nariz muita elegância na forma como a fruta preta madura se faz notar, ameixa preta, cereja, alguma ginja em compota, especiaria fina, alguma nota de caixa de tabaco, complexo. No palato revela textura, com largura, cremesidade, de tanino polido e com fruta madura ainda bem fresca e distinta. Final de boca longo.

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails