segunda-feira, 28 de Dezembro de 2009

Cabeça de Burro 1995

Cabeça de Burro 1995
Data da Prova:
27 Dezembro 2009


Características
Tipo:
Tinto
Castas:
Touriga Francesa, Tinta Barroca, Tinta Roriz, Tinta Amarela e Tinta Carvalha
Região: Douro
Teor Alcoolico: 12%
Produtor: Corporativa Vinivinícola do Peso da Régua - Caves Vale do Rodo, CRL

Acerca do Vinho (Rótulo)

A partir de uvas, provinientes das castas Touriga Francesa, Tinta Barroca, Tinta Roriz, Tinta Amarela, Tinta Carvalha, produzidas em anos de excepcional qualidade nos melhores vinhedos do Baixo Corgo criou-se após uma vinificação com desengace total e intensa maceração o vinho que deu origem a este Cabeça de Burro.
Depois de um estágio de 18 meses em vasilhas de madeira, repousa em garrafa durante cerca de 12 meses até ser comercializado. Deve beber-se 1 hora após abertura da garrafa e à temperatura de 18-20ºc.
Prova
Este Cabeça de Burro foi para a mesa conosco a pensar que já estaria alterado, mas após o decante e a espera de 1 hora pedemos apreciar mais um daqueles vinhos que nos deixam extremamente agradados. Complexo e bem estruturado, com força e pujante para envelhecer com qualidade e com um travo final de boca longo. Por vezes fico surpreendido com a capacidade de envelhecimento com qualidade de alguns vinhos. Este é um desses casos.

Companhia
Coelho Assado no Forno

Classificação: 16/20

domingo, 27 de Dezembro de 2009

Quinta da Esperança Reserva 2005

Quinta da Esperança Reserva 2005
Data da Prova:
27 Dezembro 2009


Características
Tipo:
Tinto
Castas:
Touriga Nacional, Touriga Franca e Aragonês
Região: AlentejoTeor Alcoolico: 14%
Produtor: Encostas de Estremoz

Preço Médio: 4,90 €
Acerca do Vinho (Rótulo)

A Quinta da Esperança Reserva resulta da selecção das melhores uvas das castas Touriga Nacional, Touriga Franca e Aragonês. Apresenta uma cor rubi numa harmoniosa conjugação de aromas frutados e florais. Este vinho, estagiado em barricas, apresenta-se suave, complexo, com um final longo e equilibrado.

Prova
Este vinho não engana. Agora já conhecedor do produto provei este néctar com mais atenção e já prevenido. Trata-se de um vinho bastante frutado, com uma excelente presença na boca e algo persistente no final deixando um travo doce que agrada ao paladar. O excelente aroma a frutos vermelhos é no entanto um pouco traido na prova pois perde um pouco do que se estava à espera. Todavia, um dos que aconselho a todos até pela grande relação preço / qualidade que garante o sucesso à mesa.
Companhia
Coelho Assado no Forno

Classificação: 14,5/20

sexta-feira, 25 de Dezembro de 2009

Quinta da Pedra Alta 2005 - Touriga Nacional

Quinta da Pedra Alta 2005 - Touriga Nacional
Data da Prova: 24 Dezembro 2009

Características
Tipo:
Tinto
Castas: Touriga Nacional
Região: Douro
Teor Alcoolico: 13,5 %
Produtor: Jorge Eduardo Branco Pinto Leal
Preço Médio: --- €

Acerca do Vinho (Rótulo)
Nasceu uma nova estrela no Alto Douro. Um Touriga Nacional de grande personalidade e com uma estrutura bem marcada. Aromas intensos de grande complexidade, virtuoso, sublime e profundo. Taninos nobres e irreverentes, vigoroso, mas elegante. Na boca, a sensação de um corpo aveludado, cheio e possante, exalando um perfume fino e fresco. Um hino ao Douro e aos homens qu o trabalham. Foram engarrafadas 4.000 garrafas cabendo a esta o nº 0799.
Prova
Ora cá está como prometido a minha prova com uma Quinta da Pedra Alta. Neste vinho, o que mais me agradou foi a sua complexidade e final de boca muito prolongado. Apresenta uma cor rubi bem definida e um aroma a frutos vermelhos excelente. Foi o meu primeiro monocasta e acho que começei com o pé direito. Um vinho de aroma frutado, bem estruturado e um final de boca prolongado e agradável.

Companhia
Bacalhau cozido com todos.

Classificação: 15,5/20

terça-feira, 22 de Dezembro de 2009

.Com 2008

.Com 2008
Data da Prova: 20 Outubro 2009

Características
Tipo:
Tinto
Castas: Touriga Nacional, Cabernet Sauvignon, Trincadeira e Aragonês

Região: Alentejo
Teor Alcoolico: 13,5 %
Produtor: Tiago Cabaço
Preço Médio: 3,89 €

Acerca do Vinho (Rótulo)
As Castas Touriga Nacional, Cabernet Sauvignon, Trincadeira e Aragonês, educadas na região de Estremoz, deram-lhe corpo, forma e feitio. A selecção das melhores cubas deu origem a este .com de expressão jovial e temperamento irreverente. http://www.o-vinho.com/

Prova
Este vinho foi-me oferecido para prova. Não conhecia mas indicaram-me ser uma imagem nova no mercado e com alguma qualidade. No entanto, não foi das provas que mais apreciei. Apesar de o reconhecer como bastante encorpado e complexo, existe um travo para mim algo incómodo e que se sobrepõe aroma bastante frutado. O final é longo, sendo para mim o mais agradável no neste vinho.

Classificação: 11/20

segunda-feira, 21 de Dezembro de 2009

Restaurante "Lagar da Cerveja" - Terrugem

Reparei na abertura deste novo restaurante na Terrugem em finais de Novembro deste ano quando me deslocava para almoçar no Cantinho da Rosa perto da Ericeira. Ficou-me na retina o nome e a boa aparência que transparecia só de olhar. Ora, costuma-se dizer que a ocasião faz o ladrão e desta vez a ocasião fez a refeição. Num destes fins-de-semana e não sabendo muito bem onde iria almoçar acabei por me lembrar do Lagar da Cerveja. Todos aceitaram a sugestão e fomos lá almoçar.
Logo ao entrar sente-se o aroma da comida a ser servida e que indiciou, desde logo, uma quase que certa aposta ganha. A cozinha aqui não tem segredos pois é completamente aberta ao cliente e podemos assistir ao fazer dos pratos que acabámos de pedir sem qualquer problema. A sala tem um aspecto muito castiço e decorado com peças relacionadas com a cerveja. Subimos ao primeiro andar e a mesma arrumação e cuidado nas mesas e na decoração da sala. Destaco ainda o terraço que no verão deve ser de perdição e de nos fazer ficar por ali a petiscar enquanto se conversa com os amigos.
Quanto à refeição em si, a nossa escolha recaiu sobre uns belos Bifes à Cortador (sim, este restaurante aparentemente pertence aos donos do Cortador) e um Polvo à Lagareiro. Ambos deliciosos e recomenddos desde já a quem quiser experimentar.
No fundo, mais uma boa alternativa aos restaurantes habituais e que com o tempo deverei voltar a visitar.
Preço médio por refeição: 12 €
Atendimento: Familiar e Acolhedor
Satisfação: 8/10

quinta-feira, 17 de Dezembro de 2009

Morcelas Doces

Photobucket
Estas também são típicas lá da terrinha. A Morcela Doce é um enchido tradicional do norte de Portugal que era sempre feito após a matança do porco. Não vou aqui dar a receita da mesma, mas apenas dar a conhecer esta delicia que pouco hoje em dia se vê à venda. Pedi aos meus Pais que me trouxessem umas para recordar e, de facto, continuo a gostar de encontrar aqueles pedacinhos de amendoa e o sabor leve a mel. Basta cozer em água durante aproximadamente 30 minutos, deixar arrefecer e aiiiiii barriguinha.

Sanchas à Carviçais

Photobucket
As Sanchas são uma espécie de míscaro ou cogumelo que nasce nos pinheirais, nas zonas húmidas de musgos, entre estevas e giestas. Assim que caem as primeiras chuvas no Outuno é vê-los saltar da terra!
Ora, sabendo muito bem disto, pedi aos meus Pais que quando viessem da apanha da azeitona tentassem apanhar alguns para que os pudesse cozinhar. E assim foi. Uma delicia gastronómicas do norte de Portugal e que aqui descrevo com alguma pronúncia de Carviçais pois foi a minha mãe que me passou a receita.

Preparação:
Limpam-se e lavam-se muito bem as Sanchas, para as libertar da terra e de outras sujidades. Prepara-se um estrugido com azeite, alho e cebola picados e uma dois a três tomates bem maduros. Coloca-se um pouco de chouriça e presunto, partidos aos quadrados no estrugido e deixa-se alourar. De seguida, partem-se as Sanchas aos bocados. Pode-se aproveitar o pé, mas eu usei apenas o chapéu da Sancha. Deitam-se no estrugido que deve ter muito pouca água ou nenhuma e deixa-se apurar com o tacho tapado. Tempera-se de sal a gosto e vai-se acrescentando com água fervente para fazer a calda. Deixar apurar muito bem. Assim ficou e assim os comi à gula e só com pão. Estavam deliciosas.
Em Carviçais costumam cormer-se com batatas ou arroz, mas eu gosto é mesmo assim. Só a deliciosa da Sancha.

quarta-feira, 2 de Dezembro de 2009

Porto & Douro WineShow 2009

Realizou-se nos passados dias 28 e 29 de Novembro, no Convento do Beato em Lisboa, o Porto & Douro WineShow 2009. Este evento permitia aos seus visitantes a prova de cerca de 200 vinhos do Porto e DOC Douro para além de outros produtos tradicionais ou Gourmet que também tanto aprecio. Como não poderia deixar de ser estive presente e claro que as minhas atenções recaíram nas provas aos vinhos expostos.
O meu primeiro destaque vai para a prova que fiz dos Vinhos da Quinta da Pedra Alta, aos quais agradeço desde já o convite disponibilizado, do Tinto Reserva Pessoal 2006 de cor rubi, aroma agradável a frutos vermelhos e onde encontrei uns taninos suaves, com alguma madeira e um final prolongado. Deixo a oportunidade de uma prova mais objectiva a outros vinhos da Quinta da Pedra Alta para mais tarde pois já tenho as garrafinhas na lista de espera.
Na Quinta do Portal realizei a prova ao Colheita Tardia de 2007 que achei delicioso. Apesar de encorpado é doce o bastante para gostarmos desde logo de vinho. Na Rozés provei ainda outro Colheita Tardia que me impressionou principlamente por ter um doce diferente. Um doce suave, leve que tentarei repetir numa prova particular.
Outras provas que me ficaram no palato foram os Quinta da Sequeira Tinto 2004 e Quinta da Sequeira Tinto Reserva de 2005, o Dona Berta Reserva Tinto de 2006 que não conhecia e que espero voltar a encontrar, o Quinta do Cume Branco por ser um Branco diferente, mais mineral e menos frutado que o habitual. Ainda o Vinhas Velhas Castello D'Alba 2006 da VDS bastante complexo e aromático.
Deixo ainda uma nota final ao espaço, embora um pouco escondido, destinado aos Cocktails com Vinhos do Porto. Excelente iniciativa que me deixou vontade de experimentar tudo quanto lá foi mostrado. Provei um Tawny com frutos vermelhos muito interessante para começo de noite, doce qb e de aroma intenso.
Claro que muito mais haveria para dizer mas o melhor é estar presente numa próxima ocasião para desfrutar ao vivo deste espectáculo do Vinho.

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails