domingo, 25 de junho de 2017

Redoma Reserva 2013 Branco

REDOMA RESERVA 2013 BRANCO | DOURO | 12,5% | PVP  27€
RABIGATO, CÓDEGA DO LARINHO, DONZELINHO, ARINTO, OUTRAS (VINHA VELHA)
NIEPOORT VINHOS, SA
17,5

As vinhas velhas do Douro de altitude a mostrarem um branco que não precisa de apresentações, mas que cada vez mais confirma a minha ideia de necessitar de tempo em garrafa, mesmo sendo lançado alguns anos após a colheita. Com cerca de três anos em garrafa, mostrou muito bem o poder da vinha velha das casta brancas do douro, revelando um excelente equilíbrio, leveza e potencial de envelhecimento com qualidade enorme.
Visualmente continua a mostrar cor citrina, leves esverdeados, aspecto limpo e jovem. Intenso e complexo de nariz, fruta de polpa amarela de caroço, percepção de flores, notas de barrica a caminho da integração completa, alguma fruta seca e traço mineral vincado. Na boca mostra um branco com volume, com cremosidade ao toque, leve untuosidade, com a acidez da fruta citrina e do perfil mineral a conferirem equilíbrio, leveza e elegância. Longo de final de boca.
Um branco claramente para não ficar sozinho à mesa, a pedir comida à séria e a dizer que continuará em progressão durante mais uns anos.

quarta-feira, 21 de junho de 2017

Barca Velha 2004 Tinto

BARCA VELHA 2004 TINTO | DOURO | 13,5% | PVP  450€
TOURIGA NACIONAL, TOURIGA FRANCA, TINTA RORIZ, TINTO CÃO
SOGRAPE VINHOS
19

Aberta a garrafa cerca de uma hora antes de ir para a mesa foi, de facto, com alguma expectativa que provei este ícone dos vinhos nacionais.
Este 2004 foi o primeiro a ser vinificado na Quinta da Leda, sendo que desde 1980 as uvas para a composição do mesmo tenham já a sua proveniência nesta Quinta. O resultado é um vinho de uma extraordinária complexidade, quer a nível aromático quer da sua expressão na boca, mostrando grande elegância e ao mesmo tempo uma volúpia sedutora que nos agarra desde o inicio até ao fim.
Cor rubi, intenso, concentrado e de aspecto limpo. Aromaticamente mostrando uma fruta preta madura muito bonita, amoras silvestres, ameixa preta, cereja, algum cassis, com notas florais muito elegantes, terrosos frescos, turfa húmida e com a barrica completamente envolvida dando-lhe notas especiadas finas e continuando num perfil complexo e fresco.
Volumoso de boca, acidez acutilante, mostrando vivacidade, de toque macio e cremoso, com taninos presentes, polidos, redondos e com a fruta ainda fresca e em equilíbrio com os especiados muito finos que vão aparecendo na continuidade da prova. Final de boca extenso e a deixar a sensação que, provavelmente, a abrimos cedo demais pois ainda está em curva ascendente.
Para beber ou para guardar durante mais alguns valentes anos.

terça-feira, 20 de junho de 2017

Adegga WineMarket Summer 2017

O Adegga WineMarket Summer regressa já no próximo dia 1 de Julho a Lisboa. Com o objectivo de continuar a ser um evento de vinhos de qualidade e que prime pela diferença e inovação o Adegga WineMarket Summer conta com 60 produtores seleccionadas pela equipa do Adegga com 500 vinhos em prova que poderá adquirir facilmente a preços de evento.
__________________________________________
ADEGGA WINEMARKET SUMMER 2017
SÁBADO | 1 DE JULHO | 14:00H ÁS 21:00h
LISBON MARRIOTT HOTEL, LISBOA

domingo, 18 de junho de 2017

96 Anos de História Caves São João 1983 Branco

96 ANOS DE HISTÓRIA CAVES DE SÃO JOÃO 1983 BRANCO | BAIRRADA | 13,5% | PVP  60€
CHARDONNAY
CAVES DE SÃO JOÃO - SOCIEDADE DOS VINHOS IRMÃOS UNIDOS, LDA
16,5

As Caves de São João continuam em modo de celebração rumo ao seu centerário que terá o seu ponto maior no ano 2020. Recentemente foi lançado este vinho, em mais um marco nesta caminhada para o centésimo aniversário, assinalando a emblemática decada de 80 e a implementação daquilo que condicionaria todo o nosso futuro, ou seja, a world wide web.
 O vinho escolhido para assinalar os 96 anos de história foi um branco de 1983, produzido apenas da casta chardonnay de vinhas sitas na região da Bairrada. 527 garrafas que mostram, mais uma vez, o potencial de envelhicimentos dos brancos desta região e atestam da qualidade e riqueza existente nas Caves de São João a este nível.
De cor amarelo dourado, reluzente e intenso. No nariz a magia dos aromas mais evoluídos, fruta seca, alguma cera, sensação de algum melaço, especiaria fina, com grande complexidade e frescura envolvente. Expressivo de boca, a mostrar-se com grande energia e vivacidade, cheio, maduro e com um certa untuosidade, cremosidade que cativa o palato, ladeado por acidez fina e longo de comprimento de boca.

quinta-feira, 15 de junho de 2017

Herdade do Perdigão | A Passagem dos Anos em Brancos e Tintos

Em passeio pela Serra de São Mamede, andámos à descoberta de produtores de vinho que imprimam este terroir alentejano diferente do habitual mais quente e de intermináveis planícies. A Herdade do Perdigão estava no nosso mapa e fomos até lá conhecer um pouco melhor os seus vinhos.
Situada no concelho de Monforte, na encosta da Serra de São Mamede, a Herdade do Perdigão conta cerca de 45 hectáres de vinha e desfruta de um micro-clima particular que lhe permite fazer nascer brancos, tintos e espumantes com grande frescura.

VILLA ROMANU 2016 BRANCO | ALENTEJO| 13% | PVP 3,49€
ANTÃO VAZ, ARINTO, VERDELHO
HERDADE DO PERDIGÃO - EXPLORAÇÃO AGRÍCOLA E VINÍCOLA, LDA
14,5
Cor amarelo citrino, esverdeados nítidos, aspecto limpo e jovem. Nariz com boa intensidade aromática, notas citrinas, lima, ligeiro vegetal, traça mineral e fresco. Na boca mostra vivacidade, sumarento, equilibrado, boa acidez e fruta citrina bem colocada. Final de boca médio-longo.

HERDADE DO PERDIGÃO RESERVA 2010 BRANCO | ALENTEJO | 14% | PVP 12€
ANTÃO VAZ
HERDADE DO PERDIGÃO - EXPLORAÇÃO AGRÍCOLA E VINÍCOLA, LDA
16,5
Cor amarelo definido, nuances palha seca, aspecto limpo e brilhante. Aromas intensos, fruta citrina, tropical e de polpa amarela madura, mais gordo, notas de barrica já ligadas, traço fresco e elegante. Expressivo de boca, vivaz, acidez equilibrada, sequinho, com fruta muito bem composta, final de boca longo.

HERDADE DO PERDIGÃO RESERVA 2011 BRANCO | ALENTEJO | 14% | PVP 12€ 
ANTÃO VAZ 
HERDADE DO PERDIGÃO - EXPLORAÇÃO AGRÍCOLA E VINÍCOLA, LDA 
16,5 
Cor amarelo citrino, ainda nuances esverdeadas e de aspecto jovem. Elegante de nariz, boa intensidade da fruta, citrina, de caroço com notas fresca de aromáticas. Um Antão Vaz a sair da regra. Na boca está em plena forma, acidez acutilante, seco, seco, tensão, vivaz e jovem, envolvente e com um final de boca que dura e dura. 

HERDADE DO PERDIGÃO RESERVA 2015 BRANCO | ALENTEJO | 13% | PVP 12€ 
ANTÃO VAZ 
HERDADE DO PERDIGÃO - EXPLORAÇÃO AGRÍCOLA E VINÍCOLA, LDA 
16 
Cor amarelo citrino, nuances esverdeadas, aspecto límpido e jovem. Aromas intensos, fruta de caroço, polpa branca madura, fresco, alguns refrescos aromáticos, algum verde e fundo fresco. Boca com volume, macio, com grande acidez e perfil seco, fruta bem colocada e fresca, final de boca longo e persistente. 

VILLA ROMANU 2016 TINTO | ALENTEJO| 14% | PVP 3,49€ 
ARAGONÊS, TRINCADEIRA, CABERNET SAUVIGNON 
HERDADE DO PERDIGÃO - EXPLORAÇÃO AGRÍCOLA E VINÍCOLA, LDA 
14,5
Cor rubi de nuances violáceas, média concentração, aspecto limpo. No nariz predominância para a fruta vermelha madura, leve traço vegetal, definido, directo e fresco. Na boca mostra textura, tanino presente, polido, fruta vermelha fresca, equilibrado e de final médio-longo. Boa opção para o dia a dia.

HERDADE DO PERDIGÃO RESERVA 1999 TINTO | ALENTEJO | 13% | PVP 14€ 
TRINCADEIRA, ARAGONEZ, CABERNET SAUVIGNON 
HERDADE DO PERDIGÃO - EXPLORAÇÃO AGRÍCOLA E VINÍCOLA, LDA 
17
Cor vermelho com nuances alaranjadas, mais intenso no núcleo, aspecto limpo. Nariz com fruta vermelha muito elegante, com notas se café, toffee, tostado leve, balsâmico e fresco, complexo. Grande boca. Com volume e estrutura, elegante e fresco, no ponto, que grande evolução, longo e envolvente. 

HERDADE DO PERDIGÃO RESERVA 2004 TINTO | ALENTEJO | 15% | PVP 14€ 
TRINCADEIRA, ARAGONEZ, CABERNET SAUVIGNON
HERDADE DO PERDIGÃO - EXPLORAÇÃO AGRÍCOLA E VINÍCOLA, LDA
17
Cor granada, concentrado média, aspecto limpo. Nariz com fruta preta madura, elegante e fresca, toffe, café moido, balsâmico, fresco. Vivaz, grande acidez, volumoso, boca larga, tanino polido, pronto a beber e adar prazer. Final de bica longo. 

HERDADE DO PERDIGÃO RESERVA 2005 TINTO | ALENTEJO | 14,5% | PVP 14€ 
TRINCADEIRA, ARAGONEZ, CABERNET SAUVIGNON
HERDADE DO PERDIGÃO - EXPLORAÇÃO AGRÍCOLA E VINÍCOLA, LDA 
17
Cor rubi, ligeiro granada, aspecto limpo. No nariz, bom conjunto com as notas de fruta vermelha e preta, mais leveza e frescura, com ligeiros mentolados e motivos de ordem vegetal. Boca larga, vivaz, muito intenso, acidez acutilante, seco, a fazer salivar e a procurar comida. Final de boca longo e prazeiroso. 

HERDADE DO PERDIGÃO RESERVA 2011 TINTO | ALENTEJO | 15% | PVP 14€ 
TRINCADEIRA, ARAGONEZ, CABERNET SAUVIGNON
HERDADE DO PERDIGÃO - EXPLORAÇÃO AGRÍCOLA E VINÍCOLA, LDA 
16,5
Cor rubi, concentrado, intenso, aspecto limpo. Aromaticamente intenso, notas de fruta vermelha e preta madura, cereja, ameixa preta, balsamico e fresco. Boca segura, corpulento e muito vivo, fruta em bom plano, com tanino polido, mais gordo e um pouco mais quente que colheitas anteriores já provadas. Final de boca longo e persistente.. 

HERDADE DO PERDIGÃO RESERVA 2014 TINTO | ALENTEJO | 14% | PVP 12€ 
TRINCADEIRA, ARAGONEZ, CABERNET SAUVIGNON
HERDADE DO PERDIGÃO - EXPLORAÇÃO AGRÍCOLA E VINÍCOLA, LDA
16,5
Cor rubi, notas violetas escuras, média concentração, aspecto limpo. Aromaticamente posso dizer que é o mais "concensual", com a fruta bem definada, um floral perfumado e integrado e com notas de barrica e tosta ainda a sobressair. Na boca surge bastante vivaz, juventude ao de cima, encorpado, gordo e com bom equilíbrio. Final longo. Está pronto a beber.


terça-feira, 13 de junho de 2017

Adega de Pegões Grande Reserva 2013 Tinto

ADEGA DE PEGÕES GRANDE RESERVA 2013 TINTO | PENÍNSULA DE SETÚBAL | 14,5% | PVP  16€
SYRAH, TOURIGA NACIONAL, ARAGONEZ, ALICANTE BOUSCHET
COOPERATIVA AGRÍCOLA DE SANTO ISIDRO DE PEGÕES, CRL
17

O primeiro grande reserva da Adega Cooperativa de Pegões chega como resultado de uma vindima extraordinária e apenas será elaborado em anos excecionais como este de 2013. Antes de ser lançado no mercado descansou por 12 meses em barricas de carvalho francês seguido de um longo sono de 24 meses em garrafa.
Agora cá fora, confesso que me agradou bastante, mostrando estar ainda no início da caminhada de um belo vinho.
Cor vermelho intenso, concentrado, fechado, bordo violeta escuro bonito, aspecto limpo. Aromas intensos, fruta preta e vermelha, algum citrino, bergamota, barrica já ligada, cacau, fresco, surpreendentemente fresco. Boca firme, segura, com acidez acutilante, alguma secura e muito vivaz, robusto, largo, com final de boca longo.

segunda-feira, 12 de junho de 2017

Quinta do Cardo Reserva 2012 Tinto

QUINTA DO CARDO RESERVA 2012 TINTO | BEIRA INTERIOR | 13,5% | PVP  14,50€
TOURIGA NACIONAL
AGROCARDO, SA
17

Aos rótulos muito bem conseguidos e bonitos junta-se a qualidade que os vinhos da Quinta do Cardo, ano após anos, vão apresentando.
Este reserva, um 100% touriga nacional, é proveniente de vinhas com altitude próxima dos 750 metros, amparadas pelas serras da Marofa e de Castelo Rodrigo e rodeadas pelos rios Douro, Coa e Águeda.
Cor rubi, concentrado e de tonalidades violáceas escuras, aspecto limpo. No nariz mostra grande frescura, com fruta preta silvestre, perfumados de violeta bem ligados, alguma turfa, bosque, caruma fresca e verde, complexo e sempre em evolução. Expressivo de boca, de taninos bem firmes, corpulento, denso, cheio de frescura e com uma acidez vivaz. Mostra agora estar em boa forma, com tudo bem ligado e equilibrado. Final de boca longo, persistente e fresco.

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails